03 dezembro 2017

Sargento do Corpo de Bombeiros de Brasília pega viatura no quartel e sai em alta velocidade para o congresso nacional



O homem só parou quando a polícia atirou nos pneus !

Um bombeiro militar entrou em um quartel da corporação em Ceilândia, furtou um caminhão da unidade, saiu dirigindo em alta velocidade em direção ao Plano Piloto e só parou na Esplanada dos Ministérios, perto do Congresso Nacional, após policiais militares acertarem tiros nos pneus da viatura. Segundo o Correio apurou, o bombeiro detido é o 2º sargento Fabrício Marcos de Araújo.

O crime aconteceu na madrugada deste domingo domingo (3/12). A viatura, um caminhão de água usado em combate a fogo, parou pouco depois da Catedral de Brasília, por volta de 1h50, na via S1, sentido Congresso. Após o motorista perder o controle da direção, o veículo rodou, quase tombou e ficou parado na contramão, ao lado do canteiro central.
Ainda não se sabe o que levou o bombeiro a tomar tal atitude, nem qual era a intenção dele. Fabrício foi levado por policiais militares ao 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros, sem ferimentos. Um bombeiro major, oficial de plantão na unidade, deu a voz de prisão.
A Polícia Militar informou que o suspeito tem 44 anos e é lotado no 8º Grupamento de Bombeiro Militar. O Corpo de Bombeiros ainda não se pronunciou sobre o caso. Nem a Polícia Civil, que enviou peritos ao local ainda na madrugada e abriu um inquérito.
O cerco e a perseguição, que envolveram 15 carros da Polícia Militar do DF, foram filmados e narrados pelos envolvidos. Ninguém se feriu. No momento do crime, a Esplanada estava fechada parcialmente ao trânsito de veículos devido a um evento esportivo marcado para a manhã deste domingo.
Fonte: Correio Braziliense
Via BLOG DO CRATO


Ícones do Cariri - Homenagem a Correinha


O Blog do Crato presta homenagens a um dos maiores mestres da cultura popular, Francisco Correia de Lima, o Correinha, artista de várias linguagens, que atuou no município do Crato. Mestre Correinha nasceu no município de farias Brito no dia 14 de fevereiro de 1940, mas era um amante inveterado do Crato, município ao qual costumava fazer referências em suas canções. Talvez por não ter tido seu nome incluído nas listas anuais de mestres reconhecidos pelo Governo do Estado desde 2004, mestre Correinha tenha sido sepultado em meio a homenagens comoventes de moradores do município, mas, como ressaltaram amigos e familiares, sem o devido destaque por parte do Poder Público.

Na sua morte, situação destacada durante a missa de corpo presente, enriquecida pelo acordeon de Hugo Linard, com quem Correinha gravou 15 canções que agora constituem o último registro de sua obra. Segundo o próprio Hugo Linard, as canções registradas nesse último trabalho de Correinha em estúdio são, na maioria, inéditas. ´Ele gravou também ´Belezas do Crato´, mas as outras não tinham registro´, diz, citando canções como ´Coisas do meu sertão´, ´Exaltação a Barbalha´, ´Crato de Açúcar´ e ´Meu Cariri´ e ´Balanceio´. ´Fazia tempo que a gente tava cutucando ele, dizendo que ele tinha que gravar de novo. Ele fez dois compactos e outros discos, no tempo do vinil, além de vários cordéis´. Hugo Linard chama atenção para aspectos peculiares da trajetória de Correinha. ´
Ele mantinha um bar aqui no Crato e ainda trabalhava como agente carcerário. Era tão querido que os presos pediram à família por ocasião do seu velório, para deixar um pouco o corpo dele lá na cadeia, para eles o homenagearem´.
Por: Dalwton Moura - Membro do Blog do Crato 


Comerciante morre e dois homens são baleados durante tiroteio em praça pública de Icó


Um comerciante morreu, na manhã deste sábado (2), durante um tiroteio em uma praça pública da cidade de Icó, distante 366Km de Fortaleza. A troca de tiros, que aconteceu por volta das 8h na Rua Dr. Inácio Dias, próximo ao "Bar da Roda", ainda deixou dois homens baleados. A vítima, Francisco Wenceslau Marcos Souza, de 37 anos, conhecido por Boró, foi levado para o Hospital Regional de Icó (HRI), mas morreu enquanto era encaminhando para um dos hospitais da região do Cariri.

Souza, que era comerciante do ramo de motos, foi, supostamente, baleado por Francisco Alencar de Souza Silva, de 66 anos. O atirador também saiu ferido, mas conseguiu chegar a um posto da Polícia Rodoviária Federal, de onde foi levado para o HRI e em seguida deslocado para um dos hospitais de Barbalha. A motivação do crime está sendo investigada pela Polícia Civil. Recentemente, Francisco Alencar foi absolvido pela prática de um homicídio no município de Senador Pompeu.
Após o tiroteio, homens em duas motocicletas foram até a localidade de Três Bodegas e abriram fogo contra o comércio de Zé Filho, sobrinho de Alencar. Um dos disparos atingiu o comerciante nas pernas, que foi encaminhado para o hospital de Jaguaribe. Os atiradores fugiram, mas várias cápsulas de armas de fogo de calibres variados foram apreendidas.
A suspeita é que Zé Filho teria sofrido o atentado como uma represália pela morte de Boró. O inquérito policial acerca do caso será instaurado pelo delegado regional de polícia civil Erlon Leite Fernandes dos Reis.
*Com informações do colaborador Richard Lopes
Portal Verdes Mares


Mega-Sena acumula e prêmio pode passar de R$ 6 milhões


Ninguém acertou as seis dezenas da Mega-Sena sorteadas neste sábado (2), em Cardoso Moreira, no RJ. Os números do concurso 1993 foram: 06, 17, 33, 48, 50, 57.Segundo informações da Caixa Econômica Federal, o prêmio para o próximo concurso será de R$ 6,7 milhões.

Confira o rateio:
Sena - 6 números acertados - Não houve acertador
Quina - 5 números acertados - 39 apostas ganhadoras, R$ 42.108,85
Quadra - 4 números acertados - 3.063 apostas ganhadoras, R$ 765,93



Pesquisa Datafolha: Lula lidera intenções de voto; Bolsonaro fica em 2º lugar



Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fortaleceu sua liderança e o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) está isolado em segundo lugar da corrida presidencial, segundo indica pesquisa do Datafolha.

A constatação coincide com o momento em que o PSDB tenta emplacar o nome do governador Geraldo Alckmin (SP) como o candidato das forças de centro no pleito de 2018, contrapondo-o aos extremos da esquerda e direita, personificados respectivamente em Lula e Bolsonaro. Além disso, o apresentador Luciano Huck, alvo de especulações para a mesma tarefa, disse que não será candidato.
O instituto fez 2.765 entrevistas entre 29 e 30 de novembro, em 192 cidades. A margem de erro é de dois pontos para mais ou menos. Como houve alterações em cenários, só é possível comparação com levantamentos anteriores nas simulações de intenção espontânea de voto no primeiro turno e estimuladas no segundo.
O tucano, hoje, está em quarto lugar na disputa em um cenário com a maior gama de candidatos colocada, empatado numericamente com o ex-governador Ciro Gomes (PDT, 6%) e tecnicamente com o ex-ministro do Supremo Joaquim Barbosa (sem partido mas cortejado pelo PSB, 5%) e o senador Alvaro Dias (Podemos, 3%).
Aqui, Lula lidera com 34% e Bolsonaro o segue com 17%. Marina Silva (Rede) aparece numericamente acima do pelotão encabeçado por Alckmin e Ciro, mas tecnicamente empatada com ambos. Na simulação em que o nome de Alckmin é substituído pelo do prefeito paulistano João Doria, que disputava a indicação tucana, o desempenho é semelhante. Quando a intenção de voto é questionada sem apresentação de nomes, Lula surge com 17% das citações e Bolsonaro, com 11%. Todos os outros pontuam de 1% para baixo. O “ninguém” tem 19% e não sabem afirmar em que candidato votariam, 46%.
Lula ganha em todos os cenários de segundo turno. Ele ampliou em quatro pontos percentuais sua vantagem, em relação à pesquisa feita no fim de setembro, no confronto com Alckmin (52% a 30%), Marina (48% a 35%) e Bolsonaro (51% a 33%).
O tucano empata tecnicamente com Ciro (35% a 33%) e Marina ganharia de Bolsonaro (46% a 32%).
A candidatura Lula poderá ser barrada, já que está previsto julgamento em segunda instância da condenação por corrupção no caso do apartamento no Guaruja -o petista pegou nove anos e seis meses de prisão.
Se a condenação for ratificada no colegiado, legalmente ele está fora, mas pode haver recursos. O PT acredita ser possível mantê-lo na disputa pelo menos até o primeiro turno, se condenado.
O principal cenário sem Lula vê Bolsonaro com 21%, Marina com 16% e Ciro se beneficiando de votos do petista, com 12%. Alckmin segue com 9%, empatado tecnicamente com Alvaro Dias (5%).
Um dos nomes citados para substituir Lula, o ex-prefeito paulistano Fernando Haddad ficaria com 3%, empatado tecnicamente com a Manuela D´Ávila (PCdoB, 2%). Nas simulações sem Lula, o voto em branco ou nulo sobe bastante, de 12%-14% para de 25% a 30%.
Isso indica um mar de eleitores a serem pescados pelos remanescentes na corrida, se Lula estiver ao fim fora.
Em termos de perfil do eleitor, não há mudanças significativas em relação ao que já foi apurado até aqui.
Lula tem a preferência entre mais pobres, menos escolarizados e moradores da região Nordeste. Bolsonaro faz especial sucesso entre homens, jovens e com renda maior. No estrato mais rico do eleitorado, a disputa é mais pulverizada.
CANDIDATOS ‘ECONÔMICOS’
O ministro Henrique Meireles (Fazenda) quer ser candidato, mas tem desempenho baixo hoje.
Oscila entre 1% e 2% de intenções, mesmo nível de Paulo Rabello de Castro (PSC), João Amoêdo (Novo) e Guilherme Boulos (cortejado pelo PSOL).
Rabello de Castro é o atual presidente do BNDES e apareceu no programa partidário na TV, há duas semanas, como pré-candidato.
Folha de São Paulo
VIA BLOG DO CRATO