14 abril 2008

O COMUNISMO PASSOU POR LONGE - Por Tarso Araújo

Vamos estabelecer a verdade: o prof. Darlan Reis não é comunista. Em nenhum momento do texto falei contra o comunismo, doutrina que muito respeito. O Darlan não precisa dar respostas (ou não quer) porque não consegue explicar algumas coisas estranhas que acontecem hoje na URCA. Mais ainda, não sabe explicar mesmo o que é essa imprensa golpista do Crato. Repito: quando se pode dar nomes, é melhor calar.
Há algumas perguntas que Darlan não quer responder: o site da Urca; o projeto que a Urca perdeu porque ele boicotou; a postura golpista dele na greve dos professores.
E a mais importante: a imprensa do Cariri está até hoje esperando a divulgação do resultado da auditoria feita na Urca com relação aos gastos da gestão anterior. Até agora nada foi divulgado, mesmo o Darlan dizendo numa assembléia que os culpados seriam punidos. O silêncio nos leva a crer em muitas coisas.
Mas, a palavra está mesmo é com a reitoria, ou com o próprio Darlan se puder explicar o fim deste relatório.

Lembrete: é bom falar com provas. Isso facilita o entendimento e esclarece a verdade dos fatos.

6 comentários:

  1. Dr. Tarso Araújo, agora o senhor escolhe quem é comunista ou não é?
    Dê licença. Deixe eu exercer a minha militância.

    ResponderExcluir
  2. O que passou por longe mesmo foi essa briguinha de comadres com o que deveria ser - mas não é - o propósito e tema desse blog do crato.

    Há tempos o blog virou uma feira da farinha onde cada um coloca o que dá na telha, de tudo, menos coisas relevantes sobre nossa cidade. Até mesmo os intelectuais defensores do Crato província de 200 anos atrás preferem postar poesias e cronicas vazias do que dizer algo importante. Se essa discussão fosse pelo menos engraçada, até poderia valer a pena, mas nem isso.

    Lamentável.

    É isso mesmo, o desfile de egos continua nesse blog, e o intelectualismo no Brasil continua inútil.

    ResponderExcluir
  3. Valdir, faço das suas palavras as minhas.

    ResponderExcluir
  4. Valdir: sempre que li tuas intervenções nos comentários, encontrei um ser pensante, que debate, argumenta e, sobretudo, elabora algumas teorias, assim como conceitua muito bem indivíduos, classes, grupos etc. Sempre o li como um intelectual no sentido exato da palavra: muito racional. Esse é um ponto. O outro se refere propriamente à postagem do Tarso e neste sentido não é de se desconsiderar. Este é um aspecto em que o Dihelson efetivamente foi vitorioso no Blog, conseguir trazer alguns debates que fazem parte do tecido cultural e político da cidade. Como é esse conflito político que emerge da URCA. Em que pese que por vezes parece uma luta interminável, ele reflete o estado da arte do mesmo e demonstra claramente o quanto a vida universitária é importante na região. Aqui não me cabe estímulo ou condenações apenas uma constatação. Por último sobre a feira de farinha: é uma boa reflexão, mas quem sou eu para desdizer o que se diz do modo como se quer dizer. Só o tempo e o processo definirá o que é e o que não é relevante e até mesmo se a relevância é tudo que deve restar na vida da cidade. De minha parte sempre tive uma certa simpatia pelo irrelevante, ou que alguns assim classificavam, especialmente no que toda a gênero, etnia e classe social. Mas isso, também, não deixa de ser um punhado de farinha de caroço.

    ResponderExcluir
  5. Prezado Jose do Vale,

    De fato tem razão, tudo que se refere a URCA, inclusive a politicagem que existe la dentro (como em todas as universidades estaduais e federais), manipulação, propaganda partidária, conspirações, puxadas de tapete de todos os lados, panelinhas e tudo mais é do interesse da região toda, e devemos ficar de olhos bem abertos.

    O problema #1 foi a forma como o Tarso trouxe isso, o problema #2 é que o "irrelevante" - natural que exista mesmo, salutar até - não se torne uma constante e quebre o que é o direcionamento do blog do Crato, que nos remete a coisas sobre a cidade. Percebo que tem mais coisas "de fora" do que "de dentro".

    Grande abraço

    ResponderExcluir
  6. Meu caro Valdir,

    Onde existe ser humano, existem problemas. Matem todos os seres humanos e o planeta será um paraíso. O Blog não tem culpa. Ele reflete o que a Sociedade pensa.

    Pense bem, escreva bem. Falemos de coisas produtivas! E cada cabeça, sua sentença.

    Grandes abraços,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.