09 maio 2018

Ferramentas - Por: Emerson Monteiro


Vez em quando surgem essas notícias bombásticas de que processaram Fulano, Beltrano, Sicrano, por conta da divulgação de dados, revelação de segredos de estado, vazamento de informações prioritárias, invasão de domínios e individualidades, o escambau a quatro. Depois, as recomendações de que os aplicativos fuçam a vida das pessoas nos diferentes lugares do Globo vistas as redes sociais, que hoje controlam pessoas, negócios, instituições, política, orçamentos, justiça, passado, presente, futuro, trânsito, organizações, saúde pública, segurança, cultura, riquezas, bolsas de valores, tudo, enfim. Anonimato é palavra fora de moda. Um Deus nos acuda de cabos de fibra ótica circula por baixo dos mares e cintura o mundo inteiro. Câmaras apresentam o cotidiano em tempo real. Há notícia onde quer que seja, e chega aos nossos olhos através das maquininhas computadoras que viraram moeda de troca entre autoridades e marginais, estejam onde estejam, sem a menor cerimônia. Isto a ponto de modificar até o padrão de comportamento das gerações, hábitos alimentares, costumes sexuais, emprego e renda, compras e vendas, crenças e filosofias, educação e filosofias.

Os profetas de agora têm nomes esquisitos, estrangeiros, mundiais. Bill Gates. Steve Jobs. Mark Zuckerberg. Julian Assange. Senhores da Cibernética, que regem o padrão dos acontecimentos a ponto de ameaçar os próprios valores da política internacional nos reinados e nas guerras, através da suposta venda dos dados que recolhem nessas máquinas futiqueiras, o que mexe, inclusive, na Justiça dos países a segui-los de perto e, nalguns momentos, promover ações penais ainda incipientes, face ao atraso nas legislações da matéria.

Do menorzinho ao maior, ninguém mais vive à margem do poder da eletrônica contemporânea, desenvolvida por meio de pesquisas e inteligência. Por certo subestimamos nossa capacidade inventiva, face aos resultados morais praticados, que ainda insistem permanecer na Idade da Pedra.

Conquanto alguns digam dos riscos individuais à cidadania, vistos os dados abertos pelos Facebook, Whatsapp, Instagram, Twitter, Linkedin, Wikileaks, etc., uma verdade maior se presencia: Nunca, qual nesta época, nos comunicamos com tamanha facilidade e utilizamos o conhecimento quanto no uso desses ameaçadores aparelhos de uso fácil. Há que desenvolver, no entanto, coerência nas invenções da Humanidade, ora em fase de intenso aprimoramento.

Prosseguem os preparativos para comemorar o centenário de nascimento de Dom Vicente Matos


  
Na manhã desta 4ª feira, 9 de maio, ocorreu no Auditório Papa Francisco, da Cúria Diocesana de Crato, a quarta reunião preparatória para as comemorações pelo centenário de nascimento de Dom Vicente de Paulo Araújo Matos, 3° Bispo de Crato.
    A reunião foi presidida pelo Pe. José Vicente Pinto Alencar Silva, Vigário Geral da Diocese de Crato, quando ficou definida o programa dos eventos pelo centenário de nascimento de Dom Vicente Matos.
      As comemorações terão início no próximo dia 1º de junho e serão encerradas no dia 11 daquele mês. Todos os dias serão lidas crônicas – nos noticiários da Rádio Educadora do Cariri – resgatando a vida e obra de Dom Vicente. Nos dias úteis as missas das 10:00 horas, transmitidas pela Rádio Educadora, e celebradas na capela da Casa de Caridade serão celebradas em memória do 3º Bispo Diocesano de Crato.
        Alguns dos eventos que constam no “folder-convite” das comemorações do centenário de nascimento de Dom Vicente:
Dia 1º de junho – Aposição do retrato de Dom Vicente na galeria dos bispos de Crato existente na Fundação Padre Ibiapina;
Dia 4 de junho – Aposição de uma placa homenageando Dom Vicente Matos, no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Crato, em homenagem ao fundador daquela associação classista;
Dia 5 de junho – Inauguração da Biblioteca Dom Vicente Matos, no Seminário Diocesano São José;
Dia 6 de junho – Lançamento de um cordel sobre Dom Vicente Matos, produzido pelos sócios da Academia dos Cordelistas de Crato;
Dia 8 de junho – Abertura do Tríduo Eucarístico, em memória de Dom Vicente na Catedral de Crato, com encerramento no dia 10 de junho;
Dia 11 de junho – às 09:00 horas programa especial, ao vivo, na Rádio Educadora do Cariri, resgatando a vida e obra de Dom Vicente.
                                 Às 17:00 horas – Celebração da Missa do Centenário, na Sé Catedral com a presença do clero da Diocese de Crato.
                                  Às 18:00 horas aposição de uma placa de mármore, no jardim da direita do pátio externo da Catedral de Nossa Senhora da Penha, comemorativo aos 100 anos de nascimento de Dom Vicente Matos.
                                  19:00 horas Sessão Especial da Câmara de Vereadores de Crato em homenagem a Dom Vicente Matos, quando será sancionada a lei que denominou de “Avenida Dom Vicente de Paulo Araújo Matos”, a avenida que se inicia no bairro Mirandão e termina no monumento a Nossa Senhora de Fátima, localizado no bairro do mesmo nome. Nesta sessão serão outorgadas duas Medalhas Post-Mortem a Dom Vicente Matos, que serão guardadas no memorial dele, a ser instalado num anexo da Catedral de Crato.
       Oportunamente, voltaremos a informar sore novos eventos que serão realizados em memória do terceiro bispo de Crato, cujo centenário de nascimento se comemora este ano.