01 dezembro 2017

PSDB: ‘Samba do tucano doido’ – por Juarez Cintra Pereira Filho (*)


   Aos Srs. membros do Diretório Nacional do PSDB: tenho 68 anos, sou brasileiro, casado, empresário, avô e não sonego impostos. Tenho 300 funcionários e uma única ação na Justiça do Trabalho. Votei em todos os candidatos do PSDB para presidente da República e para o governo do Estado de São Paulo desde a fundação do partido. Fui eleitor e amigo do grande e saudoso José Roberto Magalhães Teixeira, o “Grama”, que foi prefeito de Campinas, e votei em Carlos Sampaio para vereador, deputado e prefeito.
   Como podem ver, sempre fui um legítimo tucano! Mas hoje sou mais um dos milhões de decepcionados com o rumo que tomou o PSDB. E nem precisamos contabilizar o declínio da moral com o senador Aécio Neves, que se recusou a deixar a presidência do partido depois de apanhado em flagrante delito. A minha decepção está muito bem fundamentada no editorial do Estadão de ontem O samba do tucano doido (A3).
    É muito triste ver que esse partido não vai fechar questão na reforma da Previdência e ainda quer beneficiar com emendas o privilegiado funcionário público federal, em detrimento de milhões de brasileiros que trabalham nas empresas privadas. O PSDB deixou há muito tempo de pensar no Brasil e se tornou um partido sem rumo, cheio de vaidosos. E o que é pior, um partido retrógrado, já que é contra as reformas necessárias para tirar o nosso país da crise. Mas mais incrível é os peessedebistas acharem que desembarcando do governo Temer vão enganar mais uma vez os eleitores!
   Espero que a partir da convenção de 9 de dezembro o PSDB passe a assumir compromisso com o povo brasileiro e feche questão para aprovação da reforma da Previdência. Até outubro de 2018, quando nos encontraremos nas urnas!
(*) Juarez Cintra Pereira Filho – E-mail: jcintra@ancoradouro.com.br

A festa no Céu - Por: Emerson Monteiro

A tartaruga vivia escutando a conversa dos demais bichos, sempre estirando o pescoço na intenção de colher alguma informação privilegiada, quando lá um dia deu de ouvir o curruchiado de alguns pássaros e do meio do matagal, o que descobriria: - No próximo sábado haverá animada festa no Céu.

Ora vejam só quem que nem ela daria tudo a fim de participar do festejo inusitado, iria de qualquer jeito. E toca a matutar esse qualquer jeito. Lembrou que o urubu ia sempre convidado a participar desses encontros, dado seu talento ao violão de sete cordas.

Mais que depressa a tartaruga acercou do ninho do urubu e notou as suas preparações da viagem. Nisso, tratou de estudar o modo próprio de acompanhar o dito cujo. Olhou que levaria o inseparável instrumento de cordas. Encaixou-se no espaço do meio, bem no furo central, e ali permaneceu no tempo suficiente a seguirem rumo do Céu, pois a festa ali aconteceria dentro em breve.

Voaram, voaram, horas, horas, até chegar ao lugar certo.

No primeiro descuido da ave de rapina, a tartaruga saiu do violão e envolveu o vulto no bulício da multidão. Jamais esqueceria, certeza, o tanto que se divertiu naquela noite maravilhosa. Conheceu gente, conversou, namorou, bebeu e comeu do bom e do melhor, e quando viu saírem os primeiros convidados, tratou logo de regressar ao bojo do violão do urubu e esperar o momento de vir de volta à Terra.

A viagem transcorria às mil, no entanto, numa das manobras súbitas do urubu, a evitar algumas nuvens à frente, olha que a tartaruga escapolio por entre as cordas do violão e desceu lá das alturas, sacudindo pelos ares. Veio cair por cima de uns lajedos, sendo caco de tartaruga a todo lado. O que um casco lindo visto dele restaram apenas cacarecos abandonados pelo chão.

Porém Nossa Senhora, que a tudo vê e cuida, passava naquela hora do impacto do estrondo nas pedras. Ficou preocupada com aquilo e tratou de reunir o que conseguiu dos restos da tartaruga, colando com resina, formando esse casco remendado que agora conhecemos, fruto dos muitos pedacinhos somados pela compaixão sublima da mais divina Santa.

Vídeo - AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS - 01/12/2017 - Boletim Chapada do Araripe


PRINCIPAIS MANCHETES:

=Asteroide de 5 km vai passar ‘raspando’ na Terra antes do Natal.
=TRF da quarta região decide que Eduardo Cunha deve seguir preso em Curitiba.
=Tribunal mantém bloqueio de R$ 16 milhões de Lula no processo do triplex na Lava Jato 
=Ministério da Saúde declara que Brasil está preparado para enfrentar febre amarela
=Estado do Ceará recebe R$ 750 mil para aprimorar assistência farmacêutica de 124 municípios. 
=Cearenses conquistam medalhas na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica
=Unidade Crato do Sesc promove discussão sobre desafios do envelhecimento
=Saúde do Crato traça plano de prevenção e controle da tuberculose, sífilis e sífilis congênita para o ano de 2018
=Zona rural do Crato recebe a terceira etapa da Campanha de Vacinação Antirrábica
=CRATO - Secretaria de Saúde mobiliza bairro Vila Alta com mutirão contra a dengue
=Brasil crescerá 0,7% em 2017 e 1,9% em 2018 - Segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico
=Supremo proíbe uso do amianto em todo o país
=Abuso sexual em ônibus é tema de campanha
=Raios UV atingem nível extremo no CE
=Chuvas de pré-estação animam Região do Cariri
=Morre aos 46 homem que inspirou 'desafio do balde de gelo'
=Desemprego fica em 12,2% e atinge 12,7 milhões de brasileiros
=Mansão de Clodovil em Ubatuba não recebe propostas em leilão e deve ser vendida por valor mais baixo
=PSDB não rompeu com governo, diz ministro tucano em resposta a Padilha
=Transmissão do zika pode ocorrer por via sexual
=Camilo e Eunicio fazem juntos a entrega do Minha Casa Minha Vida no Crato, neste sábado

01/12/2017
BLOG DO CRATO
Desde 2005 registrando todo dia o que acontece no Cariri, no Ceará e no Mundo.


TSE lança aplicativo para substituir título de eleitor em papel


O brasileiro poderá a partir de agora dispensar o uso do título de eleitor em papel. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou hoje (1°) um aplicativo de celular que substitui a necessidade de portar o documento na hora de votar.

O e-título trará todas as informações que constam no papel e, para os eleitores que já fizeram o cadastramento biométrico – que inclui também foto –, bastará o celular para votar. Para quem ainda não realizou a biometria, será necessário apresentar, além do aplicativo no celular, um documento com foto. Cerca de 47% dos 146,7 milhões de eleitores fizeram o cadastramento biométrico até o momento. Para o presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, a iniciativa representará economia de recursos públicos, uma vez que não será mais necessário, por exemplo, reimprimir todos os títulos de eleitores que mudaram de zona eleitoral para as próximas eleições. "Tínhamos para isso [reimpressão de títulos] separados de R$ 200 milhões a R$ 230 milhões", disse o ministro, dinheiro que, em boa parte, deve ser economizado, segundo ele. De acordo com o TSE, o aplicativo que dispensa o uso do título foi desenvolvido sem a necessidade de compra de qualquer equipamento ou contratação de serviço externo. A Corte Eleitoral, no entanto, não especificou quanto do orçamento interno do tribunal foi alocado para o projeto.

O aplicativo foi uma iniciativa do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Acre com o objetivo de evitar que moradores de localidades muito distantes tivessem de ir até o cartório eleitoral apenas para imprimir o título. Agora, bastará baixar o aplicativo, sendo obrigatório comparecer à sessão somente nos casos de primeiro registro. O e-título está disponível para aparelhos que funcionam com o sistema operacional Android, na Play Store. A versão para iPhone, que utiliza o sistema iOS, poderá ser baixada em no máximo 10 dias, de acordo com o TSE. Ainda não há previsão de lançamento para outro sistemas operacionais.

Fonte: Agência Brasil
VIA BLOG DO CRATO

CRATO - Funcionários da Grendene participam de ação do Núcleo de apoio à Saúde da Família, em Crato



Com o propósito em levar qualidade de vida e saúde, por meio de atividades assistenciais, a Secretaria de Saúde do Crato, através do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), realizou na última quarta-feira, 29 de novembro, ação na empresa Grendene.
A equipe do NASF I, juntamente com a equipe da Estratégia de Saúde da Família do Parque São José II, disponibilizaram diversos serviços para os colaboradores como: alongamento, aferição da pressão arterial, realização do exame de glicemia, realização de palestra sobre a saúde do homem, com orientações sobre alimentação, hábitos saudáveis, fatores de risco, falando sobre os mitos e verdades, e também distribuição de preservativos.
BLOG DO CRATO

Expectativa de vida do brasileiro ao nascer foi de 75,8 anos em 2016, diz IBGE




Em dados sobre mortalidade apresentados nesta sexta-feira (1), brasileiro que nasceu em 2016 deve viver, em média, três meses a mais que os nascidos em 2015.

expectativa de vida ao nascer no Brasil era de 75,8 anos em 2016, um aumento de três meses e 11 dias em relação ao ano anterior, segundo informou nesta sexta-feira (1º) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2015, a expectativa de vida ao nascer no Brasil era de 75,5 -- também um aumento de aproximadamente três meses em relação a 2014.
Ao longo do tempo a expectativa do brasileiro vem aumentando: o brasileiro que nascia em 1940 vivia, em média, 45,5 anos; em 1970, 57,6 anos, chegando a mais de 75 anos a partir de 2015.
O aumento também foi de 3,5 nos últimos 10 anos. O brasileiro nascido em 2006 tinha a expectativa de viver 72,3 anos; número que passou para 75,8 em 2016.

Confira a evolução no gráfico.

As 'Tábuas Completas de Mortalidade do Brasil de 2015', que o IBGE divulga anualmente, apresenta as expectativas de vida por idade. O que significa, na prática, o quanto em média o brasileiro vai viver a mais a partir daquela idade apresentada.
Assim, em média, o brasileiro que tinha 5 anos em 2016 tinha uma expectativa de viver, em média, mais 72 anos. O que tinha 20 anos, tinha expectativa de viver mais 57,5 em média. Confira abaixo, na tabela, algumas expectativas de vida médias a partir da idade em 2016.


VIA BLOG DO CRATO


Investimentos voltam a subir após 4 anos de queda



Indicador cresceu 1,6% no 3º trimestre, a primeira alta em 16 trimestres. Ociosidade alta e rombo nas contas públicas, entretanto, apontam para recuperação lenta.

Os investimentos voltaram a crescer no país no 3º trimestre de 2017, após quatro anos de queda e uma sequência de recordes negativos. A volta dos investimentos reforça as apostas de que a recuperação da economia brasileira tende a ganhar um pouco mais de tração daqui para frente.
Os dados do Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre foram divulgados nesta sexta-feira (1º) pelo IBGE. A economia brasileira cresceu 0,1% no período, na terceira alta seguida.

Fonte: IBGE
A Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), taxa que apura o que se investe em máquinas, bens duráveis e construção civil, avançou 1,6% na comparação com o trimestre anterior, segundo divulgou nesta sexta-feira (1) o IBGE. A última variação positiva do indicador tinha sido registrada no 3º trimestre de 2013 (0,6%).
Com a alta, a taxa de investimentos medida em percentual do PIB (Produto Interno Bruto) subiu para 16,1% no 3º trimestre. O volume, no entanto, ainda está um pouco menor do que o registrado no mesmo trimestre de 2016, de 16,3% e está muito abaixo do patamar acima de 21% registrado no mesmo período de 2013 – nível que já era considerado aquém do necessário para uma trajetória de crescimento mais robusto.
A avaliação é que o programa de privatizações, a recuperação gradual do consumo e a taxa básica de juros caminhando para sua mínima histórica devem ajudar com que os investimentos voltem a contribuir para a retomada da economia. Os analistas ouvidos pelo G1 destacam, porém, que a elevada ociosidade da indústria, o fraco desempenho da construção civil e as limitações orçamentárias de administrações públicas ainda travam investimentos.
Fonte: G1
VIA BLOG DO CRATO

Governo já pensa em deixar para 2018 votação da reforma da Previdência


Distante dos 308 votos necessários para aprovar a reforma, o Palácio do Planalto não quer correr o risco de pautar a matéria e ser derrotado – o que traria impacto negativo imediato para o mercado, além de contaminar a aprovação de medidas de ajuste fiscal importantes para 2018, faltando apenas três semanas para encerrar o ano legislativo. Por isso, jogará todas as fichas em um jantar que ocorrerá no próximo domingo na casa do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, com líderes da base, presidentes dos partidos e ministros da equipe econômica para conseguir o apoio necessário no Congresso Nacional. Caso contrário, será forçado a admitir que a proposta de mudança no sistema previdenciário brasileiro terá de ficar para o ano que vem.

Segundo interlocutores do presidente Michel Temer, dependendo do resultado da reunião, o governo deve assumir uma posição mais realista e reconhecer que a reforma da Previdência ficará para 2018. Para suavizar o cenário, seria dada a mensagem que há um compromisso de que ela será pautada na Câmara em fevereiro.
De acordo com o Palácio do Planalto, o governo ainda não jogou a toalha e que continuará fazendo todo o esforço para vencer a resistência existente nos partidos da base e votar a reforma ainda este ano. Se deixar para 2018, disse uma fonte palaciana, as chances de a proposta passar são minimas, porque o cenário estará ainda mais dominado pelas eleições. O trabalho de convencimento vai até os dias 11 e 12 de dezembro.
Apesar dos esforços do governo, faltam votos para aprovar um tema que afeta a vida de muita gente, ainda que a proposta tenha sido desidratada pela retirada de trabalhadores rurais e idosos da baixa renda. Os políticos temem ficar com a pecha de que são contra os aposentados e perder as eleições em 2018. Além disso, o placar apertado de votações de matérias sensíveis na Câmara dos Deputados revela que a base aliada chegou à exaustão depois de ter barrado duas denúncias contra o presidente Michel Temer encaminhadas Procuradoria-Geral da República.
A depender de relatos de líderes governistas, o clima é de desânimo com a reforma. Só para se ter uma ideia, no partido do governo (o PMDB), dos 66 integrantes da bancada, só metade diz votar a favor da reforma; 12 são assumidamente contrários e o restante se declaram indecisos. Não há uma conta fechada sobre os votos de todos os partidos da base, mas com segurança, o governo teria hoje menos do que os 251 votos que obteve na votação da segunda denúncia, com viés de baixa.
O resultado da votação da medida provisória (MP) que prorroga o Repetro (regime especial de importação de bens no setor de petróleo), na noite de quarta-feira, com 208 votos favoráveis e 184 contrários, acendeu a luz vermelha no governo. Vários deputados da base faltaram e muitos votaram contra a matéria, que é importante para consolidar os leilões do setor de óleo e gás em 2018.
O placar ficou próximo de outra medida polêmica que deu foro privilegiado a Moreira Franco com criação do ministério da Secretaria-Geral da Presidência da República em setembro. Foram 203 favoráveis contra 198 contrários. Em média, o Executivo tem levado 251 votos na votação de temas relevantes na Câmara dos Deputados. Portanto, distante do que é necessário para aprovar uma emenda à Constituição, como é o caso da Previdência.
Ainda que haja compromisso de políticos que vão tentar aprovar a proposta em 2018, a promessa tem risco elevado de ser descumprida – pelo menos motivo de não ser aprovada agora: as eleições, quando os políticos pensam só no próprio umbigo e deixam de lado as preocupações com o país.
Com informação de "O Globo"
VIA BLOG DO CRATO


Interior tem gasolina mais barata que a Capital


Embora os postos de gasolina da Capital cearense gastem menos com o frete dos combustíveis do que os do Interior, principalmente pela proximidade do Porto de Fortaleza, o preço médio do litro da gasolina praticado pelos estabelecimentos da Capital (R$ 4,176) estava 0,48% acima do preço médio do Estado (R$ 4,156), na semana de 19 a 25 de novembro, segundo levantamento da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Nesse período, das oito cidades pesquisadas pela ANP no Estado, apenas Sobral (R$ 4,216) apresentou um preço médio superior ao de Fortaleza. Enquanto o menor preço médio foi observado em Quixadá (R$ 3,988), distante 168 quilômetros da Capital. Considerando os 141 postos pesquisados no Estado, o menor valor para o litro da gasolina foi encontrado em Iguatu (R$ 3,799) e o maior em Sobral (R$ 4,280), uma variação de 12,6%.
Segundo Antônio José Gomes Costa, assessor da Presidência do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Ceará (Sindipostos-CE), em média, no Ceará, os custos com frete representam em torno de R$ 0,06 do preço do litro da gasolina. Em Fortaleza, o custo do frete é de aproximadamente R$ 0,02, podendo chegar a R$ 0,12 a depender do município.
Impostos
No entanto, o maior peso nessa diferença do preço da gasolina são os impostos municipais. "Algumas prefeituras cobram 3% de ISS (Imposto sobre Serviço) e outras cobram 5%, como é no caso da Capital", diz Bruno Iughetti consultor na área de petróleo e gás. "Depois vêm o frete e a gestão do posto. Esses são os três fatores que determinam o preço dos combustíveis. E como o preço é livre, cada um olha a saúde do seu negócio e estabelece o valor que ele julga praticar".
Antônio José diz ainda que custos com aluguel também acabam pesando no preço final dos combustíveis principalmente em postos localizados em áreas nobres. "Além da concorrência ser livre, há diferentes fatores que diferenciam os preços, como preço dos aluguéis, IPTU, e os custos com transportadora que podem ter diferença até dentro de Fortaleza", diz.
De acordo com ele, em sua grande maioria, os postos do Ceará recebem combustíveis que chegam ao Estado pelo Porto de Fortaleza. Mas em regiões mais ao sul do Estado, alguns municípios são abastecidos pelo porto de Natal e de Suape (PE).
Portal VM
VIA BLOG DO CRATO

CRATO - Governo do Estado e Prefeitura entregarão neste sábado, 982 unidades no minha casa, minha vida, em Crato



O governo do Estado do Ceará e a Prefeitura do Crato convidam toda a comunidade a participarem da solenidade de entrega de 982 unidades habitacionais do Conjunto Habitacional Filemon Limaverde. Na oportunidade também será assinada a ordem de serviço para implantação da Areninha.
A Areninha é um estádio de futebol com grama sintética, será construída no bairro Seminário. A localização, conta com área total de 7.980,00m² (sete mil, novecentos e oitenta metros quadrados. O Projeto é do Governo do Estado e será realizado com a contrapartida do município, que fez a doação do terreno e 20% do valor da obra.
PMC
VIA BLOG DO CRATO


Novos 1.372 homens e mulheres iniciam curso preparatório da Polícia Militar do Ceará



A 3ª turma do último concurso público para a Polícia Militar começou, nesta quinta-feira (30), o Curso de Formação para a Carreira de Praças. Os 1.372 aprovados que compõem o grupo participaram da aula inaugural na Academia Estadual de Segurança Pública (Aesp). A solenidade contou com a presença do governador Camilo Santana, acompanhado do secretário da Segurança Pública, André Costa, dentre outras autoridades políticas e das Forças de Segurança do Estado.

Realizado em 2016, o processo seletivo compreendeu a abertura de 4.200 novas vagas na PM. Os primeiros 1.350 aprovados já estão nas ruas desde outubro, e a segunda turma terminará o curso no próximo domingo (3), com previsão de formação até o fim do ano.

Camilo Santana lembrou em seu discurso que resolveu antecipar a convocação daqueles que passaram no concurso para garantir reforço no efetivo da Polícia Militar, agilizando assim novas ações do Governo do Ceará no combate à criminalidade.

“Eu estou me planejando para no próximo ano chamar ainda mais profissionais, para aumentar o compromisso de ter cada vez mais efetivos na Capital, na Região Metropolitana, no Interior do Estado. Em diversos municípios contamos com a instalação do Batalhão do Raio, do Batalhão de Divisas, com os monitoramentos eletrônicos dos municípios acima de 50 mil habitantes. Para tudo isso, precisamos aumentar nossa força policial. Também já estão sendo convocados, por exemplo, mais 730 da Polícia Civil. Tudo isso para cumprir a nossa estratégia de garantir mais segurança ao povo cearense”, disse o governador.

De 2015 até este mês, o Governo do Ceará reforçou a Polícia Militar com 2.786 novos policiais, entre oficiais e praças. Se somados aos efetivos nomeados da Polícia Civil (650), do Corpo de Bombeiros (275) e da Perícia Forense (108), o número de efetivos lançados a campo nos últimos anos é de 3.819 profissionais. Com os mais 2.800 soldados que serão formados pela Aesp, referentes às 2ª e 3ª turmas do último concurso para PM, o número alcançará a marca de mais de 6.600.

O curso

Titular da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa destacou o trabalho da Academia focado em preparar o profissional da Polícia Militar tanto com teorias e conhecimentos acerca do serviço público quanto com treinamentos práticos da atividade policial.

“Eles vão passar por um treinamento que dura entre quatro e cinco meses. São diversas disciplinas teóricas, com uma preocupação muito grande com Direitos Humanos, e também na parte tática e operacional. Pela primeira vez na história, conseguimos aqui na Aesp que os praças treinem não apenas com armas curtas, mas também com armas longas, que estamos adquirindo mais para o Estado. Eles vão estar aptos a operar nas ruas com todo o equipamento”, detalhou o secretário.

Conquista alcançada

Daniel Lopes, 27, era gerente de loja até decidir abdicar de tudo para abraçar os estudos. Tudo para realizar o sonho de entrar para a Polícia Militar através do concurso público realizado em 2016. Após a alegria da aprovação, veio a ansiedade de começar os serviços como praça. E, nesta quinta-feira, a sua história como PM enfim começou.

Governo do Estado do Ceará
VIA BLOG DO CRATO

Mais duas mulheres são mortas no Ceará. São oito casos de assassinatos do gênero em 24 horas



O corpo de Sara Góis, 20 anos, foi encontrado com marcas de tiros em uma estrada, em Pacajus

Subiu para 304 o número de mulheres assassinadas no Ceará em 2017. Nesta quinta-feira (30), mais dois crimes do gênero foram registrados no estado e totalizam oito em apenas 24 horas. Em todo o ano passado, foram 210 casos. Em dois dias, quatro mulheres foram mortas na Região Metropolitana de Fortaleza, duas na Capital e mais duas no interior.
Fernando Riberio
VIA BLOG DO CRATO


Camilo e Eunicio fazem juntos a entrega do Minha Casa Minha Vida no Crato, neste sábado.



O governador Camilo Santana e o senador Eunício Oliveira estarão juntos pela primeira vez no Cariri, após darem sinais de que a aliança entre eles é praticamente certa para as Eleições 2018. O encontro será neste sábado (2/12), no Crato. Governador e o presidente do Congresso Nacional participarão da solenidade de entrega das residências do Programa Minha Casa Minha Vida, no bairro Barro Branco. Um dia antes, ou seja, nesta sexta-feira (1/12). Camilo e Eunicio participam do lançamento da ordem de serviços para a construção do Hospital Regional do Vale do Jaguaribe, em Limoeiro do Norte.


VIA BLOG DO CRATO


“The Guardian” diz que Brasil é conservador

Primeiro, foi Jô Soares, que respondeu a uma pergunta feita pela revista VEJA para entrevista publicada nas “Páginas Amarelas”: A conferir.
VEJA - O Brasil ficou mais conservador ou os conservadores, a partir das redes sociais, mostraram suas caras?
Jô Soares: As duas coisas. O brasileiro é conservador. Sempre foi, mas disfarçava. “Êêê, tem Carnaval, oba”. Oba? Que oba? Como assim? Você vê que a grande música do Ary Barroso começa dizendo que o brasileiro é um “mulato inzoneiro”. As pessoas pensam que é um elogio. Inzoneiro, quer dizer, vagabundo, preguiçoso. Hoje, talvez ele seria preso por botar mulato numa música.
Já o  jornal britânico "The Guardian" publicou ontem – 30 de novembro –  matéria sobre a atual "guerra cultural" do Brasil, citando as polêmicas envolvendo a censura a exposições como o "Queermuseu", por exemplo. Diz que, "apesar de seu carnaval libidinoso, música sensual e roupas curtas, o Brasil também é um país profundamente conservador e religioso - e, atualmente, tem testemunhado uma guerra cultural entre esses dois lados".
Direita cresce no Brasil
“The Guardian” havia publicado que a  Direita cresce no Brasil com aumento de escândalos de corrupção e sobre a crise dos partidos de esquerda no Brasil. O partido dos trabalhadores que desfrutou 13 anos do poder, levou muitos brasileiros a se voltar para a direita, após recessão, desencanto generalizado e escândalos de corrupção.
O texto fala que Fernando Holiday é um dos poucos políticos negros abertamente homossexuais no Brasil, mas antes mesmo de ganhar um único voto alcançou fama nacional em 2015 com uma série de vídeos que viralizaram nas redes onde atacava o sistema de cotas do Brasil para negros, indígenas e pobres.
"Nós, negros e pobres, podemos ganhar na vida pelo mérito", disse ele em um vídeo no Facebook. "Eu não me coloco no papel de vítima".
Naquele ano, Holiday tornou-se líder no Movimento Brasil Livre - um grupo de pressão de direita que movimenta grandes massas em manifestações de rua e redes sociais contra a corrupção, apoiando inclusive a operação Lava Jato, informa o Guardian.
O artigo destaca que grupos como este estão agora forçando uma mudança radical na política de um país administrado por 13 anos pelo partido dos trabalhadores de esquerda fundado por Luiz Inácio Lula da Silva.
"Os eleitores se mudaram para a direita", disse Marcus Melo, professor de ciência política da Universidade Federal de Pernambuco. No cenário nacional, Jair Bolsonaro, ex-capitão do exército e deputado federal, está atualmente em segundo lugar em algumas pesquisas para as eleições presidenciais de 2018. Ele tem uma plataforma agressiva de direita e anti-crime, defende o ponto de vista homofóbico e elogiou a ditadura militar que ocorreu do Brasil de 1964 a 1985, que executou centenas de seus oponentes e torturou brutalmente milhares de pessoas, incluindo Dilma Rousseff, uma ex-guerrilha marxista.
Bolsonaro, que promete nomear generais para seu gabinete, se eleito, é saudado por multidões em aeroportos e comícios que gritam seu nome e se vangloriam de que ele nunca esteve vinculado a alegações de corrupção - ao contrário de muitos de seus colegas legisladores, descreve o Guardian.





Padre Dourado na Igreja de Lourdes – Fortaleza – por José Luís Lira (*)

Igreja de N.S. de Lourdes - Fortaleza (CE)

   Aos quase 70 anos, muitos procuram descansar, aproveitar uns 30 anos a mais que Deus nos oferece. O personagem que comentamos hoje tem sua história registrada em livros, na memória de muitos e nas obras que deixou. Com mais 69 anos, após se aposentar da docência na Universidade Federal do Ceará, no curso de Psicologia, deu início à obra mais importante de sua vida. Ele diz que a “Providência Divina se manifestou, através de um grupo de pessoas, que se empenharam na construção de uma capela nas dunas da Praia do Futuro.
   Da semente plantada surgiram: esse belo e suntuoso Templo Sagrado e, sobretudo, a Comunidade viva da Paróquia de Nossa Senhora de Lourdes, na Colina do atual Bairro de Lourdes”. Ali ele deu início à sua “Missão Divina” e edificou com seu esforço, patrimônio pessoal, ajuda de paroquianos, amigos e familiares, a Igreja de Nossa Senhora de Lourdes, no bairro por ele fundado, pois, foi a partir da Igreja que inúmeras pessoas se interessarem a residir na região quase desabitada naquele 1998. Recorrendo aos escritos do Padre Dourado, ele diz: “Um dia, convalescendo de uma cirurgia, caminhando pela Avenida Santos Dumont, na direção do Centro para a Praia do Futuro, contemplando a paisagem das Dunas, tive uma imagem muito forte de uma igreja erguida naquela Colina”.
    Com mais de 17 anos de criação da Paróquia e passados quase 4 anos do falecimento de seu fundador, ouvida a família, amigos dele e a presidência da Academia Cearense de Cultura, sugeri ao sucessor do Padre Dourado e nosso confrade Mons. João Jorge, que fossem os restos mortais do fundador da Paróquia trasladados para o templo que ele construiu.
   Em sede de justificativa, sabemos que a Academia é o espaço de preservação da memória, muito especialmente de nossos Acadêmicos e Patronos. Patrono que nos termos do § 1º do artigo 2º do Estatuto da ACECULT, é um cearense ou que no Ceará tenha se radicado e se destacado como escritor, artista ou intelectual, já falecido, e não poderá ser alterado em nenhuma hipótese. A cadeira de nº 19 é patroneada pelo Padre Joaquim Colaço Dourado.
   Neste sentido, com a proximidade do 4º ano de falecimento do patrono da cadeira 19, Padre Joaquim Dourado (21/07/1930 – 23/03/2014), considerando que já pode ser feita a exumação de seus restos mortais; considerando, ainda, seu papel insigne na criação da Paróquia de Nossa Senhora de Lourdes; com a anuência da família Colaço Dourado, representada pelo ocupante da Cadeira 19, Prof. Dr. Antonio Colaço Martins, propusemos ao douto Mons. João Jorge Corrêa Filho que, uma vez exumados, os restos mortais do Padre Dourado sejam inumados na Matriz de Nossa Senhora de Lourdes, em sinal de reconhecimento aos seus feitos e em forma de perenizar mais ainda sua memória.
   O dia mais adequado para a inumação final dos restos mortais do Pe. Joaquim Colaço Dourado, na Igreja Matriz da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes será 23/03/2018, data de sua Páscoa. O Monsenhor acolheu prontamente e no último domingo, dia 26, comunicou à comunidade paroquial a pretensão. A resposta foi um forte aplauso. O Padre Dourado que já está em cada pedra, cada tijolo, cada vidro, cada madeira e ferro daquela Igreja, em breve terá o repouso de seus restos mortais naquele templo de Deus!

(*) José Luís Lira é advogado e professor do curso de Direito da Universidade Vale do Acaraú–UVA, de Sobral (CE). Doutor em Direito e Mestre em Direito Constitucional pela Universidade de Lomas de Zamora (Argentina) e Pós-Doutor em Direito pela Universidade de Messina (Itália). É Jornalista profissional. Historiador e memorialista com ,mais de vinte livros publicados. Pertence a diversas entidades científicas e culturais brasileiras. Colaborador do Blog do Crato.

Para que servem os partidos?

Editorial do jornal "O Estado de S.Paulo", 1º de Dezembro de 2017.
Samba do crioulo doido

A reforma da Previdência é, de fato, um tema bastante impopular. É justamente nessas horas, portanto, que os partidos precisam dizer por que existem

   Nenhum dos partidos da chamada “base aliada” do governo fechou questão sobre a reforma da Previdência. No linguajar da política, um partido fecha questão quando sua executiva nacional determina que todos os parlamentares da agremiação votem de uma determinada maneira sobre tema em discussão no Congresso – e uma eventual dissidência é tratada com rigor, podendo resultar até em expulsão. No caso da Previdência, nem mesmo o PMDB, partido do presidente Michel Temer e que tem a maior bancada da Câmara, com 60 deputados, decidiu obrigar seus filiados a votar a favor da reforma, embora tenha recomendado a aprovação.
   Isso significa que os parlamentares poderão votar como bem entenderem, cada um segundo seus interesses pessoais, o que obviamente dificultará ainda mais a tarefa do governo de obter os votos necessários para a reforma. Em lugar de negociar com os partidos os termos da proposta a ser votada, será necessário atender um a um os deputados, muitos dos quais não escondem sua ânsia de obter alguma vantagem pessoal, seja na forma de verbas, seja na obtenção de algum cargo público para seus apaniguados.
   Muito além do problema da Previdência, essa situação retrata com clareza a má qualidade do sistema partidário em vigor no Brasil. O eleitor há de se perguntar de que vale escolher este ou aquele partido para defender seus interesses no Congresso se essas agremiações não conseguem fazer com que seus parlamentares votem de maneira uniforme, segundo os princípios estabelecidos em seu programa.
   Não há democracia sem partidos políticos. Essa relação é tão natural que a Lei 9.096, de 1995, trata os partidos como responsáveis por assegurar a “autenticidade do sistema representativo”, e o parágrafo 3.º do artigo 14 da Constituição determina que só ganha condições de elegibilidade para cargo político o cidadão que, entre outras obrigações, possuir alguma “filiação partidária”. Essas determinações legais não existem por acaso.
   São as organizações partidárias que transformam em bandeiras políticas as diversas aspirações do conjunto da sociedade, lutando para realizá-las. Um regime sem partidos fortes e bem estruturados está fadado a ser capturado por um grupo ou facção, ditatorial por definição, ou então corre o risco de submergir na anarquia dos interesses individuais dos políticos, cada um tornando-se partido de si mesmo. De uma forma ou de outra, o resultado é o apartamento dos cidadãos da vida pública, quer por imposição autoritária dos donos do poder, quer por descrédito generalizado na capacidade dos políticos de superar os estreitos horizontes das conveniências paroquiais.
   O caso do PMDB é particularmente grave. Nem é o caso de esperar que um partido tão multifacetado como esse demonstre uma unidade que nunca teve, mas é espantoso que a direção peemedebista trate com naturalidade o fato de que vários de seus deputados devem negar respaldo a seu principal correligionário, o presidente Temer, em assunto de vital importância para o País. O mesmo PMDB que, há dois anos, dizia que a reforma da Previdência “não é uma escolha, mas um ditame da evolução demográfica e do limite de impostos que a sociedade concorda em pagar”, conforme se lê no manifesto Ponte para o Futuro, agora se limita a declarar que “não será problema para o governo”.
   Diante da atitude peemedebista, não admira que os demais partidos governistas também não se comprometam com a reforma. “Não tem como fechar questão num tema desses”, afirmou o líder do PR na Câmara, José Rocha (BA), que não consegue garantir os votos de nem mesmo 15 dos 37 deputados da legenda. “Se fechar, vai machucar os três ou quatro que devem votar contra”, disse o vice-presidente nacional do PTB, deputado Benito Gama.
   A reforma da Previdência é, de fato, um tema bastante impopular, e seria ingênuo acreditar que os parlamentares não levassem em conta esse fator. É justamente nessas horas, portanto, que os partidos precisam dizer por que existem – e não ceder aos interesses de quem só está preocupado com a próxima eleição.

Cara de pau: Lula vai passear com sua “caravana” pelo Rio de Janeiro – por Paulo R. Kherlakian (*)

Na caravana feita pelo Nordeste, o ponto alto foi a entegra do título de "Doutor Honoris Causa" a Lula, concedido pela Universidade Regional do Cariri-URCA

    Condenado a mais de 9 anos de cadeia por corrupção e lavagem de dinheiro, Lula deverá passar pelo Rio de Janeiro em mais uma caravana para exaltar o legado deixado pelo PT no Estado fluminense, cujos ex-governadores devidamente recolhidos ao cárcere serviram como cabos eleitorais durante as campanhas eleitorais de Lula e seu poste à Presidência da República, e com grande sucesso lograram implementar o modelo petista de governança, desviando bilhões em beneficio próprio, o que levou as contas do Estado ao vermelho.
     Mesmo a contragosto de dirigentes de seu partido, que temem que sua imagem possa ser associada a Sérgio Cabral e Anthony Garotinho, atuais hóspedes da cadeia de Benfica, Lula hoje acredita que pode reviver os tempos áureos em que ainda comandava sua tropa de choque na Câmara dos Deputados e no Senado evitando que várias CPIs fossem propostas, entre elas a da Petrobrás, e, navegando por saudosas águas do passado, ainda vai denunciar a paralisação das obras da Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), um foco interminável de corrupção, com o objetivo de culpar a Operação Lava Jato e o juiz Sérgio Moro pelo abandono das obras superfaturadas.
     Para encerrar com sucesso sua caravana, só falta o ex-presidente expressar um gesto de solidariedade fazendo uma visita surpresa a seus companheiros presos em Benfica, que poderão ainda lhe sugerir o que fazer nas horas vagas durante o cárcere.
(*) Paulo R. Kherlakian– E-mail: paulokherlakian@uol.com.br

COMENTÁRIO DE ARMANDO RAFAEL
Será interessante ver como a população do Rio de Janeiro (a “Terra sem Lei” no dizer da Procuradora Geral da República)  reagirá à verborreia demagógica de Lula, o qual, apoiado pelos  “companheiros”  Dilma Rousseff, Sérgio Cabral (e demais cúmplices presos com este) e mais:  Luiz Fernando Pezão, Picianni, Eduardo Cunha, a dupla “Garotinho e Rosinha” (pense numa “fofura”), Eduardo Paes, et caterva,  provocaram a falência daquele Estado. O “falso”  Lindberg Farias, “ O corifeu da esquerda jurássica fluminense”,  mais Benedita da Silva, Jandira Feghalli, Jean Willys (pense numa cambada de gente ruim ) estarão todos na “Caravana do atraso e da enganação...
O Rio de Janeiro continua lindo...