10 abril 2018

Sem culpa, sem medo - Por: Emerson Monteiro

O importante é crer. Nada mais causa espanto, quando se crê. Os piores momentos não passam de provas enviadas por Deus a fim de medir nossas forças e saber de que recompensa nos mostramos dignos.                                       Charles Peguy, escritor francês morto na Primeira Grande Guerra.

Por vezes os humanos se deparam com a solidão no usofruto das circunstâncias e dos dias. Eles a tratam, contudo, quais momentos e modos adversos e, raras ocasiões, os aceitam a título de consequências parciais das horas passageiras. Têm medo de ficar só, quase normalmente acontece. Alguns chegam considerar espécie de maldição o isolamento a que devem suportar, querendo a todo custo reencontrar companhias, independente das características delas.

Porém de algo estejamos certos, quem não for boa companhia a si próprio nas horas da solidão dificilmente sê-lo-á quando junto de outros, conceito dos mais evidentes face às experiências de mundo. Zelar pela consideração no trato consigo representa, pois, o quanto poderá demonstrar diante dos semelhantes.

Nisso limpar a culpa e dispensar o medo de que dela resulta prepara aos embates do inesperado. Quem não deve não teme, diz a população na sua linguagem cotidiana. Passar uma bucha no passado e construir o futuro, ação prudente e salutar. Inclusive nas crenças isto vem nos primeiros lugares. Como aguardar o de que não merece sem ser injusto? Admitir um Ser soberano que a tudo rege e domina e querer lhe transferir as mesmas contradições de onde nasceram limitações humanas representa primarismo inconsequente e desleal.

Andar sozinho nas jornadas deste chão pede atenção e sacrifício, e a limpeza dos vagões da alma. Merecer de si confiança, portanto, possuir tudo a ver nos espaços do silêncio e do isolamento. Tais postulados mínimos, quem primeiro avalia os íntimos corações significam os que vivem de perto, as pessoas interiores. Conhecer a si e depois, então, conhecer o Universo em nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.