02 novembro 2007

Cenas da vida

O mistério...


A lembrança...


A reverência...


A história...



Fotos: Dihelson Mendonça

Finados...




Hoje, Finados... Dia de reverenciar nossos muitos mortos – não só os antepassados, mas os muitos mortos que existem em cada um de nós e que foram tombando, ao longo da vida, nos jardins das emoções, nas ante-salas das ilusões, nos vestíbulos dos desenganos... Mortos que se foram sepultando nos nossos cemitérios interiores, no passar dos momentos, no embrutecimento paulatino que nos vai causando a vida, na perda da sensibilidade e da beleza do simples... Por isso hoje, é, em verdade, o dia de todos nós, o dia desta pessoa avessa, estranha, alheia à verdadeira beleza íntima das coisas, desta árvore que o tempo aos poucos foi dilacerando o miolo e engrossando a casca, deste bicho que perdeu a capacidade de sentir e de chorar, deste robô em que o cotidiano nos transformou.
A morte inicia-se no nascimento, no primeiro vagido do bebê ao contemplar a luz e, a partir daí, é um não parar de morrer, um pouco a cada instante, um tanto a cada hora e o tic-tac do relógio é como se fora o destino a mastigar e deglutir a nossa vida... Quando, um belo dia, a indesejada das gentes - como a denominava Bandeira – bate à nossa porta, vem, pobre dela, carregar um corpo já sugado de emoções, vazio de vida, oco de sensações... Um corpo inerte, no máximo preenchido de uma substância amorfa que os Homens convencionaram chamar de amor...
Assim, hoje, piedosamente, acende uma vela para a Felicidade que um dia certamente existiu em ti, sem que tu nunca a conhecesses por esse nome e que foi pouco a pouco ficando nas margens do caminho... Ora pelo amor que um dia já te invadiu a alma, sem te pedir licença, sem se autodenominar amor, sem convenções, com credo e religião próprios e que se foi dilacerando aos poucos, quando os Homens resolveram por pôr-lhe limites, por estabelecer-lhe fronteiras, por dar-lhe ética, moral e definições...Reza pelo cadáver da sensibilidade que um dia teve tanta vida em ti, que te deu rumo aos passos e que te dava olhos para ver o mundo e as pessoas sob um ângulo mais verdadeiro, esta que foi morrendo aos poucos nos embates do dia-a-dia, na competitividade que a sociedade criou e que viste sepultada no dia em que te faltaram lágrimas nos olhos ao ver uma criança faminta... Leva uma flor ao túmulo do Menino que um dia habitou em ti, aquele para quem a vida era uma dádiva, para quem ser feliz estava apenas no abrir os olhos e sentir; o Menino que tinha medo do papa-figo, do bicho-papão e que os sentia próximos na vida-morte que já desabrochava...
Finados... Hoje, também é teu Dia, reza por ti...






J. Flávio Vieira

Atenção, Porque vc escuta até 2 sons ao mesmo tempo ???

Pessoal,

Algumas pessoas estão experimentando uma situação esquisita, que é ao entrar no Blog do Crato, ouvir os players tocarem ao mesmo tempo.

Na verdade, eu configurei para o player das notícias tocar automático, sempre que alguém entra.
Então, se vc não deseja ouvir o som das notícias, tão logo vc entre, vc precisa clicar no botão de pausar o player das notícias, que fica mais ou menos no meio da página.

Se vc não parar o player, ele fica tocando automático.
Então, se você desejar ouvir outra reportagem, com certeza, e lógico, vai ficar tocando 2 sons ao mesmo tempo.

Então, como solução eu sugiro que ao ouvir uma outra reportagem, basta parar o player das notícias.

Pergunta:
Porque eu não configuro para o player só tocar se alguém quiser?
Resposta:
Porque o povo é preguiçoso demais, e se deixar por conta deles, nunca irão escutar as notícias.

Entendeu?

Ok, então vao se acostumando com as notícias e os boletins, ou se acostumando pelo menos a clicar no botão da pausa. Estou tentando ver uma forma de deixar esse player num local SEMPRE visível.

Obrigado.
Abraços a todos.

Dihelson Mendonça

O PODER É DIFERENÇA DE CAPACIDADE


O equilibrista sobre o arame esticado. Ajuste dinâmico, sobre carnes e ossos, do centro de gravidade. Hoje, pelos jornais, é a civilização o equilibrista no arame.

O poder de um palito de fósforo nas mãos de um menino de 10 anos
Na semana que tende a finar, o ser humano mais poderoso da humanidade foi uma criança de apenas 10 anos de idade. A validade da afirmativa se encontra nas seguintes provas: é uma criança americana, da nação mais poderosa do planeta, que por um único ato provocou um impacto tremendo. O impacto foi tremendo por motivos geográficos: o raio de sua ação atingiu quilômetros. Por motivos de Estado, pois teve que mobilizar recursos aéreos, mecânicos e batalhões de pessoas para controlar o efeito. Principalmente para o que os americanos conhecem bem, a realidade monetizada: bilhões de dólares se consumiram.
O mais fantástico deste poder é que o super-menino desconhecia a própria força. Jamais imaginou que um simples movimento, apenas um e a natureza se calcinaria em ondas de destruição por dias. Pegou uma caixa de fósforos, e fósforo americana acende até na bunda de cowboy e tudo se transformou. A Califórnia ardeu por dias. A Califórnia da classe média e a dos milionários, numa destruição democrática. A mídia mundial vendeu catástrofe por semanas e ainda tem o rescaldo dos incêndios para vender. Políticos se expandiram, vozes murcharam, famílias perderam mais que a crise do sub-prime.
A perplexidade geral. O quanto se desconhecia do poder de um menino com um palito de fósforo aceso na mão. Mas se um fósforo é capaz disso, imagine uma ponta de cigarro acesa ou um vidro espelhando raios de sol sobre material combustível.
Conclusão: o poder sempre foi relativo. O poder é uma medida de diferenças de capacidade. Por isso é que uma coisa insignificante quanto um palito de fósforo foi capaz de incendiar a Califórnia. É que a Califórnia está mais insegura ambientalmente que um palito de fósforo. Aí não interessa o menino mais, poderia até ser nas mãos do super SCHWARZENEGGER, o governador da Califórnia.

Morre o Piloto do Enola Gay
O maior poder de destruição que a humanidade tem notícias é o da bomba atômica ou suas assemelhadas. Tem notícias, pois quem sofreu mesmo foram os japoneses. A maioria sofreu moralmente, já que o sofrimento direto esteve nos habitantes de dias claros, cristalino sobre as cidades de Hiroshima e Nagasaki. Superfortaleza Voadora B-29, eis o nome que reflete a psicologia de um povo que se mitifica através do poder, em céu azul e no seu interior bombas atômicas.
Um povo que age pela diferença de potência é naturalmente um povo cínico: nomeou a bomba que destruiu HIROSHIMA de LITTLE BOY. Como aquele do palito de fósforo. Ás 8:15 m de 6 de agosto de 1945 nas palavras do piloto do Enola Gay: Se Dante tivesse estado conosco no avião, ele teria ficado aterrorizado. Esse é o lado culto do Piloto Paul Tibbets, afinal além de cínicos dão escolaridade aos seus pilotos. O que os EUA não consegue é dar humanidade pelas próprias palavras do piloto: A cidade que tínhamos visto com tanta clareza à luz do sol minutos antes virou uma mancha suja. Ela desapareceu completamente num terrível cobertor de fumaça e fogo. Encerrando o assunto. Paul Tibbets nunca criticou os EUA por terem jogado a bomba atômica destruindo a vida de 140 mil pessoas. Assim como a insegurança ambiental da Califórnia, Paul Tibbets, como aqueles de Hiroshima, também morreu.

CONVITE

Dihelson Mendonça e Pachelly Jamacaru, convidam os internautas do blogdocrato a conhecerem o www.zoomcariri.com
Trata-se de um blog voltado à fotografia no Cariri. Lá você encontrará fotos, dicas de fotografias, nossos fotógrafos, assuntos ligado a área.
Esta e outras fotos, estão num ensaio sobre a Romaria de Juazeiro do Norte. Aguardamos a sua visita!

Nota: Minha gente, vão lá no Zoomcariri dar uma olhadinha... vcs não irão se arrepender!

Dihelson Mendonça e Pachelly Jamacaru

ENTREVISTA: Pachelly Jamacaru e a Arte da Fotografia



Ganhador do prêmio "Menção Honrosa" em recente concurso de nível nacional, competindo com milhares de fotógrafos pelo Brasil afora, o grande fotógrafo e compositor Cratense Pachelly Jamacaru concedeu ao Blog do crato uma entrevista, na qual explica como surgiu a sua paixão pela arte da fotografia, e dá dicas às pessoas que desejam ingressar no mundo fascinante da fotografia.

Pra quem estiver em Salvador


Foto do dia e previsão do Tempo !

Foto da rua Dr. João Pessoa, no centro do Crato, em dia da semana. Do lado esquerdo, vê-se ainda a famosa lanchonete Cinelândia, que dizem os rumores, irá fechar oficialmente no dia 05 de Dezembro. Um verdadeiro marco na história da cidade. Ainda não se sabe se a Cinelândia irá funcionar em outro local da cidade...


Previsão do tempo para o fim-de-semana. Como se vê, nenhuma previsão de chuvas, e o calor infernal continua sobre o cariri. Atenção para esse período do ano, seco, que favorece os incêndios florestais, como o que aconteceu nessa semana, de grandes proporções na Chapada do Araripe, onde se fala de números gigantescos de Hectares consumidos pelo fogo. À noite, via-se labaredas imensas na serra do araripe, em Crato.

Resposta ao Convite

Agradeço atenciosamente o convite feito para participar do Blog do Crato.

Um abração bem forte