04 outubro 2018

Instituto Cultural do Cariri - ICC convida todos os sócios para as comemorações relativas aos 65 anos, hoje, 4 de outubro, às 19h.




O Instituto Cultural do Cariri - ICC em alusão às comemorações aos seus 65 anos de existência, convida a sociedade caririense a se fazer presente hoje, 4 de outubro, às 19h na sede do Instituto ( Defronte ao Parque de Exposições, em Crato ) para diversas atividades, dentre elas, um coquetel entre amigos. 

O evento faz parte de várias atividades que vêm sendo realizadas ao longo dos últimos meses. Veja toda a programação nos infográficos.

Fonte: Blog do Crato


Carta de Hélder Macário de Brito para Pedro Esmeraldo

Pedro, meu prezado amigo,
Um abraço,
 
   Li a sua carta de alguns dias e o que você diz nela, quase que bate com o que eu penso e às vezes, digo: os cratenses não têm interesse devido em criarem as suas próprias fontes de estabilidade.
     O Crato dominou por muitos anos uma vasta região, no que dizia respeito à educação, à saúde, à cultura e ao próprio comercio.  Até no setor da agropecuária poderia ainda dominar, mesmo porque realiza a tão importante exposição agropecuária que, apesar de haver perdido muito do seu valor como exposição, tornando-se apenas uma grande festa, deixa de ser do município, para ser do estado, deixando de ser realizada pelo seu ilustre fundador, senhor Pedro Felício, infelizmente já falecido, ou por pessoas daqui mesmo das “redondezas”, para ser realizada por pessoas sem o vínculo que tinha o seu grande fundador, deixando de ser a simplesmente Exposição do Crato, para ganhar o pomposo nome de “ExpoCrato”, deixou, cada vez mais, de ser a inspiração de muitos agropecuários do município que poderiam criar aqui uma grande bacia leiteira, tanto com vacas como cabras, mostrando aos interessados neste assunto as raças ideais, tanto bovinas como caprinas, para tal mister, dando opiniões para que fossem mantidas saudáveis os rebanhos, que fossem produzidos muitos queijos, ricotas, leite desnatado ou pasteurizado, muita manteiga, etc., ensinando como fazer inseminação artificial, como produzir na propriedade as mais diversas rações como ensilagem, hidroponia do milho, a extração do leite de soja e o consequente fabrico do farelo de soja, além do próprio farelo de milho, de cujas rações, misturando-se, poderiam ser feitas rações para os mais diversos animais, principalmente, os suínos que até dos seus excrementos poderia ser tirado gás utilizado em fogões e os detritos, utilizados como adubo para qualquer plantação, inclusive fruteiras como uva, morango, melão, melancia, banana, para citar apenas as que produzem mais rapidamente, mas poderia usá-lo como adubo em hortaliças de qualquer espécie e até flores, muitas flores poderiam ser plantadas.

Você há de pensar: Se Helder diz dominar tantas técnicas, como fala, porque não se dedica a fazer o que diz?
E eu lhe respondo: Não faço o que digo porque não disponho de um sítio para fazer a tudo de que falo, nem disponho de condições financeiras para adquirir, e então, mostrar a tantos cratenses que possuem uns ou mais, mas nada fazem, tudo o que sei fazer.

Ah, se eu possuísse um sitiozinho, mesmo pequeno! Eu garanto a você que tudo o que eu falo, eu faria com muito, mas com muito prazer mesmo, o que, com certeza, até mais vida me daria, portanto, eu gosto de fazer tudo e muito fiz, lá nas margens de um açude, durante secas rigorosas, no município de Campos Sales.

É sabido que, tudo o que tiver de ser feito, requer trabalho, mão-de-obra, e isso está em falta no campo, por causa do que alguns governos provocaram, mas, eu acho que, facilitando transporte, muitos desempregados nas ruas iriam ao campo desempenhar os serviços que criássemos, você não acha?
Bem, Pedro, acho que já falei demais e ficarei por aqui.
Até outro bate papo!

Helder Macário
Crato/CE, 01 de outubro de 2018