14 fevereiro 2019

Caririensidade (por Armando Lopes Rafael)


Projeto de Preservação do Soldadinho do Araripe

     Foi implantado,  na cidade de Crato,  o Projeto de Preservação do Soldadinho do Araripe. Está localizado na sede própria do Instituto Cultural do Cariri.  Além da sede foi delimitado uma área para funcionar como Centro de Visitação do Espaço do pássaro Soldadinho do Araripe.

     Através do apoio dos proprietários de terras, o projeto, em parceria com Área de Proteção Ambiental (APA), vem implantando o Cadastro Ambiental Rural. Atualmente, em 90 nascentes existem menos de 200 casais do pássaro. No total, são apenas 800 soldadinhos-do-araripe, que correm risco de extinção. Para evitar a consanguinidade, de acordo com estudos genéticos deste tipo de animal, são necessários 512 casais. Ainda em processo de preparação, o viveiro de mudas do projeto Soldadinho-do-Araripe vai funcionar produzindo espécies de plantas como a Rosa da Mata, Pimenta de Macaco e Candeeiro D´água que são adequadas ao habitat da ave. Entretanto, o plantio e a recuperação é demorada, devido aos fatores ambientais e também pela qualidade dos solos.

Soldadinho do Araripe: a ave símbolo da Caririensidade

   Esta espécie, cujo nome científico é Antilophia bokermanni, é um pássaro que só existe nas encostas da Chapada do Araripe. Trata-se da única ave endêmica do Ceará, ou seja, das mais de 460 espécies que encontramos no nosso Estado, o Soldadinho do Araripe é a única exclusiva do Ceará. Por isso, tornou-se o símbolo para a conservação da Floresta Nacional do Araripe–Flona.

   As riquezas e as diversidades naturais e culturais fazem do Cariri um oásis no centro da região Nordeste brasileira. A água que é armazenada – na temporada das chuvas –, em reservatórios subterrâneos na Chapada do Araripe, desce depois pelas encostas, formando algumas nascentes. E se transforma numa água límpida e cristalina, que se derrama entre a mata e o sopé da chapada, formando – parte inferior da encosta –  tapetes verdes de bela vegetação.  Em torno desses tapetes surgem pequenos regatos. Fica aí o habitat do Soldadinho do Araripe, uma ave ameaçada e extinção. O Soldadinho do Araripe tornou-se um ícone, uma imagem da caririensidade! E está sendo usado como apelo contra a devastação das florestas da nossa Chapada; contra o mau uso das águas das nascentes; em favor da defesa do meio ambiente.

Um exemplo de ensino de excelência: Colégio da Polícia Militar de Juazeiro do Norte


  Colégio Militar Coronel Hervano Macedo Júnior, localizado em Juazeiro do Norte

   Há 50 anos, Juazeiro do Norte só contava com três educandários de bom nível: Escola Normal Rural, Ginásio Salesiano e Ginásio Batista. Hoje tudo é diferente! A cidade cresceu também na área educacional de ensino médio. Dentre as boas escolas da Terra do Padre Cícero, o Colégio Militar de Juazeiro do Norte – criado pelo atual governador do Ceará, Camilo Santana, em 30 de dezembro de 2015, ganhou realce. Trata-se do segundo Colégio da Polícia Militar do Ceará, beneficiando, no Cariri, alunos do 8º ao 3º ano, do ensino fundamental e médio. Eles são distribuídos em 31 turmas, nos períodos da manhã e tarde. Em 29 de Junho, através do decreto nº 16.038, o colégio passou a se chamar Colégio Militar Coronel Hervano Macedo Júnior.

    São mais de 1.100 alunos, 55 professores, e cerca de 30 militares no quadro de profissionais da escola, que, além de um ensino eficiente, onde a prioridade é o respeito e a disciplina, dispõe de excelentes salas de aulas, laboratórios de Matemática, Informática, Biologia e Física, auditório biblioteca e ginásio esportivo.

     Apesar de críticas feitas por educadores seguidores das orientações emanadas pela “ordem global” no tocante à educação dos jovens,  a verdade é que a disciplina rígida das escolas de orientação militar; o bom desempenho em avaliações nacionais e o ambiente acadêmico com foco na formação completa do estudante, tornaram essas escolas verdadeiros exemplos de excelência em meio ao atual caos da educação pública brasileira.


Um fato histórico-religioso recente em Crato


    Era o dia 27 de janeiro de 2000. O Palácio Alexandre Arraes, sede da Prefeitura Municipal de Crato, estava lotado. Ante uma belíssima imagem de Nossa Senhora de Fátima, o então Prefeito, Moacir Soares de Siqueira, visivelmente emocionado, comandava a solenidade de consagração da cidade de Crato ao Imaculado Coração de Maria.

O texto da consagração

“Ó Virgem Senhora de Fátima, a cidade de Crato, prostrada aos vossos pés, crê e espera, deseja e implora a realização de vossa grande promessa: Por fim, o Imaculado Coração Triunfará!

      E nós, enquanto Prefeito deste povo fiel, em união com o Santo Padre o Papa João Paulo II, com o nosso Bispo Dom Newton Holanda Gurgel, e todo o clero, aclamamos desde já este triunfo, que fará raiar no mundo o Reinado de vosso Divino Filho, Cristo Jesus, nosso Redentor.

      E, ao mesmo tempo, suplicamos a graça de sermos instrumentos em vossas mãos para edificação deste Reinado, que só será verdadeiramente de Jesus, se for inteiramente vosso! Sois Vós, Senhora, a Estrela da Esperança e a Aurora do Terceiro Milênio. Foi por Vós que Nosso Senhor Jesus Cristo veio ao mundo, e será por Vós que ele reinará no mundo.

       E nós, vossos filhos de Crato queremos buscar em primeiro lugar este Reino, o Reino de Jesus em Vosso Imaculado Coração, bem certos de que todas as outras coisas nos serão dadas por acréscimo.

       Para selar oficialmente este propósito, nos Vos consagramos – tanto quanto nos outorga nossa autoridade de representante civil deste povo católico – nós consagramos ao vosso Sapiencial e Imaculado Coração nossa cidade, com todas as suas famílias e instituições.

       Aceitai, Senhora, esta consagração. Nós a depositamos em vosso Coração Imaculado, para assim nos consagrarmos mais santa e plenamente ao Sagrado Coração de Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Divino Filho. Assim seja.”

***   ***   ***

Ex-prefeito de Crato, Moacir Soares de Siqueira

    Assim, naquela singela iniciativa, o Prefeito Moacir Soares de Siqueira – com a legítima autoridade de que estava investido – ao consagrar o Crato a Nossa Senhora de Fátima, separou para Deus esta cidade e seus moradores, oficializando-os – no âmbito civil – como propriedade da Virgem Santíssima. Esta, certamente, cuidará ainda com mais carinho e desvelo maternal, tanto da cidade como do seu povo, que já lhe pertenciam por desígnios de Deus, e cuja pertença foi ratificada por suas autoridades civis constituídas...