07 julho 2018

A urna de barro - Por: Emerson Monteiro


Quero aqui narrar um achado arqueológico de que fui testemunha, isto no decorrer de 196l, em Crato. À época, o DNOCS, Departamento Nacional de Obras Contra as Secas, realizava na cidade a renovação da rede de distribuição de água, melhoramento de valor exponencial ao crescimento urbano, de extensa durabilidade. Eu cursava o primeiro ano do Curso Ginasial, hoje início do Ensino Médio, no Colégio Diocesano.

Numa manhã, fomos avisados de que, na Praça da Sé, nas escavações que realizavam, fora encontrada uma igaçaba, peça que os indígenas adotaram a fim de sepultar os seus mortos. Então, logo no intervalo das aulas, juntamente com outros colegas, nos dirigimos ao local.

Os operários haviam localizado essa raridade na esquina da praça, início da Rua Senador Pompeu, defronte ao prédio onde funcionava, no primeiro pavimento, a Prefeitura Municipal, e no térreo a Delegacia e a Cadeia Pública. Vimos os restos daquele pote rústico de cerâmica, redondo, enegrecido pelo tempo de ter ficado debaixo da terra, o qual, no decorrer das escavações, se vira danificado em sua parte superior pela ação dos trabalhadores ao fazer as valas destinadas aos canos da futura instalação hidráulica.

Aqueles cacos de restaram ainda os pude avistar, noutra oportunidade, entre peças que compunham o acervo do Museu Histórico do Crato. Descoberta do passado histórico da Região, tais elementos oferecem meios, inclusive, de estudos mais acurados quanto à herança deixada pelos anteriores habitantes do lugar. Hoje, através da datação por meio de carbono, há como constatar importantes dados de pesquisa quanto às origens dos povos que viveram neste setor da Civilização.

Deveras impressionante o que vimos naquela ocasião. Chamou a atenção dos populares, que formaram grupos em volta das escavações. Ficamos admirados diante das tais relíquias históricas, e ainda hoje lembro com facilidade o momento em que isto aconteceu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.