31 julho 2008

Anoitece em nossa cidade...



Foto: Pachelly Jamacaru
"Direitos reservados"

4 comentários:

  1. Parabéns!! suas fotos são lindas e essa então.
    Abraços,
    Mônica Araripe

    ResponderExcluir
  2. Grande Pachelly,

    Só você para captar esse lirismo que essa cidade ainda possui. Como sempre, elogio muito seu ângulos sempre inusitados. Vou procurar me aperfeiçoar nisso, mas acho que vou precisar também de uma câmera que mostre a FOTO como ela Será para eu ver essas coisas. Testei uma Samsung pequena de um amigo aqui hoje e fiquei maravilhado de quão infinitas possibilidades esse visor LCD é superior para mim do que o visor óptico das DSLR. A gente vê coisas no LCD que não vê no visor. Porque já tá vendo como a foto ficará.

    Para mim seria bom ou uma Canon EOS 40-D ou uma Nikon D300. Ambas são DSLR também, mas já vem com esse recurso de ver como a foto vai ficar, e procura-se os melhores ângulos. Testei numa mísera Samsung esse recurso e achei extremanete mais fácil de se manusear do que olhar apenas com o olho pelo visor. Talvez eu não seja um fotógrafo tão bom ainda para ter a mesma facilidade do visor ótico como eu teria olhando no LCD. O visor óptico talvez ficasse melhor em fotógrafos que já desenvolveram um olhar tão bom que tanto faz um ou o outro.

    Abraços,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Mônica, abraços!

    Dihelson, se puder pegue a D300, ela tem praticamente tudo o vc almeja, inclusive reduz bastante os ruídos e também tem vidor LCD. Eu venho de longe, do analógico, passando pelo eletrônico e chegando ao Digital. Do negativo, dos slides que são bem difícieis a feitura das leitturas que têm que serem precisas ou a foto não presta, e finalmente estou dos CCD, Cmos etc... Olhando bem o meu trabalho, eles poucos devem aos processos! Existem uma série de procedimentos que com experiência, a gente sabe o que vai aplicar conforme o nosso cérebro solicita, porque é ele o cécebro o grande artista! Por trás do Visor ou do painel LCD, o olho faz o papel de investigador, é ele quem detecta possbibilidades que os equipamentos vão conveter em sensações bidimensionais e tridimensionais que temos no papel fotográfico. O amigo não é um bom fotógrafo, é um excelente! Digo sem demagogia porque sei que apenas o que nos separam são tempos e vivências que aos poucos vão amadurecendo com o passar do tempo!
    Não se substime, já te falei isso!
    Abração

    ResponderExcluir
  4. Olá, Amigo Pachelly,

    Gostaria de agradecer pelo imenso elogio ao meu trabalho. A vida é um eterno aprendizado. Espero um dia chegar ao nível de tantos outros, ou pelo menos chegar ao meu melhor nível.

    Um grande abraço,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.