14 setembro 2008

PARA REFLETIR. - Antonio Alves de Morais

Nos últimos meses, enviei alguns textos para o Blog do Crato. O ultimo data de 08.09.2008. Parte foi publicada outra parte não. Porque não tenho senha que autorize a postagem direta.

Reporto-me especialmente a dois deles. No primeiro definir a política como a ciência de somar. Se Junta um daqui, um de lá e quando se chega à maioria se é vencedor. Os petistas do Crato foram para o confronto foi um tal de Sadan pra lá, Amélia pra cá, apoiou um porque precisa manter o emprego para pagar a prestação do carro. Li neste Blog e no jornal Gazeta de Noticias e nunca vi tamanha insensatez e falta de civilidade.

No segundo e ultimo comentário, definir o Crato como uma cidade que prima pela tradição. Os petistas foram mais longe, responsabilizaram pelo grande atraso do Crato, o ranço udenista, indo indiretamente ao tumulo perturbar o repouso eterno de personalidades que viveram há 60, 70 anos e que o único crime que cometeram foi, um dia, terem se filiado a um partido político que foi extinto há mais de 50 anos, a UDN.

Se não for desta vez, resta aos petistas do Crato aguardar quatro anos e então apresentar uma proposta que convença ser a melhor para sociedade ou partir para briga novamente e amargar derrotas.

Dr. Valdetario Brito Siebra, a solidariedade prestada por seus amigos pelo que escreveu um anônimo foi exagerada. Não li razões para tanto estardalhaço. Quem sabe não seja uma reação ao que o hospital impõe ao medico goela a baixo! Médicos dedicados com 10, 15, 20 anos de bons serviços prestados não receberam a devida consideração da parte do hospital. Um dia um deles me disse que havia recebido uma proposta do hospital que a considerava injusta, inaceitável. Estou errado? Blogueiro merda, desocupado, hipócrita, mau caráter etc, não cabia. Não fique vaidoso, saiba que amigo mesmo teria sido o que lhe advertisse para não falar em Sadan, em Amélia, em prestação de carro ou fantasiar uma historia que ninguém imagina possa ser verdade. Um dia você vai reconhecer que fez uma grande asneira. Sair denegrindo a imagem de pessoas gratuitamente não é elegante. Saiba que não existe amizade menor ou maior, grande é aquela que se perde por bobagem. Um dia, quando você passar na calçada da PAZ e encontrar Sadan ou Amélia verá que o brilho dos olhos e o riso já não são os mesmos. Amanha dezenas de amigos seus estarão em sua defesa e recomendando medico para mim, mas um homem publico que pretende representar o seu povo não haverá de conseguir com o apoio só dos amigos.

A política exige sacrifícios. Quando o PT nacional expulsa Heloisa Helena e elege Renan presidente do Senado Federal, quando Lula nomeia Sarney timoneiro de seu governo, quando beija as mãos sagradas de Jader Barbalho, quando demiti o ministro Cristóvão Buarque, quando dar uma reprimenda em Suplicy, quando nomeia o ministro Edson Lobão, quando nomeia Roseana Sarney e Romero Jucá seus lideres no senado e congresso, tudo isto tem um custo muito alto: manter-se governando. Você tem duvidas que se a cambada do PMDB, no senado, bater o pé o país para? Certamente.

Vivemos uma democracia e sua maior prerrogativa é a convivência pacifica de pensamentos diferentes. Não há problemas que alguém me julgue totalmente enganado até porque não vou polemizar. De amanha em diante irei me abster de enviar qualquer comentários para o Blog.

Agradeço a atenção do amigo Dihelson, por quem zelo uma amizade herdada de seu pai, meu grande amigo Damião de Souza. Tenho certeza que o Blog nada perde com a minha ausência e haverá mais espaço para postagem de pessoa melhor qualificada, escrevendo talvez só o que agrade.

A grande maioria dos amigos menciona a indelével personalidade do Professor Jose do Vale Arraes Feitosa. Tive a honra de ser seu amigo. Um dia Eu estava na praça Siqueira Campos Ele se aproximou e disse: Meu Nêgo, o que você vai fazer sábado? Respondi-lhe nada. Você pode ir comigo a Aiuaba “OVELHA” quer falar comigo! Irei respondi. Saímos na alvorada, passamos por Assaré, Antonina, estrada ruim como diabo e para minha surpresa “Ovelha” que ele chamava era o Senhor Dê Feitosa, pai de Pedim e Luis Antonio dois ex-colegas do Colégio Estadual em Crato. Depois de almoçarmos um carneiro gordo retornamos ao Crato. Dona Leonarda, sua genitora era comadre de minha avó Conceição de Morais Feitosa da lagoa dos Currais em Asneiros, madrinha, portanto de minha mãe. Do professor Jose do Vale lembro com saudades e lagrimas.

Abraços.

Antonio Alves de Morais.

9 comentários:

  1. Que maravilhosa lição de vida e de moral!!!
    Estava sedento por ler coisas assim: claras, límpidas, diretas, fortes e transformadoras; palavras que abrem uma chaga no peito de quem tem vergonha na cara.
    Parabéns Ilustre e muito digníssimo Antonio Morais!
    Fico triste por a notícia que não postarás mais neste blog, não faça isso, continue a nos engrandecer com suas palavras.
    Outra coisa, é que sou também a favor das postagens anonimas... desde que sejam verdadeiras, e não estejam a serviço da calúnia ou mesmo da difamação. Se tenho a opção de clicar e ser postado como anonimo, eu particularmente não vejo mal nenhum nesse sentido. Agora, se o anonimo que fez a postagem no texto do Médico Valdetário tinha razão em suas palavras, é como dizia um velho Padre aqui da nossa região do Cariri, o insubstituível Monsenhor Montenegro, que a palavra só é forte e transformadora, quando causa polêmica, fazendo as pessoas pensarem melhor a respeito...
    Também me senti maculado, assim como o Senhor, quando afirmaram: "Blogueiro merda, desocupado, hipócrita, mau caráter etc, não cabia." (...) Também entendo que não cabia tamanha falta de bom senso e ética, palavras de baixo calão não devem ser proferidas assim... só tenho a lamentar!
    (...)
    Brito, 14 de setembro de 2008.

    ResponderExcluir
  2. Prezado Antonio Moraes

    Insisto que não sou filiado, não fui e não serei filiado a qualquer partido político. Quando me referi ao "ranço do udenismo" não livrei nem mesmo a minha própria pele, pois esse ranço é dificil de sair. Quis com esse termo "ranço" aludir ao conservadorismo que está impregnado na maioria dos cratenses de hoje. Jamais passou pela minha cabeça ferir a honra dos udenistas históricos, homens realmente honrados, entre os quais estavam meus avós, tios e meu próprio pai. O artigo publicado pelo Dr. José do Vale Feitosa veio nos mostrar o que realmente foi a UDN e não podemos viver do passado. Espero que sua omissão de futuros comentários nesse Blog não tenha sido por minha culpa. Você fará falta! Desde já peço-lhe minhas desculpas.

    ResponderExcluir
  3. Caro Antônio Alves deMorais:
    Pelo que deduzi você vai cessar suas postagens neste blog. Entendi certo?
    Lamento, pois suas colaborações são mais interessantes do que muitas postagens de pessoas intolerantes que querem nos impor suas idéias políticas ultrapassadas.
    Da minha parte, pouco importa que essas pessoas defendam idéias ultrapassadas dos anos 50,60 que hoje cheiram a mofo. “Capitalismo, “Socialismo”, “Elites que há 500 anos dominavam este país” etc. são chavões que não me incomodam. Já eles ficam furibundos quando vozes discordantes ousam expressar - ainda que de forma respeitosa - opiniões contrárias a deles. Lembro até uma máxima utilizada pelo 1º bispo de Crato, Dom Quintino: “ficou com raiva porque não tinha razão”...
    Entendo sua decepção, pois também já fui vítima do “patrulhamento ideológico” de alguns colaboradores deste blog pelo simples fato de defender minha crença nos princípios da doutrina católica. Foi graças a fúria dessas pessoas que comecei a entender o porque das guerras religiosas, coisa, até então, incompreensível para mim.
    Naquela época, de forma orquestrada, surgiram tantos ataques à Igreja Católica que a solução foi eu parar minhas colaborações. Como num passe de mágica, cessaram os ataques desses intolerantes e tudo voltou à serenidade que deve presdir um debate democático.
    Intolerância é uma atitude mental caracterizada pela falta de habilidade ou vontade em reconhecer e respeitar diferenças em crenças e opiniões.Num sentido político e social, intolerância é a ausência de disposição para aceitar pessoas com pontos-de-vista diferentes.
    Faço-lhe um apelo: Não deixe de colaborar neste blog. Vivemos uma onda de medíocridade que vai assolando este país. Mas, o Brasil é muito grande para ter um "dono", um "guia", a quem tudo de bom é atribuído. Até os bons invernos...
    Continue com independência e respeitando à opinião contrária.
    Você é importante para muitos leitores.
    “O Tempo é o senhor da razão”, diz a Bíblia Sagrada...

    ResponderExcluir
  4. Prezado amigo Morais,

    É com profundo espanto que recebi esse seu artigo, e fiquei aqui atônito sem conseguir entender certos pontos. Tenho vivido muito atarefado com outros assuntos, e o Blog anda meio de lado, apenas aprovando as mensagens que nos enviam. Sendo assim, pouco acompanhei nos últimos dias as discussões, a não ser uma crônica que escrevi contra a postagem anônima ontem.

    Ao ver seu texto, várias coisas me v~em á cabeça, que preciso de uma explicação:

    01 - Vc diz que um texto foi enviado dia 08/09/2008 parte publicada e parte não foi.
    Bem, todos os textos chegados até mim, eu tenho publicado, principalmente quando vem de um amigo como você, sem nem olhar nem ler. Se faltou algum pedaço no texto publicado, peço por gentileza que me envie novamente a fim de publicá-lo, pois pode ter sido algum erro da minha parte, se os 2 porventura vieram na mesma mensagem. Eu recebo em média uns 60 e-mails por dia, pode ser que eu também haja me confundido e não publicado alguma coisa, mas preciso saber o que realmente aconteceu, principalmente em se tratando da sua pessoa, a quem tenho o maior aprêço.

    02 - Na sua mensagem tem uma parte que fala em Blogueiro merda, blogueiro isso e aquilo. Gostaria de saber do que se trata, se alguém te atacou nesse sentido, pois eu escrevi nessa semana uma mensagem para um tal carlos Alexandre que tratava exatamente de umas postagens anônimas, a quemtratei de "merda"... não sei se isso tem alguma coisa a ver com alguma publicação sua, mas creio que não, pois o amigo jamais iria postar de forma anônima.

    03 - Terceiro, você é uma pessoa que eu prezo muito, e ainda não fiz jus à consideração que sei que tens para comigo, e ainda está por vir, mas quero lhe dizer que agorinha mesmo, lhe enviei para este mesmo seu e-mail, um convite de AUTOR, para que publique o que lhe convier, como eu lhe havia prometido aqui em casa, sem precisar passar por mim. Você hoje é um dos maiores contribuidores deste Blog do crato, e não podemos de forma alguma perder tão eminente Autor.

    Não sei bem direito as razões que o levaram a pensar nesta atitude, mas eu te digo uma coisa: Os Blogs, os Fóruns de internet vivem de tempos em tempos de discussões acaloradas, e enfrentamos pensamentos completamente opostos todos os dias. Quantas vezes eu acordo e para minha infelicidade, tenho de ler minhas coisas distorcidas por gente completamente idiota que me faz perder o dia e pensar em desistir... mas é aí que pelas palavras dos companheiros que têm a cabeça no lugar, ganhamos forças novamente, e resolvemos continuar a jornada.

    Olha, Morais, estou convencido de que o mundo é um local de Idiotas, e não devemos perder tempo com eles.
    Devemos escrever para nossos iguais. Porque escrever para os diferentes pode parecer proselitismo, e embora existam as diferenças, nem todo mundo sabe conviver com elas, discutindo harmonicamente.

    Mas te digo com sinceridade, e reitero o pedido de todos do Blog do crato:
    FIQUE CONOSCO!

    Um grande abraço,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  5. Outra coisa que esqueci de Comentar e isso serve para o Armando rafael também:

    Meu Prezado Armando, em nenhum momento houve patrulhamento ideológico aqui no Blog do crato, no que se refere à sua pessoa. Você sempre foi por mim, tido em alta estima, e se porventura em dado momento, houve vários ataques às suas crenças por parte de alguns integrantes do Blog ( E veja que no CaririCult isso é bem mais evidente ), contra por exemplo, as coisas erradas da Igreja Católica, isso se deve ao posicionamento de cada um.

    Ou seja, é preciso distinguir o que é posicionamento de idéias do choque entre as pessoas. Eu por exemplo, adoro a sua pessoa, mas detesto os erros cometidos pela Igreja, e nem por isso deixo de debater contigo, nem deixo de ser teu amigo para quando você precisar de um amigo de verdade.

    Tem um ditado que diz o seguinte:
    "As idéias brigam. As pessoas não precisam brigar." Isso é uma máxima para mim. Eu tenho DIÁLOGO para com todas as pessoas, até com meus adversários mesmos, gente que me detesta, pois não há um tópico sequer que me ponha mêdo de discutir, e eu não fujo de nenhuma discussão, ainda que minhas idéias sejam confrontadas, afrontadas, minha imagem seja denegrida, me acusem de coisas que eu não fiz... nada nada... sempre arrumo um fio da meada para não escapulir do debate, e essa tem sido minha política há muitos anos.

    Tive discussões gigantescas recentes com um grande debatedor, o Marcos Leonel, e nem por isso deixamos que nossa amizade fosse perturbada, mas entramos no campo das idéias como os Gregos contra os Persas. Da batalha, aprendemos várias lições importantes, e é para isso que serve um debate.

    Eu não estou aqui para provar que a Igreja Luterana é superior á Igreja Batista, senão vira proselitismo, tentar arrebanhar fiéis para aquilo que acredito. Eu jogo as idéias ao ar para discutir. Provem-me que estou errado. Inclusive mais ganhamos quando aparece um "do contra" do que um a favor que só aplaude e não acrescenta.

    Então, eu vejo assim, que debate é isso mesmo, tem que se segurar. Aí é quando você testa seus argumentos e se você realmente acredita no que fala quando encontra alguém que joga tudo aquilo que vc acredita por terra, numa chuva de argumentos quase irrefutáveis. ATÉ JESUS FOI TESTADO NO DESERTO.

    Nossas crenças e convicções são testadas todos os dias por nossos oponentes. Mas só começamos a perder a batalha quando o pior inimigo delas, que somos nós mesmos, começa a duvidar da veracidade daquilo que afirmamos e acreditamos!

    FIQUE FIRME!
    Ninguém aqui é dono da verdade.
    Alguns apenas tem mais argumentos, ms isso não impede o debate. Pelo contrário, põe lenha na fogueira.

    Um grande abraço,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  6. Prezado Antônio Morais;
    Gostaria de saber se você estudou no Colegio Estadual do Crato, nos anos de 1969 e 1970.
    É que estudei neste perído. Meu nome é Raimundo Nonato Rodrigues e o do meu irmão é José Demir, mas eramos conhecidos como os Paraibanos. Naqueles anos jogavamos muito futebol com os colegas de classe, e um deles tinha o nome de Antônio Morais e era natural de Varzea Alegre/CE e como eu torcia pelo Santos Futebol Clube.
    O meu e-mail é nonato@receita.pb.gov.br

    ResponderExcluir
  7. Prezado Antônio Morais;
    Gostaria de saber se você estudou no Colegio Estadual do Crato, nos anos de 1969 e 1970.
    É que estudei neste perído. Meu nome é Raimundo Nonato Rodrigues e o do meu irmão é José Demir, mas eramos conhecidos como os Paraibanos. Naqueles anos jogavamos muito futebol com os colegas de classe, e um deles tinha o nome de Antônio Morais e era natural de Varzea Alegre/CE e como eu torcia pelo Santos Futebol Clube.
    O meu e-mail é nonato@receita.pb.gov.br

    ResponderExcluir
  8. Eita amigo Nonato, ( Dê ). Quanto tempo? Você está longe de compreender o tamanho de minha felicidade e alegria em lhe localizar. Sou sim aquele que em Setembro de 1969 fui com os amigos para Souza, estivemos na quermesse da igreja, pescamos no rio Piranhas com os seus amigos Petrônio e Negrito Gadelha, lembra? Viajamos em cima do caminhão bebendo água de coco, sou aquele que quando a bola era alçada na área ouvia o seu grito (aliveia Bi) ou (cabecia Bi) sou sim aquele eterno devedor da amizade de vocês e da consideração do velho João. Saiba amigo, apesar das dificuldades, aquela época foi à fase mais dourada de minha vida e vocês estão bem no centro das recordações porque as vivemos juntos. Meu endereço e telefone mandarei para seu e-mail.Apesar da peia ainda sou Santista. Vocês estão convidados a vir rever a turma, pois uma boa parte da cambada do Colégio reside em Crato. O Dr. Jose Flavio é tão bom medico e amigo quanto era goleiro naquela época, Anario ainda não criou juízo, os Mendes já se cansaram do Banco e se aposentaram e para não melindrar os demais, vou aguardar sua vinda para juntos revermos aqueles irmãos do coração.
    Há poucos anos consegui reunir o telefone de quase todos, você foi exceção, o seu sumiço foi pra valer, fiz uma agenda valiosa e ofereci ao Dr. Jose Flavio, afinal de contas ele salvou nosso time de ser goleado com grandes defesas, alem de nos permitir “pescar” já que era um cobra em tudo que era matéria. Que o diga Voce, Cesário, as Fatimas Alencar e Arraes, Doralice, Dione, Virginia, Almir, Hermano, Severiano, Jonas, Leirtom, Antonio Primo, Batateira e outros todos com o distintivo Doutor e Doutora hoje em dia. Lembra a primeira aula de português? O velho e querido Vieira escreveu no quadro negro: “Enquanto as freiras rezam, Mercedes benze”. O resto da aula foi para dividir as orações, identificar os sujeitos, observar as semelhanças entre objeto indireto, complemento nominal e adjunto adverbial e hoje nos matar de saudades.
    Deus abençoe a todos.
    Abraço fraterno.
    Antonio Alves de Morais.

    ResponderExcluir
  9. Caro Morais,

    Suas reflexões são mais que pertinentes e assim o seriam mesmo que eu não concordasse com elas. O embate de idéias oxigena o mundo e é o dissenso e não o consenso que impulsiona o planeta.Descobrindo que temos 30% de idéias contrárias é que poderemos por fim perceber que temos 70 % em comum. Verjam como são as coisas, no momento em que vc resolve desistir, aparece o nosso amigo Dê aqui no blog, figura queridíssima de que não tinhamos notícias há mais de 30 anos, além do velho Demir (BI). Bons tempos do velho Colégio Estadual ! E cá estamos todos nós : com o mesmo ímpeto de outrora em meio a alguns reumatismos e alguns cabelos que teimam em embranquecer.

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.