07 abril 2018

"Diante das atuais denúncias de enriquecimento das nossas autoridades: saudades dos Tempos Imperiais", ou "As Dívidas da Imperatriz Leopoldina"


      A primeira Imperatriz do Brasil, Dona Leopoldina (filha do Imperador da Áustria e esposa de Dom Pedro I) não se interessava por roupas caras e enfeites, mas era uma inveterada gastadora, pois seu bom coração de cristã a levava muitas vezes a distribuir esmolas da sua própria dotação a todos os que sofriam e vinham apelar para a sua magnanimidade.Com isso, Sua Majestade gastava mais do que podia. Quando morreu prematuramente, em 1826, verificou-se que tinha algumas dívidas, decorridas de suas obras de caridade. A Assembleia Geral do Império, portanto, sentiu-se no dever, e teve a honra, de mandar efetuar os pagamentos desses débitos deixados pela bondosa Imperatriz, mãe do segundo Imperador do Brasil, Dom Pedro II.

(Baseado em trecho do livro “Revivendo o Brasil-Império”, de Leopoldo Bibiano Xavier).