01 novembro 2007

MANTENDO A CAMPANHA PELA CULTURA DO CARIRI

Caros Rafael, Dihelson, Nailson, Sangiorgy, Ruben e a flor da Glória: o tom é esse nos comentários postados por vocês. Quem de fato tem a voz somos nós. A representação política é apenas um reflexo (por mais que pareça só da elite) de nós todos. Então o certo é o seguinte: todos nós temos razões no coletivo e cada razão individual deve ser coletivizada pela discussão e o debate. Após o debate teremos um horizonte do que chamamos cultura do Cariri (Crato). Com o horizonte à nossa frente, teremos um plano para semear o horizonte. A semeadura do horizonte é a identificação e o caminhar da nossa vida coletiva. E o caminhar é dizer ao Ceará e ao Brasil quem somos. Dizer quem somos completa o Ceará que é hoje uma venda casada de turismo litorâneo com sol, cerveja, prostituição infantil e caranguejo.

Então o primeiro passo é o Dihelson por este blog e vocês em conjunto criarem um grande seminário envolvendo o próprio blog para que se crie o discurso coletivo de nossas razões individuais. O foco da discussão é tudo que compreendemos por cultura: a educação, a formação das pessoas, a saúde pública, a segurança pública, o meio ambiente, as ruas e as edificações da cidade, nossas praças, enfim nossas almas. É cultura a popular e a de linguagem moderna, é cultura as manifestações de vanguarda e as tradicionais. Tudo isso é o nosso horizonte, não percamos o foco dele. Se conquistarmos o horizonte, conquistaremos o valor estratégico dele: uma sociedade mais justa e correta entre nós.

Todos temos consciência que antes de tudo melhoramos nossa casa, o Crato e se conquistarmos o prefeito do Crato (é uma peça da conquista) teremos de conquistar o de Juazeiro, Barbalha, Nova Olinda, Santana e assim por diante. Mas teremos que ampliar o nosso seminário, a cultura é a do Cariri, ou melhor é do Araripe, inclusive Pernambuco e Piauí.


Por último vejamos. O sol se levante e se põe todos os dias. Fez isso antes de nascermos e continuará depois. Então a diferença está no que fazemos de nossas vidas enquanto ele se movimenta. É comum que nossas vidas pequenas, individuais, as sintamos como apenas sobrevivência. Mas não é verdade, dos nossos gritos, dos nossos atos criam-se cadeias de eventos, alguns muito ruins e outros muito bons. Ao nosso caso: o DIHELSON grita pela cultura da região. Ficamos batendo na tecla semanas. O Válter Peixoto, por interesse político, legítimo e é isso mesmo que devemos provocar, o debate político, veio para a cena e tudo pegou fogo numa simples semana. Imaginem nós em conjunto assumindo os destinos de nossas próprias vidas. Imaginem nós nos encontrando no outro. Em Juazeiro, Barbalha, Exu, Nova Olinda e todo o Araripe.

Desejos


O sujeitinho frio e distante, olhando o mundo por trás de lentes grossas como fundo de garrafa, foi taxativo. Não usou de caminhos tortuosos , enviesados. Num salto chegou ao cerne da questão. Mal disfarçou uma babinha de prazer que parecia escorrer-lhe pelo canto da boca. Com jeitos de carrasco que testa com a polpa do polegar a agudeza do fio da guilhotina, lascou a terrível sentença:
--- É câncer seu Godogredo ! O senhor tem por dentro um caranguejo que lhe está carcomendo rapidamente. Falar em quanto tempo o senhor tem pela frente é mera cogitação. Mas vou ser muito sincero com o senhor: Curta muito bem este verão, seu Godofredo !
Ouviu a pena de morte, sem muita perplexidade. Não que a esperasse. Sempre imaginara que estas fatalidades só acontecem com os outros, com amigos e conhecidos. Não se alongou em perguntas , nem em detalhes técnicos. Já não lhe interessou que meios seriam empregados na execução da penalidade. Saiu à rua e se viu acometido de uma sensação estranhamente prazerosa. Começou a observar o mundo e descobrir matizes e nuances totalmente inusitados. Revelaram-se-lhe o arrulho de amor dos pombos na pracinha; a antes imperceptível floração temporã das bromélias nos canteiros e o movimento quase Browniano dos carros velozes, com seus motoristas de olhos embotados para a vida ao derredor. O céu, no crepúsculo, ganhava tons sanguíneos em degradé , mesmo imprensado em meio às paredes dos espigões. As pessoas apressadas transitavam de olhos absortos em problemas distantes e impalpáveis, como se nada existisse à sua volta. Pareciam os manequins que pendiam das vitrines com seus sorrisos empalhados e imóveis. As quinquilharias que lubricamente se ofereciam por trás das vidraças das lojas de importados lembraram-lhe as guloseimas que o domador oferece aos ursos após cada treinada peripécia no picadeiro. O bar da esquina estava repleto de pessoas de olhar perdido e alegria programada. Percebeu, pela primeira vez, que ali postavam-se muito mais anestesiando com álcool suas dores e frustrações do que erguendo um brinde à grandeza da vida. Angustiou-se com a pequena platéia que existia para a sagrada dramaturgia da existência.

Com o passar dos dias, o planeta começou a brilhar-lhe como jamais um dia acontecera. Deteve-se cuidadosamente nos pequeninos detalhes que se descortinavam há tanto tempo à sua frente. O voejar estático do beija-flor, o polinizador ósculo da abelha, a quaresmal florada do ipê roxo. Sentiu-se prenhe de vida e , como toda gestante, começou a ter desejos insólitos e inabituais. O Doce de Leite de Isabel Virgínia, o Caldo de Mocotó de Bosquim, o Cachorro Quente de Enoque, o Filhós da Praça da Sé, o Quebra-Queixo da Feira, a Tapioca com Fígado de Canena. Sequer conseguia entender como engravidara após a perspectiva do fim. Só com os dias, compreendeu que vida e morte são extremidades que se tocam, o anverso/reverso de uma mesma medalha. E que acalanto é apenas a primeira estrofe da “incelença” que se prenuncia.

J. Flávio Vieira

Piadas do Orkut !

Olá, Amigos,

Continuando nossa seção de humor, trago aqui uma imagem que me fez rir por muitos minutos. Sem dúvida, uma comunidade que é uma das "pérolas" do orkut.
Olha só: ( clique para ampliar ).


Não é mesmo uma gracinha ?

Abraços.

SESC lança Nona Edição da Mostra Cariri de Cultura



Acompanhe as novidades sobre a Mostra,
bem como a programação
no site: www.sesc-ce.com.br/mostracariri

Acontece hoje, quarta-feira, 31 de outubro, o lançamento da 9ª Mostra Sesc Cariri de Cultura, a partir das 19 horas, no Auditório do Centro de Referência Turística e Cultural do Araripe, mais conhecido como Largo da RFFSA, no Crato. O espaço, recentemente reformulado, vai abrigar este ano a abertura do evento (dia 10 de novembro) e uma movimentada programação durante os sete dias de realização: Mostra de Rua, Horário Maldito, Café Literário, oficinas e exposições.
Durante o lançamento, a população poderá informar-se sobre a programação da Mostra e conferir as novidades dessa edição. Na ocasião, haverá exibição do documentário DOC Cariri e apresentação da Orquestra de Rabecas Cego Oliveira. Às 21 horas, também no Largo da RFFSA, será apresentado o espetáculo "Só Tinha de Ser com Você", da companhia Quasar (GO), dentro da programação da VI Bienal Internacional de Dança do Ceará.
De 10 a 16 de novembro, a região do Cariri, torna-se palco das mais diversas manifestações artísticas e culturais do País, reunindo espetáculos de teatro e dança, shows, exposições, instalações, rodas literárias, performances poéticas e mostras de cinema e vídeo. É a Mostra Sesc Cariri de Cultura, que chega à sua nona edição, ampliando ainda mais o caráter de pluralidade que sempre foi sua marca registrada.
A Mostra consegue reunir, durante seus sete dias de realização, desde grupos tradicionais, que representam a memória cultural da região do Cariri - como reisados, bandas cabaçais, maneiro pau, lapinhas, pastoris, guerreiros e congadas – até produções experimentais de arte contemporânea.
Realizado pelo Departamento Nacional do Sesc e pelo Sesc Ceará, o evento conta mais uma vez com a parceria do Centro Cultural Banco do Nordeste, associando-se agora à programação da mostra. Entre outros espaços nessas cidades, a mostra se espalha por teatros, galerias de arte, galpões e clubes. Sem falar nas ruas e praças, cortadas por cortejos chamando a população para participar. Serão mais de 150 apresentações, 95 grupos e artistas participantes de 13 Estados do País, além de apresentações locais. O circuito itinerante Patativa do Assaré irá levar espetáculos a 12 cidades do cariri cearense (Farias Brito, Várzea Alegre, Altaneira, Caririaçu, Missão Velha, Jati, Jardim, Brejo Santo, Araripe, Assaré, Santana do Cariri e Potengi).
As cidades de Crato, Juazeiro do Norte e Nova Olinda são os pólos principais da Mostra Sesc Cariri de Cultura. Nessas cidades, as apresentações irão acontecer nas unidades do Sesc, no Centro Cultural do Banco do Nordeste, nos teatros, nas galerias de arte, nas praças, nos galpões, nos clubes e na rua, durante um grande cortejo que envolve toda a população das cidades. Sua estrutura foi dividida em cinco núcleos: Artes Cênicas, Música, Artes Plásticas, Literatura e Audiovisual, incorporando, além de manifestações artísticas, os hábitos, costumes e crenças do Cariri e de cada região do Brasil, elementos que formam a pluralidade e, ao mesmo tempo, determinam a singularidade do nosso País.
Um dos projetos que vão estrear nessa Mostra é o BiblioSesc uma biblioteca volante, instalada em um caminhão baú, equipado com prateleiras para guarda e exposição de livros. O Ceará é o 2º estado do Nordeste a receber o projeto. Durante o evento o BilbioSesc aportará na Reffsa, funcionando junto ao Núcleo Literário, aberto a visitação e empréstimos, depois, volta à Fortaleza, onde iniciará o seu funcionamento.
Após percorrer longa trajetória de sucesso em diversas casas de espetáculo de todo o Brasil, a cantora maranhense Rita Ribeiro foi convidada a levar sua "gira eletrônica" à abertura da Mostra com o seu show Tecnomacumba que acontece na cidade do Crato na noite do dia 10 de novembro. Na mesma noite, se apresentam no palco do Crato Tênis Clube os cantores João do Crato e Cacai Nunes.
Para a coordenadora Dane de Jade, "a Mostra tornou-se uma das mais importantes alternativas concretas de intercâmbio e formação profissional em artes cênicas, cultura tradicional popular, artes plásticas, literatura e música. Isso é raro hoje em dia". Ainda segundo Dane, essa é uma das raras alternativas de fomento, reflexão e difusão das artes e cultura no país.
Esse ano, foi criada uma nova ferramenta de interação com o público do evento, o Blog da Mostra no qual pode ser acessada a programação completa, novidades, fotogalerias com espaços para comentários. O endereço: www.sesc-ce.com.br/mostracariri.


SESC Juazeiro apresenta mais uma Etapa do Sonora Brasil



Grupo amazonense Raízes Caboclas apresentará o espetáculo Tonos Novos, especialmente elaborado para o circuito Sonora Brasil.

Neste sábado, dia 03 de novembro, acontecerá no SES Juazeiro, mais uma etapa Tradições Contemporâneas do Projeto Sonora Brasil, com o grupo Raízes Caboclas.

Formado no início da década de 80, o grupo tem como principal objetivo a abordagem das raízes culturais da amazônia, buscando referências nas diversas tendências musicais da região. O grupo é formado por Celdo Braga, Júlio Lira, Osmar Oliveira, Raimundo Angulo, Eliberto Barroncas, Adalberto Holanda e Otávio Di Borba. O Raízes Caboclas já esteve de norte a sul do Brasil e fora dele. Esteve nos Estados Unidos, Alemanha, Venezuela, Peru e Colômbia, levando a cultura brasileira a estes países. O programa a ser apresentado foi especialmente produzido para percorrer o país, como parte do projeto Sonora Brasil – Tradições Contemporâneas. É um trabalho experimental, baseado na força das águas e da floresta, como traços marcantes na criação poético / musical da região.

Mais informações sobre o grupo e o espetáculo podem ser encontradas no blog. www.agende-se.blogspot.com .

Serviço:

Projeto Sonora Brasil

Grupo Raízes Caboclas

Sábado, dia 03 de Novembro, às 19h, no SESC Juazeiro.

Entrada Franca.

Mais informações:

SESC Juazeiro

Programa Cultura

Rua da Matriz, 227. Centro, Juazeiro do Norte – CE.

Fone: 3512.3355

Fotos da Noite Lusitana do Colégio Diocesano