17 novembro 2008

Paciência - Lenine


Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
A vida não para
Enquanto o tempo acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora vou na valsa
A vida é tão rara
Enquanto todo mundo espera a cura do mal
E a loucura finge que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência
O mundo vai girando cada vez mais veloz
A gente espera do mundo e o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência
Será que é tempo que lhe falta pra perceber
Será que temos esse tempo pra perder
E quem quer saber
A vida é tão rara (Tão rara)
Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Mesmo quando o corpo pede um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não para (a vida não para não)
Será que é tempo que lhe falta pra perceber
Será que temos esse tempo pra perder
E quem quer saber
A vida é tão rara (Tão rara)
Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Mesmo quando o corpo pede um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não para (a vida não para não) ...a vida não para

7 comentários:

  1. Que Beleza, Mônica!

    Adoro quando você vem aqui e posta alguma coisa linda para tirar a ARIDEZ do Blog do Crato e tornar as coisas mais humanas e femininas.

    Como eu te falei,
    Sendo que quase ninguém coloca os pensamentos do dia, sinta-se à vontade para ficar com essa parte, que é das mais deliciosas. A gente procura seguir aquele calendário, mas no dia em que ninguém postar pensamentos, e faz temmmmmmpo que ninguém escreve pensamentos, fica com você e eu esta tarefa, combinado ?

    Bjus!
    Tô com Saudade!

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  2. Oi meu amigo, parei um pouco, por conta que deu aquele problema e ai fiquei na minha, agora com sua ordem vou postar mais, é uma coisa que gosto muito.
    Beijos,
    Mônica Araripe.

    ResponderExcluir
  3. Texto enviado pelo Marcelo Sampaio para ser publicado aqui como comentário:

    Prezada Mônica Araripe

    A senhora não me conhece, mas acompanho seu trabalho. Já é de grande valor para todos do Crato que uma primeira-dama participe do site da cidade, e muito melhor se ela também traz alegria e felicidade. E um dos pontos positivos em suas postagens é que a senhora sabe ilustrar muito bem seus pensamentos, ao contrário daquele outro rapaz chamado Nijair Pinto que por ter um ego do tamanho de um navio, sempre que escreve algo tem que colocar a foto dele também. Peço ao senhor Dihelson que como administrador evite isso, pois se eu gostasse de ver foto de macho eu compraria uma revista GAY.

    muito obrigado pelo espaço.

    Marcelo Sampaio


    RESPOSTA DO BLOG DO CRATO:

    Prezado Marcelo,

    Obrigado pelas suas considerações. Eu também concordo em parte com o que você falou, vou falar com o Nijair para ver o que ele acha disso. A Mônica é nossa "dama de honra".Temos orgulho dela também de participar do Blog do crato.

    Um grande abraço.

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  4. Monkynha,

    Pois continue postando, amiga!
    Ninguém melhor que você para escrever nessa seção!

    Bjus!
    Saudade!

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  5. Como bem frisou o nobre Dihelson sua postagem é muito bem vinda, pois quebra um pouco as rotineiras postagens e que as vezes deixam o blog super pesado na hora de acessa-lo, pois são textos longos. Um grande abraço...

    ResponderExcluir
  6. Sr. Marcelo Sampaio, fiquei feliz por gostar. Eu sou uma pessoa muito romantica e adoro ler, meu pai é poeta, pena não ter herdado esse dom, então vez ou outra leu um poema, um artigo legal e escrevo no blog, o senhor leu A campanha da gentileza? se não, olhe é perfeita e se não encontrar e tiver votade de ler me passa seu e_mail que passo para o senhor.
    Abraços,
    Mônica Araripe

    ResponderExcluir
  7. Lucieldo que bom que você gostou, fico toda feliz.
    Obrigado,
    beijos.
    Mônica Araripe

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.