05 agosto 2020

A marcha dos acontecimentos mundiais - Por: Emerson Monteiro


Uma visão de grosso modo face tudo que vem se dando nesses dias diferentes implica querer interpretar o decorrer da Civilização de cara, tão pretenciosa nos seus discursos, porém grosseira na divisão da riqueza. Espécie de uma indiferença crônica predominava diante das ações dos poderosos de sempre. Viveram e cresceram dos recursos da Natureza, no entanto de tanto pensar só em si calejaram o comportamento alienado com relação aos demais seres e países que não rezavam nas suas cartilhas. 

Melhor início de avaliação dos tempos dagora crê não poderia ser mais adequado, em análise fria dos acontecimentos que geraram a crise atual também dos abastados. A visão de encarar os paraísos acima do bem e do mal foi por terra, quando os ventos atingiram a todos. Querer ninguém quer que assim seja, contudo independe das visões individuais quando os fenômenos ocorrerem dentro das causas e condições, imposição superior vinda dos mistérios do Infinito. Pesa um tanto a pequenez humana de determinar seus próprios destinos. Estatelados pelas determinações e ocorrências, resta aos humanos baixar a cabeça e refazer cogitações, reavaliar motivos e estudar novos meios de coexistir perante os dias vindouros.

No mínimo desconcertante a todos viver as circunstâncias desse momento histórico, momento em que a existência apressa prestações de contas que deveriam demorar bem mais que fosse, outrossim aceleradas no vácuo do inesperado forasteiro. Houvesse a rotina dos tempos antigos e caberiam desfrutar da aparência de segurança ao menos a braços com incertezas gerais. 

Queiram admitir, por isso, o quanto é frágil a expectativa futura, aonde os valores da Ciência e o potencial da fortuna perderam frontalmente o condão da sorte das nações. 

De igual para igual somos, nesse instante, do mesmo tamanho, nos braços calejados das tradicionais fundações que prevaleciam há pouco tempo, e tratemos de consertar a moral e os costumes, sob pena de responder nos tribunais inevitáveis da Eternidade.