26 fevereiro 2018

Lições que só existem nas Monarquias: político inglês renuncia por atraso de 2 minutos a sessão no Parlamento

Lorde Michael Bates, ministro do Desenvolvimento Internacional, renuncia após atraso de minutos a sessão parlamentar; renúncia não foi aceita por premiê
Fonte: VEJA
 Michael Bates pede demissão após chegar dois minutos atrasado para uma sessão do Parlamento Britânico  (Youtube/Reprodução)

    Ao contrário do que estamos acostumados no Brasil, onde o atraso é comum, esperado e até socialmente aceito dentro de certos limites, os britânicos são famosos por sua pontualidade. Desta vez, porém, o Lord Michael Bates levou o conceito muito a sério. Após um atraso de dois minutos, Bates se demitiu e deixou a Câmara dos Lordes imediatamente, envergonhado pelo descuido.
    "Quero pedir minhas sinceras desculpas à Baronesa Lister pela minha indelicadeza de não estar no meu lugar para responder a sua pergunta sobre um assunto muito importante no início das perguntas”, disse o ministro. ”Estou profundamente envergonhado de não estar no meu lugar e, por isso, ofereço a minha renúncia à primeira-ministra com efeito imediato”, complementou, chocando os presentes, que responderam com um sonoro e uníssono ‘não’.
      Segundo informações do jornal americano The Washington Post, após o comunicado de Bates, que acumula o cargo de ministro do Desenvolvimento Internacional, a Baronesa Smith de Basildon, líder da oposição na Câmara dos Lordes, afirmou que apenas as desculpas de Michael Bates seriam suficientes. Além disso, um porta-voz da primeira-ministra britânica, Theresa May, disse que a renúncia do ministro não teria sido aceita, já que foi considerada desnecessária.
      Em um caso tão extremo, impossível é não pensar: se fosse no Brasil…

Comentário de Armando Rafael
Enquanto no Brasil Republicano os políticos pedem a outro funcionário para bater seu ponto sem estar presente, nas Monarquias atrasos por menores que sejam não são tolerados. Aqui, já estamos tão acostumados com a esculhambação dessa “Ré Pública”, que achamos normal o comportamento dos  políticos “republicanos” (os abaixo nomeados, estão todos envolvidos na Lava Jato): Eduardo Cunha, Henrique Alves, Renan Calheiros, Fernando Collor de Mello, Lindberg Farias, Lula, Zé Dirceu, Cândido Vaccarezza, Gleisi Hoffmann, José Sarney, Sérgio Cabral, Romero Jucá, Humberto Costa , e fiquemos por aqui que a lista é quilométrica...

Jornalistas e suas palavras pejorativas - Por: Valdemir Correia


Aos amigos do Blog do Crato


Saiu hoje na coluna do jornalista Alan Neto no Jornal O povo, que a oposição estava fragilizada, devido a eleição da Deputada Goretti Pereira para presidência do P.R. Se o nobre jornalista quisesse apenas comunicar o ocorrido,tudo bem, porém o mesmo  atacou grosseiramente o Vice Prefeito de Maracanaú, ao chama-lo de boquirroto.Esta palavra pejorativa, até dias atrás era aclamada pela maioria dos jornalistas, em relação ao Sr Ciro Gomes, agora está mudando de endereço, uma vez que o Sr. Ciro Gomes, agora candidato  a presidência da Republica, já está  mudando a opinião destes jornalistas, que sempre querem ficar de bem com o poder. Portanto repudio veementemente o termo usado pelo jornalista, que não conhece o Sr, Roberto Pessoa como eu, pois exatamente há 54 anos, que tenho este prazer. Homem honesto, líder politico, detentor de 78 por cento  dos votos de Maracanaú, segundo PIB do Ceará, e tutor da Deputada Goretti, a quem sempre apoiou, lhe dando nas ultimas eleições, exatos 17 mil votos em Maracanaú. Não sei foi como a ilustre Deputada, em que sempre votei,teve a coragem de fazer uma traição deste tamanho ao Roberto. Este acordo que estão fazendo aí para as próximas eleições, é um verdadeiro saco  de gatos, pois segundo vi na imprensa,somente Eunicio Oliveira em quem votei também, tem vários processos criminais contra Ciro Gomes, e agora estão todos  no mesmo barco. Parece mentira ,porém é verdade.Onde está a moral deste povo, pergunto, e ninguém sabe responder.

Vamos aguardar os acontecimentos
Na foto: Roberto Pessoa.

VALDEMIR CORREIA DE SOUSA


Valdemir Correia agradece a homenagem do Blog do Crato


Prezado amigo Dihelson Mendonça, boa noite.

Li no blog do Crato ontem o artigo de sua autoria sobre minha pessoa,Fiquei deveras muito gratificado, tanto eu como minha família, pela maneira  como você expressou seus pensamentos, elevando-me a um patamar, que nunca na vida  eu tinha esperado receber. Eu que fui menino não digo pobre porque minha família em D.Quintino,era bem situada,pois meu pai era comerciante, de maneira que nada na vida nunca nos faltou, porem como a família  era numerosa, ao chegar ao Crato, fui estudar no Grupo Escolar Teodorico Teles de Quental, até o termino do curso primário,onde depois passei a estudar na Escola de Comercio, até me formar em Contabilidade.Dai da formatura até hoje já beirando os 80 anos,ai sim,foi uma luta imensa que enfrentei até chegar na posição que me encontro.Quanto defender a minha terra ou seja o CRATO, isto eu faço todo dia em qualquer lugar que me encontrar, e creio  que todo cratense também deveria fazer o mesmo.Como dizia o poeta, TODOS CANTAM SUA TERRA, TAMBÉM VOU CANTAR A MINHA. Como também dizia o grande poeta Maranhense Gonçalves Dias, exilado na Europa. "MINHA TERRA TEM PALMEIRAS ONDE CANTA O SABIÁ, AS AVES QUE AQUI GORJEIAM, NÃO GORJEIAM COMO LÁ".

Muito Obrigado, meu amigo
sds
Valdemir Correia