02 abril 2018

O ser humano e as suas atitudes - Por: Emerson Monteiro

O que cessará é o raciocínio. A sabedoria, esta permanecerá para sempre. O movimento holográfico do pensamento em sucessão se interporá entre a inércia e a vida, enquanto, através desse movimento, a inexistência desenvolve e cresce a existência real e concederá a si mesma a perenidade de tudo em tudo, a forma plena, absoluta do conhecimento e do ser. Nisso, há luz da certeza que fixa os alicerces da sonhada permanência, livre do personalismo crônico dos indivíduos. Assim, o que considerávamos um eu próprio, particular, egoísta, dissipará os apegos e libertará solto a percorrer o Universo eterno de tudo quanto há.

Velhos conceitos de vidas pessoais, isentos da integração com o divino poder da perenidade, somem quais bruma em dias claros. Longe dos laços da ilusão, de preocupações e interesses mesquinhos, o homem despertará em nível de consciência e concretude. Senhor dos seus antigos senhores, dominará os densos elementos de vidas e vidas pelos quais transcorreu, e em síntese do amor e paz sobreviverá ao fugidio da decomposição dos momentos.

Quando, pois, cessar o raciocínio, ali permanecerá o verdadeiro conhecimento. No apagar das luzes dos dias, nascerá o fulgor da imortalidade diante dos elementos de que compuseram o quadro de destinos sucessivos, das muitas vidas, em único princípio e consistente sustentabilidade.

São as horas e o tempo. Passadas todas as eras, a existência haverá de ser no infinito das horas sem fim. Apagados erros e dúvidas, o ser efetivo que presenciava esse seguimento impermanente dos erros e das ilusões só então definirá de vez a sorte dos seus dias, a que veio e aonde chegaria desde sempre. A máquina de pensar cumprirá de tal sorte o seu papel que os frutos da realidade existirão à luz do puro conhecimento em nós e por meio da luz.

Quais parceiros eternos da felicidade, frequentamos nas existências transitórias a escola da Existência definitiva. Buscadores nas florestas do ser, tornar-nos-emos a própria busca, isto já nos planos maiores do mistério.

(Ilustração: Hieronymus Bosch).

Enquanto 2 museus de Crato continuam fechados há 7 anos, Juazeiro do Norte inaugurará mais um em novembro próximo

O Museu Histórico e o Museu de Artes de Crato continuam fechados desde 2009. Enquanto isso:
Juazeiro do Norte vai ganhar Museu do Trem; Inauguração deve ser em novembro 
Fonte: http://tribunadoceara.uol.com.br/noticias/ceara/juazeiro-do-norte-vai-ganhar-museu-do-trem-inauguracao-deve-ser-em-novembro/#&gid=1&pid=1 / Blog Portal de Juazeiro
  Mais um equipamento chega para aumentar a trilha cultural de Juazeiro do Norte, no Cariri, a 491 km de Fortaleza. Vem aí o novo Museu do Trem!
O projeto já está em planejamento, e vai funcionar no antigo prédio da Rffsa, prédio de grande valor histórico, construído em 1926, na Praça dos Franciscanos, perto da atual estação do VLT. A inauguração deve ser em novembro.
    Para o Secretário de Cultura de Juazeiro do Norte, Renato Fernandes, o equipamento é uma maneira de seguir cultivando a história e as tradições da cidade, já que o desenvolvimento do município também se deu pelos trilhos.
     “O que a gente determinou pra estação ferroviária, é fazer o resgate, a preservação e a multiplicação da memória. E muito mais do que fazer o museu só da linha férrea, só da estação de trem, o nosso projeto contempla todo o estado. A gente quer que o visitante mergulhe na história da linha férrea do Ceará e na história dessas estações”.
    Além de abrigar o museu, o local também vai funcionar um Centro Cultural. Apresentações artísticas estão no roteiro.
    “A gente está em contato com o pessoal do Metrofor. O Metrofor detém todos os vagões de passageiros no Ceará, solicitamos a doação de alguns vagões. Também estamos em contato com a Transnordestina e solicitamos a doação de uma locomotiva. Mais do que ter só o museu, a gente quer criar uma ambientação em torno da estação”, disse o secretário.
    O equipamento deve ser inaugurado em novembro de 2018. O prédio histórico que vai abrir o Museu do Trem passa por avaliação técnica e de reforma. O intuito é manter os aspectos originais da arquitetura.

A certeza mais certa - Por: Emerson Monteiro


Razão essencial da vontade extrema, a fé demonstra o quanto de real importa durante todo tempo na existência das pessoas. Foco das ações definitivas,exige extrema convicção, numa entrega incondicional. À época da Roma dos césares, iam cantando aos circos, em busca do sacrifício, todos aqueles primeiros cristãos, sem titubear, sem tergiversar. Doavam de bom grado o bem maior de existir à sanha perversa dos gladiadores, às feras, às fogueiras, aos precipícios, quais cientes e tranquilos da absoluta justiça que lhes fazia meros instrumentos de esperança e salvaçãona Eternidade maior. Movidos pela amplidão do Infinito, deixavam que imolassem corpos, destruíssem famílias, histórias, firmes tão só no único propósito das palavras de Jesus, cientes da Verdade plena do amor de Deus.


Nisso, a pergunta principal de saber aonde revelar em Si tamanha realidade que supera todas as verdades menores deste mundo febril. De que elevação interior desvendar o horizonte do ser da nitidez desse propósito e enxergar sem dúvidas a humildade, o abandonodo possível no impossível; depositar nas mãos invisíveis o princípio da sobrevivência material, animal, existencial. Resgar o véu das sombras que envolvem o mistério e aceitar de pronto a palavra do Mestre divino de umReino fora deste mundo, noutros ondes distantes, ou próximos. Isso num ato de renúncia definitiva à certeza do Eterno, já agora perante as contradições que penitenciam e dominam a terra dos homens... 

As religiões e os seus arautos propagam benesses do quanto dizem os livros santos, porém há que nascer de certo, dentro das criaturas, o furor das atitudes, a prática fiel do Bem, que permitam sentir, no íntimo da firmeza de andar por conta própria através dos caminhos solitários da alma. Dizem ser no coração em que isto acontece, essa alquimia da palavra em realização espiritual, e que apenas a gente pode só dispor da liberdade que decidirá abrir de vez o indivíduo à conversão inabalável. Restam , pois, as notícias dos que aceitaram, assim,triunfaram no sonhar das maravilhas em forma de conquista tão sublime e venturosa.