04 dezembro 2017

As existências e o Tempo - Por: Emerson Monteiro

Quais jatos de areia em paredes de aço, ali no tronco dessas árvores milenárias restarão depois tão só fragmentos do que foi ou poderia ter sido, sem outras jamais possibilidades que não contemplar a luz que circula a Terra. E Ele, o Tempo, rei, senhor absoluto das eras sem fim, amém. Bloco sólido de impacto aonde todos vão de olhos acesos se jogar sem freios nos retrovisores do destino. Que haja chances maiores de duração das películas individuais nas históricas consciências, todos dormirão cedo sob o solo, passados os vendavais de propostas e desencantos das ilusões. Máquina de triturar solidão funcionam as horas todas dos calendários imaginários, das vaidades que voam ao vento. Verdade inolvidável, consistência dos sistemas em movimento, o Tempo, autor e criador do quanto existe e vontade solta nas criaturas bizarras, seres que somos nós, os humanos de motivos escondidos em si e nas razões maiores do sol dos corações.

Que busquem, porém, os no entanto e toparão nelas, nas barragens da multidão embriagada de aspirações inconfessáveis, egos vagando pelo céu torpe das almas enfurecidas. Ele contempla e balança a cabeça de pai carinhoso, ciente do tanto quanto que mereçamos do que plantarmos na superfície desses dias apressados. Nisso ter de seguir adiante, independente da pureza necessária ao amor dos que plantam verdades nos campos da eterna motivação de viver na paz interior, sem medo, nem culpa. E que não temam a morte, porquanto das realidades é a
maior de todas.

A Fé qual iluminação de sinceridade naquilo que ensina, daquilo que mostram as atitudes dos momentos. Ver sobretudo simplicidade, valor principal de nunca duvidar da leveza que persiste no Infinito, a Salvação. Tal qual do que possa vir à tona dos sentimentos, sempre ninguém duvidará do encontro com o Tempo esse portal das maravilhas.

Voto de relator na condenação de Lula já está pronto


O desembargador João Pedro Gebran Neto concluiu argumentação na última sexta-feira; decisão pode impedir candidatura presidencial. O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) é réu em processo da Lava Jato no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (Ueslei Marcelino/Reuters). 

O primeiro voto que julgará o recurso contra a condenação do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) já está pronto. O desembargador João Pedro Gebran Neto, relator dos processos da Lava Jato no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre, finalizou seu voto na última sexta-feira, conforme apurou VEJA.

O conteúdo de sua argumentação é sigiloso e apenas os outros dois desembargadores da 8ª turma têm acesso ao conteúdo. Lula foi condenado pelo juiz Sérgio Moro, de Curitiba, a nove anos e meio de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro em 14 de julho deste ano. A apelação de Lula chegou ao TRF4 em 23 de agosto.

Agora, o revisor fará o mesmo trabalho e, após concluí-lo, passa para o próximo desemargador, que também elabora seu voto e marca o dia do julgamento, previsto para 2018. O teor dos votos só será conhecido publicamente no na data da sessão que julgará o recurso de Lula. 

Fonte: Revista VEJA
Via BLOG DO CRATO


Prefeitura do Crato apoia o 1º Festival Cine Cariri


Com a proposta em abrir um espaço para divulgação e democratização do cinema no Cariri cearense, visando socializar e aumentar a produção local e regional, o Governo do Crato, através da Secretaria Municipal de Cultura, está apoiando o 1º Festival Cine Cariri, que acontecerá de 12 a 14 de janeiro, nas cidades de Crato, Juazeiro e Nova Olinda.

O evento tem como finalidade a difusão e exibição de curtas-metragens locais, regionais e nacionais, que compreendam os gêneros: animação, ficção, documentário ou experimental. O festival será composto por debates, oficinas, palestras e mostras competitivas. As atividades relacionadas ao evento serão gratuitas e estarão acontecendo em vários pontos dos municípios citados. Para o Festival, serão aceitos curtas-metragens de até 25 minutos (inclusos créditos) produzidos por profissionais da área audiovisual, realizados em qualquer estado do Brasil. Os premiados receberão o Troféu Buzuru.

As inscrições para as mostras de vídeos e fotografias estarão abertas do período de 08 de novembro a 10 de dezembro, através do site www.caririgardenshopping.com/cinecariri

Fonte: PMC
Via BLOG DO CRATO


Cultura do Crato promove abertura do Natal Canto e Encanto




A Prefeitura do Crato, por meio da Secretaria Municipal de Cultura realizou ontem a anoite, domingo, dia 3, a abertura oficial dos festejos natalinos no município, na Praça da Sé. Esse ano a Secult trará a temática Natal do Crato Canto e Encanto com atrações musicais e apresentações de grupos da cultura local. Ontem ( Domingo, 03 ) se apresentaram a Banda de Música Municipal, o grupo Coco da SCAN e a Banda de Música Maestro Azul. A Programação completa será divulgada essa semana.

Fonte: PMC
Via BLOG DO CRATO

Cid Gomes em aliança com Eunício Oliveira



Contrariamente ao que muita gente imaginou, o ex-governador Cid Gomes aceita fazer aliança com Eunício Oliveira ( Considerado ex-golpista, por muitos ).

O ex-governador Cid Gomes (PDT) já aceita de forma concreta a aliança com o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB), nas eleições de 2018. Conforme ele, a prioridade do grupo é a candidatura do irmão Ciro Gomes (PDT) à presidência da República e a reeleição de Camilo Santana (PT). “Se em nome dessas duas questões for importante a aliança com A, B, C, D ou E, de Eunício, muito bem”, disse o ex-governador à TV Jaguar no último sábado, após palestra em Limoeiro do Norte.

As declarações de Cid ocorrem depois de Eunício e Camilo dividirem palanques em eventos no interior do Ceará. O ex-governador já havia admitido a aliança com Eunício em setembro, mas disse que essa união dependeria de Camilo Santana e deveria ser “construída”. Agora, sem citar que os encontros têm finalidade “institucional”, justificativa adotada pelo grupo para a aproximação entre os dois, Cid diz que a aliança não será “imposta às pessoas”. O Povo

Fonte: O Povo - Via Flávio Pinto.
Via BLOG DO CRATO


Ciro Gomes fica em 2º lugar em dois cenários sem Lula, aponta Datafolha



Pesquisa divulgada neste sábado, 2, pelo Datafolha, aponta que o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) ganha em todos os cenários, incluindo de segundo turno. Em dois dos cenários em que Lula não é considerado, Ciro Gomes (PDT) fica em segundo lugar, com 12% e 13%. Em ambos ele perde para Jair Bolsonaro (PSC), que ganha com 21% e 22%. Bolsonaro também se estabilizou em segundo lugar nas pesquisas de primeiro turno, mas ficou isolado de Lula. O petista ampliou em quatro pontos percentuais sua vantagem, em relação à pesquisa feita no fim de setembro, no confronto com Alckmin (52% a 30%), Marina (48% a 35%) e Bolsonaro (51% a 33%). O Datafolha fez 2.765 entrevistas, nos últimos dias 29 e 30, em 192 cidades. A margem de erro é de dois pontos, para mais ou para menos.

O POVO Online com agências
Via BLOG DO CRATO


Por que algumas igrejas católicas têm a Capela do Santíssimo Sacramento?

 Capela do Santíssimo Sacramento na Catedral de Crato
   A Capela do Santíssimo, chamada popularmente apenas de Santíssimo, mais conhecida na língua inglesa como Capela Eucarística (Eucharistic Chapel) é a capela onde se localiza o sacrário, apresentando por isso mesmo, normalmente uma decoração mais nobre e magnificente do que o restante da igreja. É o local onde fica o Santíssimo Sacramento (isto é, a Eucaristia), decorrendo daí seu nome.
   Essas capelas são comuns nas igrejas pós-Concílio Vaticano II, um vez que anteriormente, o Rito Romano exigia que o sacrário ficasse sobre o altar-mor, e em muitos casos, os altares menores das igrejas também possuíam seus próprios sacrários. Mesmo atualmente, em muitas igrejas, o sacrário está localizado próximo ao altar e ao corpo principal do edifício, nesses casos, não há capela do santíssimo. Católicos consideram um ato de devoção rezar nessa capela antes e depois das missas, "cumprimentando Jesus [na Eucatistia]". Muitas vezes existem grupos de oração se reunem ao longo da semana nesse local, para venerar a Eucaristia, ocasiões comumente chamadas de "Adoração ao Santíssimo".
Fonte: Wikipédia

Filme sobre Revolução Pernambucana de 1817 ganha data de estreia


Fonte: "Diário de Pernambuco", 30-11-2017.
Produção dirigida por Tizuka Yamasaki mescla documentário e ficção

   "Faltam filmes históricos aqui no Brasil", diz a cineasta Tizuka Yamasaki, que comemora a realização de um filme do gênero, 1817: A revolução esquecida. A produção, misto de documentário e drama sobre a insurreição pernambucana, estreia no dia 15 de dezembro, na TV Escola. O projeto inaugura a série História do canal público e terá uma sessão especial para convidados neste domingo (3 de dezembro), no Cinema São Luiz.
   "Acabamos sabendo mais sobre a história dos EUA do que sobre a do Brasil", ressalta a cineasta a respeito de temas históricos serem recorrentes na cinematografia norte-americana. O filme foi viabilizado a partir de termo de cooperação entre a produtora Rio de Cinema Produções Culturais, a TV Escola e o Ministério da Educação. De caráter didático, a produção não se limita à encenação dos eventos históricos, mas recorre a imagens de apoio e depoimentos de especialistas e estudiosos de áreas diversas, incluindo a escritora e desembargadora Margarida Cantarelli, o arquiteto Francisco Cunha e os historiadores Leonardo Dantas e Socorro Ferraz, entre outros.
   Gravado em locações como o Marco Zero, Forte do Brum, Palácio do Campo das Princesas e Forte das Cinco Pontas, o título foi dirigido por Yamasaki e Ricardo Favila. Ainda que algumas ruas tenham sido bloqueadas para a passagem de carros durante as filmagens, a circulação de transeuntes foi mantida e fazem parte da dinâmica do filme: atores interagem com o público em algumas sequências e também conversam diretamente para as câmeras. A base para o roteiro é o livro A noiva da revolução, de Paulo Santos, romance histórico escrito no formato de diário narrado pelo líder revolucionário Domingos Martins e a esposa, Maria Teodora da Costa. Além do pano de fundo do movimento separatista de 1817, a trama acompanha as dificuldades enfrentadas pelo casal, cuja união era reprovada pela família dela, de origem portuguesa e com forte preconceito em relação aos nativos brasileiros, como Martins. Quem dá vida aos personagens são os atores Klara Castanho e Bruno Ferrari.

Sob ameaça de hostilidade Lula vai ao Rio de Janeiro

Fonte: “Folha de S.Paulo”, 04-12-2017, por CATIA SEABRA
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva inicia nesta segunda (4) a mais difícil etapa de suas viagens pelo Brasil neste ano.
Em sua terceira caravana em 2017, Lula irá ao Espírito Santo e Rio de Janeiro, Estados do Sudeste onde o PT está mais debilitado. A comitiva está preparada para enfrentar manifestações, especialmente dos eleitores de Jair Bolsonaro (PSC).
Segundo o último Datafolha, no Sudeste a vantagem de Lula sobre Bolsonaro é de apenas seis pontos percentuais, de 27% a 21%. Nacionalmente, a diferença chega a 18 pontos.
O Rio é o domicílio eleitoral de Bolsonaro. Desgastado no Estado, o PT deve lançar o ex-ministro Celso Amorim ao Palácio Guanabara. Em frangalhos no Espírito Santo, a sigla nem sequer terá candidato a governador.
Diferentemente do que se deu no Nordeste, em agosto e em Minas, em outubro, , Lula não será recepcionado por governadores.
No Espírito Santo, Paulo Hartung (PMDB) tem apoio de fatia de PT, mas, em 2014, apoiou Aécio Neves (PSDB). No Rio, o PT nem pensa em se aproximar de Luiz Fernando Pezão (PMDB).
Apesar do risco de hostilidade, petistas consideram fundamental a investida na região metropolitana do Rio. Pesquisas do PT revelam um avanço de Bolsonaro sobre a Baixada Fluminense, onde Lula ainda exerce liderança e passará um dia.
No comando petista, a viagem é vista como ensaio para a chegada ao Sul. Segundo o líder do PT no Senado, Lindbergh Farias (RJ), "seria um erro limitar a caravana a regiões onde o partido é mais forte".
"Na primeira etapa, fomos a lugares lulistas. Agora, vamos a um terreno de maior disputa. Para mim, é a etapa mais importante. E a vinda de Lula tem impacto muito grande", diz.
Para o deputado federal Givaldo Vieira (PT-ES), "a presença de Lula extrapola o PT" por fortalecer setores da esquerda em um Estado de grande eleitorado conservador. "Precisamos quebrar essa barreira", diz o parlamentar.