04 março 2019

A República e seus voos de galinha – por Paulo Roberto Gotaç (*)



   Ao longo da história da República brasileira ocorreram vários voos de galinha, definidos figurativamente como períodos de progresso fugaz, promissores de melhores condições de vida para o povo. Todos, como acontece com as ousadias aéreas dos galináceos, tiveram duração reduzida e não se sustentaram, levando o Brasil, por falta de consistência política e honestidade de propósito dos líderes que os arquitetaram, a retornar à bem conhecida situação de ciscar no solo.

    É uma sequência que consolidou a sua condição de subdesenvolvido, apesar da esperança, certa vez manifestada, de um dia tornar-se o país do futuro. Vive-se, nos dias de hoje, um dos períodos de mais difícil redecolagem, resultado de quase 15 anos de experiência, felizmente encerrada, com um modelo ultrapassado de esquerda que, como na maioria dos países onde foi tentado, visou somente ao fortalecimento de um programa de poder do Estado beneficiando exclusivamente a elite controladora.

(*) Paulo Roberto Gotaç – e-mail:  pgotac@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.