09 outubro 2008

Convênio de R$ 30 mi garante obras no Crato

O anúncio do convênio com o Banco Mundial foi feito ontem. Várias obras de infra-estrutura serão concretizadas

Crato. A Prefeitura Municipal do Crato e o Governo do Estado assinaram convênio com o Banco Mundial, no valor de R$ 30 milhões, destinado à construção de obras de infra-estrutura, entre as quais, a proteção do morro do Seminário, aterro sanitário consorciado, recuperação das seis principais praças e construção do Centro de Convenções.

O anúncio foi feito ontem, durante entrevista na Rádio Educadora do Cariri pelo prefeito reeleito, Samuel Araripe. Estes projetos, segundo ele, fazem parte do Plano Diretor e Plano de Requalificação Urbana do Crato. O mais importante deles é a proteção da encosta do Bairro do Seminário.

De acordo com o projeto, será revitalizada a vegetação da encosta com o objetivo de evitar a erosão do morro. Na parte de cima será entupido o chamado “vulcão”, um grande buraco, com cerca de 20 metros de profundidade e mais de 200 metros de extensão que aumenta a cada ano em decorrência das chuvas.

Será corrigida também uma nova voçoroca, desmoronamento oriundo de erosão subterrânea causada por águas pluviais, que nasce em frente ao Seminário São José. O projeto prevê a retirada de seis famílias que moram na área de risco. Finalmente, na parte de cima, será construída uma grande avenida, acompanhando o contorno do morro.

Centro

Além da recuperação da seis principais praças do Crato, com a finalidade de fortalecer a infra-estrutura turística da cidade, o convênio vai possibilitar a construção do Centro de Convenções, uma obra que foi prometida pelo então governador Lúcio Alcântara e reafirmada pelo atual governo do Ceará. Para o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas do Crato, Geraldo Pinheiro, ainda não saiu do papel.

O prefeito informou que a Prefeitura já disponibilizou o terreno. O Centro de Convenções será localizado na Avenida Padre Cícero, que liga Crato a Juazeiro, ao lado do trevo de entrada do terminal da Petrobras. “Ficou acertado com o Secretário das Cidades, Joaquim Cartaxo, que o terreno é a contrapartida da Prefeitura, garantiu o prefeito.

Aterro sanitário

O quarto projeto é o aterro sanitário consorciado entre Crato, Juazeiro e Barbalha, que estão despejando toneladas de lixo em aterros controlados de sobrevida reduzida. Os aterros sanitários são construídos, na maioria das vezes, na periferia das cidades, o que tem gerado mau cheiro e risco de contaminação do solo e de águas subterrâneas.

O prefeito lembra que existem, atualmente, normas rígidas que regulam a implantação de aterros sanitários. Estes devem possuir um controle da quantidade e tipo de lixo, sistemas de proteção ao meio ambiente e monitoramento ambiental. Os aterros sanitários são importantes, pois solucionam parte dos problemas causados pelo excesso de lixo gerado nas três cidades do Cariri.

O prefeito Samuel Araripe garantiu que das obras a serem realizadas, pelo menos, o Centro de Convenções será licitado ainda este ano. Já os outros projetos serão executados no início de 2009.

Antônio Vicelmo
Repórter


Mais informações:
Prefeitura Municipal do Crato
Largo Júlio Saraiva - Centro
(88) 3521.7069
(88) 3521.8969
(88) 3521.8112

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.