13 setembro 2008

Hoje no DN - Fotografia popular tem encontro

CARIRI

Clique para Ampliar

Na segunda edição, o evento reúne fotógrafos renomados e tem programação até amanhã (Foto: Elizângela Santos)

Juazeiro do Norte. A arte da fotografia nas ruas e centros de exposição do Cariri. No momento em que acontece uma das maiores romarias do ano no município, a de Nossa Senhora das Dores, acontece o II Encontro de Fotografia Popular, aberto na noite de anteontem, no Centro Cultural do BNB – Cariri, em Juazeiro, com a presença de fotógrafos renomados do Estado do Ceará e os fotopintores ou retratistas, poucos restantes nesse tipo de arte fotográfica na região.

Das ruas, ao espaço da Lira Nordestina e residências como a da fotopintora clássica Telma Saraiva, no município do Crato, onde acontece uma das exposições, pela primeira vez na região. São auto-retratos sob a imagem de um dos ícones do cinema, Marylin Monroe.

Sobrevivência

A exposição já percorreu o Dragão do Mar, em Fortaleza, a Pinacoteca, em São Paulo e também esteve na Espanha. Agora no Cariri, no momento em que se tenta buscar a sobrevivência nesse tipo de arte.

O idealizador do encontro e um dos curadores, o alemão Titus Riedl, afirma que do primeiro encontro, ocorrido em Fortaleza, no ano de 2005, já se tem alguns resultados importantes na área. A idéia do encontro foi fazer um resgate de técnicas como a praticada pelo antigo lambe-lambe, tão presente nas praças das cidades do Interior da região Nordeste.

Ele afirma que o Cariri ainda é um centro de resistência desse tipo de trabalho, praticamente desaparecido em todo o Brasil. Em Pernambuco ainda podem ser encontrados alguns desses profissionais.

No primeiro dia do evento foi realizada uma mesa-redonda com a presença de representantes da fotografia popular. Na ocasião, aconteceu uma retrospetiva do primeiro encontro. Estiveram participando também o mestre Júlio Santos, retratista de Fortaleza, mestre Assis Lima, de Juazeiro do Norte, a pesquisadora Valéria Laena e o fotógrafo Tiago Santana, recentemente premiado como fotógrafo documental.

No espaço da Lira Nordestina foram montadas por todas as salas 15 exposições de fotógrafos, coleções de fotopintura e trabalhos de retratistas de toda a região, além de um espaço destinado ao desenvolvimento de oficinas de fotopintura. O evento será encerrado neste domingo, com grupos de trabalho, na Lira Nordestina, apresentação de resultados e confraternização dos presentes.

Mais informações:
Editora de Cordéis Lira Nordestina
Avenida Castelo Branco, s/n (em frente à Praça do Mateu
Bairro Pirajá, Juazeiro do Norte
(88) 9201.1143

Fonte: Jornal Diário do Nordeste.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.