21 agosto 2008

Campanha publicitária do TSE transfere a responsabilidade para os eleitores. Mas onde estão os bons candidatos?


A milionária campanha publicitária do TSE para as eleições 2008 (produzida com nosso dinheiro), veiculada em tudo que é mídia (rádio, TV), culpa o péssimo desempenho dos candidatos eleitos, em tempos passados, com as escolhas ruins feitas pelos eleitores, ou seja, o culpado de todo o mal no mundo político são os eleitores, obrigados a opinar (parece até ditadura!). O TSE, e sua abastada campanha, esqueceram de comunicar como fazer o voto consciente se os representantes que ai estão não são conscientes? Assim, fica difícil, membros do TSE. É a brincadeira do faz de conta em ação. Faz de conta que se é consciente e vota consciente, faz de conta que existem políticos bons, que tem como prioridades as necessidades básicas da coletividade.
Membros do TSE onde estão os bons candidatos? Até agora ninguém viu! Sumiram no calabouço dos interesses inexplicáveis. Deveriam sim, explicar como encontrar um político assim – bom e puro. No entanto, tal procedimento, dependeria de uma complexa pesquisa, de um aprofundamento máximo do saber, de auxílios vindos da energização de outros planetas – e nada, nada de encontrar um político assim (bom e puro), no começo até que poderiam encontrar, mas depois de certo tempo na permanência do poder, as afluências da convivência mudariam a bondosa bondade inicial do procurado. Agora gastar a verba pública para responsabilizar todo o eleitorado brasileiro, é demais! Candidato bom existe? Há um aqui, e ali menos mal, dizem as línguas populares. Mas, bom, honroso, consciente das intempéries nefastas das pressões de interesses individuais alheios ao da coletividade ainda esta para surgir. É esperar para Deus criar.
O que há são impurezas obscuras que contaminam todo o sistema político. Desta forma fica a mesma coisa votar em candidato A, B ou C (oposição ou situação). A malandragem, a ladroagem, a retórica do interesses de grupos econômicos está incrustada na alma, na essência do sistema eleitoral político. Isso um dia terá que mudar. Daí os mesmo órgãos de imprensa que hoje ridicularizam o VOTO NULO, amanhã vão noticiar, nos seus telejornais sensacionalistas, a vitória da coletividade em detrimento dos benéficos corruptos que tomavam de conta da tradição política brasileira. Nenhum candidato merece seu voto. Nem por amizade, nem por ter sido comprado. A única coisa que fica as claras é a oportunidade que os candidatos vêm na política como forma de obter o dinheiro fácil, só é burro quem não enverga isso! Por que, então, todos os políticos não fazem um trabalho voluntário nos seus gabinetes e palácios, e deixam de receber os seus mega salários e mais os auxílios? Daí a prioridade do TSE em colocar a responsabilidade maior no eleitor, enquanto que nem vetar os candidatos sujos de se candidatar o faz, omitindo-se da sua responsabilidade. Ache bom ou ruim, é isto!


By Tiago Viana™ .
Por: RastreadoreS de ImpurezaS


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.