03 junho 2018

Centenário de nascimento de Dom Vicente de Paulo Araújo Matos– 3º Bispo da Diocese de Crato – 3ª Crônica lida na Rádio Educadora do Cariri em 04-06-2018.

Um grande Bispo!
Dom Vicente de Paulo Araújo Matos (sentado), no dia da sua sagração episcopal,
ocorrida em Fortaleza, em 11 de junho de 1955. Em pé, à sua esquerda, Dom Antônio de Almeida Lustosa, Arcebispo de Fortaleza e um pouco atrás, Dom Francisco de Assis Pires, 2º
Bispo Diocesano de Crato.

    Em mais de uma oportunidade – tanto em homilias como em pronunciamentos públicos – o 5º Bispo de Crato, Dom Fernando Panico, assim se referiu a Dom Vicente Matos:
     – Ele foi um grande bispo!
     É verdade! Homem dinâmico e empreendedor, Dom Vicente Matos foi um pastor prudente, zeloso e deixou vasta folha de serviço prestada à Diocese de Crato.
      O que Dom Vicente Matos realizou entre nós, durante o seu fecundo episcopado, lembra a obra de um gigante! São tantas as suas realizações, principalmente no campo espiritual, que fica difícil lembrar todas.
        Ele foi sobretudo um pioneiro em muitos dos melhoramentos que hoje a cidade de Crato desfruta. Se hoje temos a Universidade Regional do Cariri, temos de reconhecer que ela adveio da criação – por Dom Vicente Matos – em 1959 do Instituto de Ensino Superior do Cariri, mantenedor da Faculdade de Filosofia de Crato, esta o embrião da atual Universidade Regional do Cariri.
        Aquela época, se dizia que Crato era uma cidade pobre em monumentos. Bom lembrar que só no entorno do prédio do antigo Colégio Madre Ana Couto e da Rádio Educadora do Cariri, Dom Vicente edificou cinco monumentos: anexo às fachadas, de frente para a rua, temos hoje quatro esculturas: do Sagrado Coração de Jesus, do Imaculado Coração de Maria, de São Vicente de Paulo e do Padre Ibiapina.  E no pátio interior temos outro monumento ao Padre Ibiapina, este ladeado por um jardim, em frente ao auditório da Rádio Educadora. Sem falar na gruta de Nossa Senhora de Lourdes, cuja restauração está prevista para breve, por iniciativa do Dr. Geraldo Correia Braga.
         Outro dado a ser lembrado: Dom Vicente Matos, no entanto, não se descurava de suas obrigações espirituais. Criou dezoito paróquias; ordenou trinta e sete sacerdotes.  Enviou os primeiros seminaristas cratenses para estudar nas universidades católicas de Roma.
      Também foram iniciativas dele: a construção do imponente Centro de Expansão Educacional (localizado no bairro Grangeiro) que hoje leva seu nome; deve-se a ele a instalação da Rádio Educadora do Cariri; da Empresa Gráfica Ltda., que editava o jornal “A Ação”; Ele também criou a Fundação Padre Ibiapina, instituição de amplo alcance social que desenvolve trabalho de Evangelização, Cursos de Treinamento e as Pastorais da Criança, da Educação e da Saúde.
        A Dom Vicente deve-se, ainda, a criação dos primeiros Sindicatos dos Trabalhadores Rurais no sul do Ceará; a criação e construção do Ginásio Madre Ana Couto e do Colégio Pequeno Príncipe; a instalação da Escola de Líderes Rurais e da Organização Diocesana de Escolas Profissionais, dentre outras iniciativas.
           Um grande Bispo!...é o mínimo do que se pode dizer de Dom Vicente de Paulo Araújo Matos.