31 janeiro 2008

Segurança alimentar reduz pobreza no País

Cariri:

Clique para Ampliar

Na solenidade de entrega do restaurante popular, o ministro recebeu uma imagem do Padre Cícero, presente do prefeito Raimundo Macedo (Foto: Elizângela Santos)

A Secretaria de Segurança Alimentar e Nutricional lançará editais para implantação de novos restaurantes populares no País

Juazeiro do Norte. O ministro de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, esteve ontem, neste município, para entrega oficial do Restaurante Popular e lançamento do Programa Compra Direta, beneficiado 240 produtores da agricultura familiar. O ministro visitou o Banco de Alimentos e destacou o crescimento este ano de programas sociais como o Agente Jovem e o aumento da idade escolar de 15 para 17 anos dos estudantes que integram o programa Bolsa Família.

Os programas sociais do governo vão permanecer, segundo assegurou Patrus Ananias, a exemplo do Bolsa Família. Porém, segundo admitiu, com a retirada da CPMF não haverá condições de expansão de outros programas, como estava previsto na política federal para a área social. Ele destacou que a política alimentar do governo Lula tem sido de fundamental importância para reduzir a pobreza extrema e desigualdade social no País. Segundo disse, atualmente 14 milhões de pessoas no Brasil, conforme as últimas pesquisas, saíram da linha de pobreza e de extrema miséria.

“A avaliação é positiva e as políticas mostram que estamos efetivamente vencendo a luta contra a fome e a desnutrição e assegurando aos brasileiros e brasileiras o direito humano fundamental à alimentação, como primeiro degrau à cidadania”, diz ele.

A coordenação do restaurante popular de Juazeiro avalia como positiva a primeira semana de funcionamento. São mil refeições cedidas ao preço de R$ 1,00, de segunda à sexta-feira. Segundo a coordenadora Pautília Araruna, após três meses é que poderá ser solicitado o aumento no número de refeições. O prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Macedo, pediu ao ministro esse aumento, além da instalação das cinco cozinhas comunitárias em bairros carentes.

Mesmo com uma romaria iniciando na cidade, a de Nossa Senhora das Candeias, a maioria dos visitantes ainda não sabe da existência do restaurante popular. Com o aumento no número de refeições, a coordenadora informa que será realizado um trabalho de divulgação junto às paróquias, no sentido de também beneficiar o visitante romeiro.

Além de assegurar o direito à comida, o ministro ressalta outras condições da população desfavorecida buscar direitos para melhoria da qualidade de vida como o Bolsa Família, uma renda familiar básica, e políticas de desenvolvimento local e regional, Programa de Distribuição de Alimentos da Agricultura Familiar, conhecido como Programa de Compra Direta, vinculado ao Pronaf.

Em relação ao Bolsa Família, Patrus afirma que o governo federal irá preservar o programa. O Programa de Atenção Integral às Famílias (Paif) seria uma das políticas em expansão, implantada no Brasil com muito êxito. O ministro destacou mais de R$ 47,7 milhões em investimentos do governo nos programas sociais por ano somente em Juazeiro.

A linha de implantação de mais restaurantes populares no Estado e no Brasil está mantida, conforme o ministro. Ele cita os já existentes no Ceará, o de Juazeiro do Norte e Sobral, além de dois que estão sendo implantados em Fortaleza, um no Crato, previsto para ser inaugurado em maio, um em Caucaia e outro Maracanaú.

Serão disponibilizados, brevemente, pela Secretaria de Segurança Alimentar e Nutricional, do Ministério, editais para implantação de novos restaurantes populares e cozinhas comunitárias, Banco de Alimentos e Expansão do Compra Direta e outros programas.

Fonte: www.diariodonordeste.com.br
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.