07 maio 2018

Cidade de Crato vai comemorar o centenário de nascimento de Dom Vicente Matos – por Ribamar Ramos (*)


     Para nós, nascidos em Itapagé, é gratificante saber a população do Crato  vai festejar o centenário de nascimento de um filho ilustre da nossa cidade: Dom Vicente de Paulo Araújo Matos, terceiro bispo da Diocese de Crato.
     Dom Vicente Paulo Araújo Matos nasceu na então São Francisco de Uruburetama, atual Itapajé, no dia 11 de junho de 1918, filho de Virgílio Fausto de Matos  e de Estefânia Marçal de Araújo Matos.
       Foi vigário na paróquia de Nossa Senhora de Nazaré, em Capistrano de Abreu, neste Estado, exerceu também a direção do Colégio Castelo Branco de Fortaleza. Foi sagrado bispo com apenas 37 anos de idade. Era sobrinho de Dom Aureliano Matos, primeiro Bispo de Limoeiro do Norte. 
     Dom Vicente Paulo de Araújo Matos – ordenou-se no Seminário de Fortaleza, onde esteve como auxiliar da administração do Colégio Arquidiocesano Castelo Branco, em Fortaleza. Foi sagrado bispo auxiliar da diocese de Crato, em 11 de junho de 1955. A comunidade católica do Crato lamenta a morte do grande pastor diocesano que chegou ao Crato, procedente de Fortaleza, no dia 18 de agosto de 1955, como bispo auxiliar de Dom Francisco de Assis Pires. Em 1960, com a morte de Dom Francisco, tornou-se Vigário Capitular da Diocese e em 22 de outubro de 1961 foi nomeado pelo Papa João XXIII, como o terceiro bispo diocesano de Crato, tomando posse no dia 19 de março de 1962. O Lema Episcopal: “Vicente dabo manna”  (Ao vencedor darei o maná), citação do Livro do Apocalipse 2, 17.
    Foram 37 anos de trabalho e dedicação no comando da Diocese do Crato. Criou 18 paróquias, ordenou 37 sacerdotes, fundou o Instituto de Ensino Superior do Cariri, entidade mantenedora da Faculdade de Filosofia do Crato que deu base para a criação da Universidade Regional do Cariri. Fundou a Rádio Sociedade Educadora do Cariri, Organização Diocesano de Escolas Radiofônicas e o Cine Educadora. No setor educacional, fundou o Colégio Madre Ana Couto, Escola de Lideres Rurais, Sindicatos Rurais e a Fundação Padre Ibiapina, entidade sócio-educacional que desenvolve um amplo trabalho de evangelização, ação comunitária, cursos de treinamento, Pastoral da Criança e educação.
      Uma homenagem merecida  que a população cratense vai fazer aquele que é considerado “O maior benfeitor da Princesa do Cariri”.
(*) Ribamar Ramos, de Itapagé (CE).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.