07 outubro 2017

José Luís Lira, colaborador do Blog do Crato, coroa imagem de Nossa Senhora Aparecida na Basílica de Luján (Argentina)

   Já conhecido pelos leitores que acessam o Blog do Crato, o jovem advogado e líder católico José Luís Lira esteve esta semana na Argentina para defender sua tese de doutorado na Universidade de Lomas-Zamorra. Um dia após receber o título,  José Luís Lira foi à Basílica de Nossa Senhora de Luján – Rainha e Padroeira da Argentina – onde foi autor de uma proeza. Transcrevemos abaixo o relato que José Luís enviou ao Armando Lopes Rafael. A conferir.

   “Amigos, conforme disse pela manhã, fui à Basílica de Nossa Senhora de Lujan e depois de assistir à Santa Missa, paguei uma promessa (a Missa é parte). Aconteceu algo indelével, que narro na Coluna Temas Cotidianos (publicada no jornal "Correio da Semana", de Sobral) que circula neste sábado.
   Após a Missa, ao meio-dia, o celebrante anunciou que a imagem da Padroeira da Argentina, Nuestra Señora de Luján,  iria virar para o Camarim da Virgem, onde – pouco antes – eu  havia deixado uma cópia do meu título de Doutor,  em agradecimento. Nunca havia visto aquele fato e fiquei muito emocionado. Assisti à cerimônia; fui a umas lojas onde se adquire imagens e já quase voltando, o rapaz que me conduziu de Buenos Aires a Lujan, Miguel E. Godoy, argentino, que leva muitos brasileiros ao famoso zoológico de Lujan, me disse que não conhecia a cripta da Basílica onde estão as imagens de Nossa Senhora, veneradas pelo mundo afora.
    José Luís Lira após coroar a imagem de Nossa Senhora Aparecida, existente na Basílica de Luján, na Argentina
    Então, resolvi presenteá-lo com uma visita à cripta da Basílica. E fomos. Ao passar pela capela onde está a Nossa Senhora Aparecida, vi que aquela imagem-réplica da Rainha e Padroeira do Brasil  estava sem sua coroa.
    Imediatamente pensei se poderia adquirir uma coroa e colocá-la na imagem da Mãe Aparecida. Consultei uma funcionáriada Basílica,  e ela concedeu a autorização. Saí e consegui uma bela coroa de bronze, com banho em ouro. Adquiri-a, e coloquei sobre a imagem de Nossa Senhora Aparecida. Em plena festa dela, no Brasil, procedi à coroação da sua imagem na cripta da Basílica de Lujan. Dias antes de saber que receberia a titulação, doei a uma capela de Guaraciaba do Norte (minha cidade natal) uma réplica da imagem de Nossa Senhora Aparecida para veneração no altar.
    Não gosto de registrar esses assuntos relativos a doações que faço, mas, neste momento se fez necessário. No dia que recebi a notícia, convidando-me a vir receber o meu diploma de doutorado em Direito,  publiquei  em rede social, as duas imagens: de Nossa Senhora de Lujan e de Nossa Senhora Aparecida, em agradecimento por esta conquista.
    Voltando ao dia que fui à Basílica de Luján. O Evangelho da Missa votiva de Nossa Senhora tratava do momento em que Jesus dizia à Sua Mãe e a São João:
– Mãe, eis aí teu filho; filho, eis aí tua Mãe.
    A mim, Nossa Senhora me provou que cuida e determina as ações de seus filhos. Depois de uma viagem de 75 km, de cumprir a promessa etc., o mais prudente seria ir almoçar e regressar a Buenos Aires. Mas, Nossa Senhora Aparecida me reservou essa grande honra, graça e alegria: coroá-la em terras estrangeiras. A funcionária da recepção da Basílica  agradeceu. Mas, eu disse: eu é que agradecia a ela e, principalmente, agradecia a  Nossa Senhora!
Deus seja sempre louvado!"
José Luís Lira ao lado da Padroeira da Argentina, Nuestra Señora de Luján


Rio: Ministro alerta para atuação do tráfico e da milícia na próxima eleição


Rio de Janeiro - O ministro da Justiça, Torquato Jardim participa do Seminário Reage, Rio! Evento que envolve empresários, especialistas e representantes da sociedade civil e da esfera pública para apresentar e deba

O ministro da Justiça, Torquato Jardim, participou de seminário no RioTânia Rêgo/Agência Brasil
A força do crime organizado em comunidades e favelas do Rio de Janeiro, incluindo o tráfico de drogas e milícias, será um desafio a ser superado nas eleições do próximo ano, avaliou hoje (6) o ministro da Justiça, Torquato Jardim. Os criminosos controlam os votos em suas áreas de atuação, favorecendo candidatos que se dispõem a pagar. O ministro participou do seminário Eleições 2018: a Democracia em Debate, realizado na sede regional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

“No Rio de Janeiro, o crime organizado está livre para eleger quem quiser. Já está mapeado no TRE [Tribunal Regional Eleitoral] daqui, nas 850 zonas de conflito dentro das comunidades cariocas, quais são as seções eleitorais e quem ganha mais votos naquelas seções. Isto está documentado, é desafio para os serviços de segurança, para as eleições no ano que vem, no Brasil e no Rio de Janeiro em particular”, revelou o ministro. Segundo ele, os criminosos cobram uma espécie de pedágio em dinheiro para quem quiser fazer campanha em determinadas comunidades e favelas. “No caso do Rio de Janeiro, a grande interrogação é o crime organizado. Hoje você chega na entrada de uma comunidade e diz eu quero tantos mil votos, está aqui o dinheiro. Você não entra, mas o voto vem. É assim que opera o crime organizado na política, em várias cidades”, disse Torquato.

Reforma

O ministro também comentou as mudanças na legislação eleitoral aprovadas esta semana pelo Congresso Nacional, que restringem as contribuições e os gastos para as campanhas. Na avaliação dele, os recursos serão muito pequenos para financiar as eleições no país. “O que vai mais marcar a eleição do ano que vem é a questão do financiamento. Não se faz campanha sem dinheiro. Os valores estabelecidos, R$ 70 milhões para uma eleição de presidente da República, você não compra nem picolé para ter criança em um comício. Deputado federal, R$ 2,5 milhões [teto estabelecido pela reforma], você não convence nem a família. Não é por aí”, avaliou. Outro ponto da reforma criticado pelo ministro foi a proibição de doações por empresas privadas. Para Torquato, não há motivos para barrar as doações de empresas, pois elas fazem parte da vida nacional como força econômica. Na avaliação dele, as doações vão continuar a acontecer, ainda que de forma velada.

“Por que a pessoa jurídica não pode fazer a doação? Quem investe é a pessoa jurídica, quem gera emprego é a pessoa jurídica, quem arrisca o desenvolvimento econômico é a pessoa jurídica. Por que ela não pode participar do processo eleitoral? Agora é que vai ficar escondido mesmo. Alguém acredita que o dono do posto de gasolina não vai deixar sair uns litros de presente para o candidato amigo? Ou a padaria, para fazer o lanche do comício? Claro que vai continuar acontecendo.”

Edição: Amanda Cieglinski
Fonte: Agência Brasil
VIA BLOG DO CRATO


Juazeiro do Norte terá investimentos de mais de R$ 40 milhões, com instalação da Carajás Home Center.



Serão gerados cerca de 650 novos postos de trabalho, com 500 empregos diretos e 150 indiretos.

Com perspectivas de investimentos de mais de R$ 40 milhões e geração de 500 empregos diretos e 150 indiretos, deverá ser instalada até o mês de março de 2018, em Juazeiro do Norte, empresa de grupo empresarial alagoano, a Carajás Home Center.  Empresários do grupo estiveram reunidos na quarta-feira, com o Prefeito Municipal de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra, a Secretária de Desenvolvimento Social e Trabalho, Isabela Bezerra, o Chefe de Gabinete, Nildo Rodrigues, o Procurador do Município, Bernardo Oliveira, e a Vereadora Auricélia Bezerra. O encontro aconteceu no Gabinete do Prefeito.

Os empresários explanaram sobre o interesse de se instalarem na cidade, com o grande empreendimento, destacando potencial de Juazeiro do Norte, e ouviram do Prefeito o apoio necessário. O grupo atua no mercado há mais de quatro décadas e tem se destacado com seus empreendimentos em grandes cidades da Paraíba, como Campina Grande e a Capital, João Pessoa, além de Maceió e Arapiraca, em Alagoas. Com um dos maiores home centers do Brasil, a empresa trabalha com mais de 55 mil itens, incluindo materiais relacionados à construção civil. Com o objetivo de também se expandir no Ceará, a Carajás Home Center entra por Juazeiro do Norte, que apresenta grande potencial de desenvolvimento. Os empresários já chegaram a visitar várias áreas para iniciarem a construção do empreendimento, e escolheram local próximo aos empreendimentos atacadistas já instalados na cidade, no bairro Triângulo.

Itens como equipamentos eletroeletrônicos, utilidades, pisos, revestimentos, tintas, material elétrico, móveis e artigos para casa, estão inseridos no rol de produtos a serem ofertados pela empresa. Bastante empolgados com a perspectiva de instalação em breve, os empresários destacaram a importância da instalação do empreendimento para a Região. O grupo familiar emprega mais de 2.500 pessoas nos estados de Alagoas e Paraíba.

Fonte: ASCOM - PMJ



Previsão do tempo para sábado, 07 de outubro de 2017


Fonte: Climatempo