11 dezembro 2008

Cariri - Principais acessos estão em boas condições

Boas Estradas

Clique para Ampliar

Avenida Padre Cícero entre os município do Crato e Juazeiro do Norte, está totalmente recapeada. É uma pista dupla de 11 quilômetros (Foto: ANTÔNIO VICELMO)

Clique para Ampliar

Na BR-222, placas de sinalização foram danificadas por ações de vândalos pichadores (Foto: WILSON GOMES)

Clique para Ampliar

CE-377, totalmente refeita, liga Quixeré a Limoeiro do Norte (Foto: MELQUÍADES JÚNIOR)

Por mais que certas estradas estejam sem buracos, trechos secundários exigem atenção

Crato. De um modo geral, os principais acessos ao Cariri estão em boas condições de tráfego. A Rodovia Santos Dumont (BR-116), foi recuperada, com os problemas só persistindo de Milagres à divisa com Pernambuco. O trecho da Transamazônica (BR-230) entre Várzea Alegre e Farias Brito, que interliga a chamada “Estrada do Algodão”, também foi restaurado.

A mais importante obra do Governo do Estado, no setor de rodovias no Cariri, foi o recapeamento e sinalização da Avenida Padre Cícero, uma pista dupla de 11 quilômetros que liga Juazeiro a Crato. O governo investiu mais de R$ 3 milhões na obra executada pela Construtora Coral. Porém, outras rodovias estaduais estão danificadas, entre as quais, a Crato-Barbalha, passando por Arajara, que já foi objeto de reportagem do Diário do Nordeste. A residência do Departamento de Edificações e Rodovias (DER) promoveu uma operação tapa-buraco na estrada Crato-Nova Olinda, que cruza a Chapada do Araripe. O mesmo trabalho foi feito na ligação do Crato com Pernambuco, por cima da serra. O trecho ente Barbalha e Jardim apresenta buracos em toda a sua extensão. O gerente regional do DER, engenheiro Luiz Salviano, adverte, no entanto, que a rodovia precisa de um recapeamento total. Para isso, será aberta uma licitação, tendo em vista o reasfaltamento. Com a chegada das chuvas, a situação vai piorar.

No entanto, algumas rodovias estaduais importantes que dão acesso a pontos turísticos e contribuem para o escoamento da produção agrícola estão prejudicadas. É o caso da CE que liga Nova Olinda a Santana do Cariri, onde está localizado o Museu de Paleontologia do Cariri, um dos equipamentos turísticos mais visitados na região. O DER informou que foi aberta licitação para resturação da estrada, mas não apareceu nenhuma empreteira. Será publicado, segundo o DER, outro edital de concorrência.

Até o vigário da cidade, padre Adalmiram Vasconcelos, está reclamando das péssimas condições da estrada. Além do trânsito normal de pequenos veículos que transportam passageiros para Crato e Juazeiro do Norte, a rodovia é utilizada por caminhões pesados que transportam as chamadas pedras cariri. As mineradoras estão localizadas na área entre Santana e Nova Olinda.

Outra rodovia que se encontra em péssimas condições de tráfego é a CE-386, que liga Crato a Barbalha, passando pelo distrito de Arajara, onde está localizado o maior clube de lazer do Cariri: o Arajara Park.

As chuvas do inverno deste ano cortaram a estrada em três pontos. Os veículos estão passando com dificuldade por desvios improvisados. Na semana passada um motoqueiro foi vítima de acidente. Ele caiu dentro de um buraco.

Além de dar acesso a um importante ponto turístico, a estrada corta uma das áreas mais produtivas da região. A localidade abastece de hortifrutigranjeiros os mercados de Crato e Juazeiro do Norte.

Diariamente, dezenas de estudantes e feirantes transitam na rodovia. Eles temem que, com a chegada das chuvas, a estrada seja novamente interditada como aconteceu ainda no início deste ano.

ANTÔNIO VICELMO
Repórter

SAIBA MAIS

Cuidados
Pegar as estradas durante os meses de férias requer ainda mais atenção dos condutores. Os superintendentes do Dnit, Guedes Neto, e do DER, Quintino Vieira, recomendam alguns cuidados.

Recomendações
Verificar as condições do veículo antes de pegar a estrada
Não dirigir cansado nem com sono
Não dirigir longos trechos à noite, pois a visibilidade é menor
Dirigir com prudência (não fazer ultrapassagens proibidas, por exemplo)
Não exceder o limite de velocidade permitido, inclusive em estradas com boa pavimentação
Não ingerir bebida alcoólica
Observar a sinalização
Para motoristas novatos, redobrar a atenção
Ter atenção com pessoas na pista e trechos obras

ZONA NORTE

Estradas merecem atenção

Sobral. Opções de férias na região Norte é que não falta. Entre o litoral e cidades serranas, os turistas poderão encontrar momento de descontração e de lazer. Mas o cuidado deve ser redobrado neste período devido ao fluxo de veículo que tende a aumentar a exemplo dos anos anteriores. Diferente do primeiro semestre, em que as estradas desta região apresentavam perigo devido à má conservação, neste momento se encontram boas para o tráfego tanto a federal quanto as estaduais.

Saindo de Sobral com destino às cidades da Serra da Ibiapaba, onde o turismo está sempre em alta, o acesso melhor é pela BR-222. A pista está bem conservada e a sinalização horizontal é boa. Os motoristas têm que ficar atentos com as placas verticais, pois a maioria foi pichada por vândalos. No percurso de aproximadamente 70 quilômetros, entre o KM 230 ao 311 da referida BR, é difícil saber o que tem a frente. Nas CEs, que dão acesso às cidades de Viçosa do Ceará, Ubajara, Carnaubal, Ibiapina e Ipu, não há trechos danificados. A sinalização é boa tanto para viagem diurna quanto noturna. Entre Tianguá e Ubajara há um Posto da Companhia de Policiamento Rodoviário (CPRV), com fiscalização permanente.

Se a preferência for por cidades litorâneas, os motoristas também irão encontrar as rodovias boas para o tráfego. A CE-362, que dá acesso às cidade praianas de Camocim e Barroquinha, oferece boas condições, a preocupação que o motorista tem que ter é com animais soltos à margem da estrada, principalmente entre os municípios de Massapê a Granja. De Sobral indo com destino ao outro lado do litoral, ou seja as cidades de Acaraú, Jijoca de Jericoacoara e Itarema, a preocupação é com o trecho entre Sobral e Santana do Acaraú, num percurso de 42 quilômetros, onde há buracos e a sinalização é péssima.

Exceção
O asfalto do trecho entre os municípios de Sobral e Itapajé, correspondente à BR-222, quilômetros 122 a 223, está em situação crítica. São mais de 100 quilômetros da má sinalização tanto vertical como horizontal, neste trecho é ruim para viagem durante a noite. Neste trecho da BR-222 existe curva bastante acentuada, ondulações na pista e, além de tudo isso, não existem acostamento. Homens trabalham no trecho cortando o mato que cobre as placas de sinalização. A partir da cidade de Irauçuba em direção a Sobral há operários trabalhando na recuperação dos buracos na rodovia BR-222, de acordo com informações do posto da Polícia Rodoviária Federal naquele município.

Wilson Gomes
Colaborador

Reportagem: Antonio Vicelmo
Fonte: Jornal Diário do Nordeste

Um comentário:

  1. A rodovia Crato-Arajara-Barbalha tem trechos que estão está caindo aos pedaços. Além do perigo não existe placas de sinalização. Tomara que Dr.Cid Gomes resolva incluir esta estrada vital para o nosso turismo na lista das que vão ser recuperadas pelo menos depois desta temporada de chuva, pois, logo,logo, a rodovia estará - de novo - interditada...

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.