28 dezembro 2020

A libertação interior - Por: Emerson Monteiro


A submissão humana aos valores criados pelos tempos e tradições requer largo empenho individual de chegar, um dia, aos níveis superiores de evolução. Sair das águas turvas deste chão e mergulhar às profundezas do Ser, eis a destinação última dos quantos aspiram desenvolver o potencial de que somos dotados. No entanto isto requer esforço, dedicação circunstanciada e anseio intenso. 

Tarefa por demais necessária a fim de inteirar o tal impulso de viver, contudo exige empenho da constituição sob a qual aqui nos achamos durante todo tempo. A finalidade última que tantos imaginam está, pois, às nossas mãos pronta ao gesto de se autoconhecer, o que reclama tão só atitude; a coerência do querer com o agir. Muitas escolas indicam esse caminho, porém os passos vêm de nossos próprios pés. 

De um modo simples, está nisto a finalidade derradeira do quanto existem todos os fenômenos da Natureza, permitir, o que alguns denominam a Salvação, a libertação da deste mundo e a evolução aos níveis infinitos da Criação pela Verdade e o Amor.

A isto estamos no caminho... Transformar chumbo em ouro, no conceito dos alquimistas. Tempo que passa a Eternidade inigualável. Guerra exterior em paz interior dos pensamentos e sentimentos. Luz na consciência.

Ainda que vejamos, em princípio, o burburinho das civilizações pelo afã de segurança e funcionalidade, todavia bem dentro do universo dos seres habita incessante o desejo da perfeição, o que somente será conquistado mediante o exercício dos valores imortais desde sempre analisados à luz da religiosidade. Nada mudou há milênios perante este sonho de felicidade sem fim a que tantos aspiram e trabalham.

Da harmonização dos instintos através de reflexões e providências da gente com a gente mesma, virá esta iluminação de nossas almas pela transformação de sonhos em pura realidade. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.