28 setembro 2018

As cores do sentimento - Por: Emerson Monteiro


Existências que sussurram dentro do ente que somos nós. Fagulhas. Trilhas. Sinais que lembram o que persiste nalgum lugar, que, decerto, vive onde estejamos de olhos bem abertos ao mais íntimo das criaturas humanas. Detalhes desse todo indivisível, qual melodia que nunca termina; que vive e fala de perfeição, de paz, na alma da gente. Instrumentos de longas sinfonias em frases boas ao ritmo dos corações. Gosto suave de dominar o eterno no tempo nessas horas sem conta de segredos mexendo os refolhos do mistério lá no Infinito do todo que aonde for estaremos conosco próprios.

Vozes na floresta dos sabores e saudades depositadas nos tetos da lucidez. Ruas limpas ao sol da manhã das tantas histórias sobrevivendo na casa dos amores imortais. Pessoas em todo lugar, em nós, na brisa que acaricia o essencial dos viventes.

Pelos domínios, pois, da revelação, no turbilhão das visões, há o lugar de ouvir a consciência, saber, sentir, amar. Alimentar de sonhos o destino que plantamos. Tocar as palavras qual quem escolhe o instrumento dos melhores dias no que sente, pelos mares da sorte, e transmite a luz das possibilidades, dos melhores, sempre nas estações da vontade liberta. Isso de sentir e contar as histórias alegres, nas manhãs iluminadas de flores.

Estampas de tons inesquecíveis ilustram as salas do pensamento e das emoções, e do furor da criação. Somas de incontáveis partículas na tranquilidade do bom, do bem, da beleza, quais moléculas de memórias em movimento. Jamais destruir. Alimentar a máquina da esperança. Recomeçar do pouso da realidade os corredores dos filmes vividos e amados.

Derradeiro parágrafo na forma de respiração e claridade aos quantos habitam nas muralhas do sentimento, que observam os passos, as estradas, que trarão o Sol. Muitos em único ser. Cifras, pautas, ritmos e silêncios de harmonia e felicidade.

ENEL - Empresa Irresponsável 2 - Nova queda de energia elétrica na Vilalta, em Crato, nesta sexta-feira, 28




Quero registrar mais uma vez meu protesto ante o descaso da empresa ENEL ( Sucessora da COELCE no Ceará ), quando hoje, por volta de 10:45, brindou a população do bairro Vilalta com mais uma queda de energia ( Blackout ), que desligou computadores e outros equipamentos eletrônicos. Faz apenas alguns dias em que denunciei aqui mesmo no Blog do Crato, a periódica queda de energia elétrica que vem acontecendo na cidade do Crato, quando no mês passado tivemos 5 quedas de energia apenas no Bairro Vilalta. É uma empresa irresponsável, que não cuida do bem-estar dos seus clientes, não vem a público dar qualquer satisfação sobre o porquê dessas quedas, tem um PÉSSIMO suporte de atendimento ao público. Se a empresa não tem competência, se ela é incompetente para gerenciar a energia elétrica do Ceará, que repasse para quem possui.

A população precisa ficar atenta, se mobilizar, reclamar mais, não se deixar enganar por esses descasos, porque cada vez em que ocorre uma queda de energia, põe em risco equipamentos eletrônicos, hospitalares e pode causar inúmeros prejuízos, e ante prejuízos, jamais pode ficar calada nem se intimidar pela ENEL.
Que a empresa venha a público esclarecer o que está acontecendo aos seus consumidores, e nós outros iremos denunciá-la a instâncias superiores do controle de energia elétrica do Brasil.

Dihelson Mendonça
Admionistrador do Blog do Crato