05 janeiro 2020

252 anos da instalação da Paróquia de N.S.da Penha de Crato



   Neste dia – 4 de janeiro de 2020 – a Paróquia de Nossa Senhora da Penha completa 252 anos da sua instalação. Segundo o pesquisador e historiador Padre Antônio Gomes de Araújo, desde 1762 a autoridade diocesana da maior parte do Nordeste brasileiro, o 8º Bispo de Olinda e Recife, Dom Francisco Xavier Aranha – que governou a sua vasta Diocese entre 1754 e 1771, – já havia decidido pela criação da Paróquia de Nossa Senhora da Penha, na Missão do Miranda (primitivo nome ada atual cidade de Crato). No entanto a nova Freguesia (como era denominada a Paróquia naquele tempo) somente foi oficialmente instalada em 4 de janeiro de 1768, pelo Visitador do Bispo, Pe. José Teixeira de Azevedo.

    A Paróquia de Nossa Senhora da Penha de Crato foi a segunda criada no Cariri. A primeira foi a Paróquia de Nossa Senhora da Luz, de Missão Velha (que depois teve o nome mudado para Paróquia de São José dos Cariris Novos).  Apesar de ter 252 anos de sua criação oficial, a Paróquia de Nossa Senhora da Penha só teve 25 Vigários (hoje chamados Párocos), pois muitos deles tiveram longo paroquiado, principalmente no Brasil Colônia e Brasil Império quando a Igreja era ligada ao Estado e os párocos eram nomeados “Vigários Colados” pelo Rei de Portugal e, posteriormente, pelos Imperadores do Brasil.

        Nunca é demais recordar que este templo da Virgem da Penha, é possuidor de uma bonita história, com mais de dois séculos e meio. Este é o edifício mais importante do patrimônio artístico e histórico da cidade de Crato. Ele teve início por volta de 1740, como simples capelinha de taipa, coberta de palha, erguida pelo frade capuchinho Frei Carlos Maria de Ferrara, e dedicada em primeiro lugar   a Nossa Senhora da Penha e em segundo plano a São Fidelis de Sigmaringa.

         Esta igreja foi palco de muitos acontecimentos históricos. Foi aqui, em 3 de maio de 1817, que o seminarista José Martiniano de Alencar, um dos revoltosos da Revolução Pernambucana, anunciou a adesão de Crato ao movimento iniciado em Recife, declarando o Brasil independente de Portugal e adotando a forma republicana de governo. Foi neste mesmo local que o Padre Cícero foi batizado, em 08 de abril de 1844 e ali celebrou a sua primeira missa, em 1871. Foi nesta igreja que em 1º de janeiro de 1916, foi instalada a nova Diocese de Crato e a então igreja-matriz ganhou o status de Catedral.

(Pesquisa e postagem:Armando Lopes Rafael)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.