02 outubro 2017

Chegada do primeiro Automóvel no Crato é celebrada com solenidade em praça pública



Com espírito de liderança, empreendedorismo, e na busca pela modernidade, Manoel Siqueira Campos trouxe em 1919, o primeiro automóvel para a cidade do Crato. Comprado em Recife, no Pernambuco, sua chegada fez história na cidade.

O dia 29 de setembro se tornou uma data histórica e especial para o município do Crato. Neste dia, chegou a cidade, o primeiro automóvel, trazido por Manoel de Siqueira Campos, juntamente com o Coronel Pessoa de Queiroz. E para celebrar esta data, o prefeito Zé Ailton Brasil esteve presente na última sexta-feira, 29, na praça Siqueira Campos na solenidade para a assinatura do decreto de lei que institui o Dia Municipal do Automóvel, projeto de autoria do vereador Thiago Esmeraldo.

Na ocasião, o Presidente do Clube do Automóvel Cariri Siqueira Campos, Diogenaldo Dourado, agradeceu a iniciativa do Legislativo cratense e das demais autoridades em tornar realidade um sonho do clube. No evento, foi entregue troféu pelo 3º Encontro do Clube do Automóvel Cariri, uma homenagem póstuma ao sócio fundador, Tércio Morais de Sousa, e homenagem também aos antigos motoristas da Praça Siqueira Campos. O Governo Municipal recebeu o troféu Doutor do Automóvel.

“Para o Crato, o dia de hoje é motivo de alegria, com a realização desse encontro e agora com uma data fixa. Um resgate histórico para a nossa cidade”, ressaltou o Secretário de Cultura, Wilton Dedê. Com espírito de liderança, empreendedorismo, e na busca pela modernidade, Manoel Siqueira Campos trouxe em 1919, o primeiro automóvel para a cidade do Crato. Comprado em Recife, no Pernambuco, sua chegada fez história na Princesa do Cariri, atraindo muitos curiosos. Também estiveram presentes, o Secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Territorial, Brito Júnior; o Secretário de Esportes, Lamar Lima; o Chefe de Gabinete Adjunto, Felipe Correa; a Secretária Adjunta de Finanças e Planejamento, Iraci Brito e representantes da comunidade cratense.

Assessoria de Imprensa da PMC
Via BLOG DO CRATO



Várzea Alegre recebe certificação no Estado por boas práticas na gestão da Assistência Social


Com atuação que vem promovendo os serviços de assistência social na cidade, beneficiando crianças, jovens, adultos e idosos, a Secretaria Municipal de Assistência Social colhe os frutos desse trabalho.

No último dia 28, numa promoção da Revista Ceará e Municípios, no Auditório Valdir Diogo, da Federação das Indústrias do Estado, em Fortaleza, Várzea Alegre, pelas Boas Práticas de Gestão na Assistência Social, com avanços em iniciativas de proteção social para reduzir as desigualdades recebeu certificado concedido pela publicação.

O Certificado Melhores Programas de Assistência Social do Ceará 2017, foi entregue ao Município pelo desenvolvimento do programa Tatame Cidadão - Promovendo protagonismo, revelando talentos.
Representaram o município na solenidade, o prefeito Zé Helder (PMDB), a primeira-dama Sônia Fortaleza, a secretária de Assistência Social Laura Maria, o coordenador do Cadastro Único, Daniel Marcílio Lima Bezerra, o coordenador do CRAS Joaquim Beca, Jean Quereno de Oliveira Luno, a coordenadora do CRAS Cecília Biliu, Lissandra Félix Lima e a coordenadora do CREAS Luiza Caldas, Maria Adriana Silva Bezerra Duarte.

A ex-secretária, Maria Valdinete, recebeu o troféu Amiga do Município pelo seu empenho à gestão da Assistência Social.

A Revista Ceará & Municípios, há 20 anos reconhece os Melhores programas de Assistência Social do Estado. É um projeto de responsabilidade social que promove e divulga o trabalho das Secretarias de Assistência Social seu corpo técnico, especialmente às assistentes sociais, primeiras-damas e como consequência, os gestores municipais. A escolha dos homenageados é baseada em critérios técnicos definidos pela LOAS, por meio de Questionário de Avaliação que todos os anos é encaminhado aos Municípios. Entre os critérios estão: Proteção  à família, à maternidade, à infância,  à adolescência e à velhice; Amparo às crianças  e aos adolescentes  carentes; A promoção da íntegra ao mercado de trabalho; A habilitação  e reabilitação  das pessoas deficiência e a promoção  de sua integração à vida comunitária; a vigilância  socioassistencial, que visa a analisar territorialmente a capacidade protetiva das famílias e nela a ocorrência  de vulnerabilidade,  de ameaças  de visualizações intimidações e danos. Em todo o Ceará, 41 municípios foram certificados seus respectivos desempenhos na Assistência Social.

Assessoria de Comunicação
Via BLOG DO CRATO



Maioria dos brasileiros quer Lula preso e Temer processado, segundo pesquisa Datafolha


A maioria dos brasileiros defende a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o prosseguimento da denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente Michel Temer (PMDB), segundo pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo.

Dos entrevistados, 54% avaliam que os fatos revelados pela Operação Lava Jato são suficientes para justificar a prisão do líder petista. No entanto, 40% afirmaram que não há motivos para deter o ex-presidente – 5% não opinaram. Já no caso de Temer, a diferença de opiniões é mais ampla: 89% dos entrevistados querem que a Câmara autorize a abertura de processo contra ele por organização criminosa e obstrução de justiça – apenas 7% são contrários a aprovação.O Datafolha ouviu 2.772 pessoas em 194 cidades, nos dias 27 e 28 de setembro. A pesquisa tem margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos. 

O ex-presidente Lula foi condenado pelo juiz Sergio Moro, que conduz os processos da Lava Jato em Curitiba, a 9 anos e 6 meses de prisão por ter recebido um apartamento em Guarujá, no litoral paulista, como parte de propina da construtora OAS. Ele nega. Segundo entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), ele só poderá ser preso se a sentença for confirmada em segunda instância, pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região. O apoio à prisão do ex-presidente cresce conforme aumenta o grau de instrução (69% entre os que têm nível superior e 37% entre os com nível fundamental) e a renda familiar mensal (chega a 76% no grupo mais rico e a 42% no mais pobre) do entrevistado.

Com relação a Temer, a acusação é de liderar um esquema do seu partido que teria recebido ao menos R$ 587 milhões de propina, o que ele também nega. Para que a denúncia prossiga e possa virar uma ação penal, é preciso a autorização de dois terços da Câmara. Na pesquisa, também ficou demonstrado um repúdio generalizado à corrupção entre os entrevistados. A maioria (62%) declarou que ela acarreta mais danos ao país do que a incompetência dos governos. E 80% concordam com a ideia de que a “a corrupção é inaceitável em qualquer circunstância”.

Fonte: Datafolha
Via BLOG DO CRATO



Ataque em Las Vegas deixa 58 mortos e mais de 500 feridos; Estado Islâmico reivindica





Washington, 2 out (EFE).- Pelo menos 58 pessoas que assistiam a um show de música country foram mortas e 500 ficaram feridas em um ataque a tiros indiscriminado registrado na noite do domingo em Las Vegas (horário local). 

O grupo Estado Islâmico (EI) reivindicou o tiroteio, afirmando que seu autor se converteu ao Islã há alguns meses, mas as autoridades americanas afirmaram que não há, por enquanto, evidências de conexão com o terrorismo internacional. O fato aconteceu no encerramento dos três dias do festival country Route 91 Harvest que acontecia ao ar livre perto do hotel Mandalay Bay, na zona sul da famosa avenida que concentra os principais hotéis e cassinos de Las Vegas. O chefe da Polícia Metropolitana de Las Vegas, Joe Lombardo, disse que o suspeito agiu sozinho e fez o ataque a partir do 32º andar do hotel Mandalay Bay, onde foi encontrado morto pela Polícia. 

O atirador foi identificado como Stephen Paddock, 64 anos, de Mesquite, Nevada. A polícia de Las Vegas confirmou que ele tinha 10 armas consigo no quarto de hotel. A polícia confirmou que achou e interrogou Marilou Danley. Inicialmente, ela estava sendo procurada por suposto envolvimento com o atirador. No entanto, segundo as autoridades, ela não é mais considerada "pessoa de interesse" e não teve envolvimento no ataque.  Em um pronunciamento, o presidente Donald Trump afirmou que o ataque foi "um ato de pura maldade" e descreveu o sentimento dos americanos nesta segunda como "tristeza, choque e luto". Ele deve visitar a cidade na quarta-feira. 

Eric Paddock, irmão do suspeito, disse que sua família estava "horrorizada".

"Nós não fazemos a menor ideia", afirmou Eric sobre os atos de seu irmão. "Estamos perplexos. Nossas condolências às vítimas" disse com voz trêmula em uma rápida entrevista por telefone. Pouco após os disparos, a Polícia ordenou o fechamento de uma ampla seção do sul do Boulevard Las Vegas, via principal da cidade e conhecida pela fila de hotéis e cassinos que há nele, bem como de várias ruas adjacentes da zona sul dessa avenida central. O ataque aconteceu por volta das 22h de domingo (horário local, 1h de segunda-feira em Brasília) enquanto o cantor de música country Jason Aldean se apresentava no encerramento do festival. Segundo testemunhas, nessa hora foram ouvidas longas rajadas de tiros efetuados possivelmente com um fuzil semiautomático, que provocaram o pânico entre o público e que continuaram inclusive depois que a banda parou de tocar. Monique Dekerf disse à rede CNN que ouviu "o que parecia vidro quebrando". "Olhamos para os lados para ver o que estava acontecendo e escutamos o pop, pop, pop. Você pensa que acabou por um momento, porque não havia mais tiros e, de repente, começa de novo", afirmou.

Em alguns vídeos publicados nas redes sociais pode-se escutar rajadas de tiros, enquanto as pessoas correm apavoradas, perguntando-se o que está acontecendo ou abaixadas no chão se protegendo dos disparos.




Nesta 4ª feira, 4 de outubro, Juazeiro do Norte vai comemorar o centenário de ordenação sacerdotal do monsenhor Azarias Sobreira



Tendo como local o Memorial Padre Cícero, uma comissão de intelectuais caririenses pretende celebrar, entre os dias 4 e 6 de outubro de 2017, o centenário de ordenação sacerdotal do monsenhor Azarias Sobreira Lobo, fato ocorrido em 22 de abril de 1917. Mons. Azarias Sobreira foi um ilustre religioso nascido em Juazeiro do Norte, que viveu um destacado sacerdócio na Diocese de Crato.
Quem foi Mons. Azarias
Monsenhor Azarias Sobreira nasceu em 24 de janeiro de 1894, em Juazeiro do Norte e faleceu em 14 de junho de 1974, em Fortaleza. Foi ilustre sacerdote da Diocese de Crato. Foi filósofo, educador, professor e escritor. Formado sacerdote no Seminário da Prainha, em Fortaleza, que desde 1864 é um importante centro de formação do clero no processo de romanização da Igreja Católica no Brasil. Ordenado em 1917, na Catedral de Nossa Senhora da Penha de Crato, pelo 1º bispo da Diocese, Dom Quintino Rodrigues de Oliveira e Silva, Pe. Azarias foi Secretário do Bispado, cargo hoje  denominado de Chanceler.
Pe. Azarias foi também professor e diretor do Seminário São José de Crato até 1928. De 1929 a 1935 foi vigário de Milagres, Lavras da Mangabeira e Campos Sales, na Diocese de Crato. De 1935 até 1949, foi capelão e professor do Patronato Juvenal de Carvalho, em Cascavel (CE). De 1949 a 1964 foi  capelão e professor em Aracati, ensinando nos colégios São José, Marista e das Salesianas.
A partir de 1964, convidado pelo então Arcebispo do Ceará, Dom José de Medeiros Delgado, tornou-se professor do histórico Seminário da Prainha. Passou, então, a desenvolver sua missão evangelizadora, além do púlpito, nos principais jornais e revistas de Fortaleza. Escreveu vários livros. Dedicou-se, especialmente, ao trabalho de ampla pesquisa e profunda análise sobre o Padre Cícero, seu padrinho de batismo e já há muito tempo venerado como santo pelo povo do Nordeste. Desse estudo saiu a sua principal obra, publicada pela Editora Vozes, do Rio, em 1969: "O Patriarca de Juazeiro", consagrado clássico da literatura sobre a figura do Padre Cícero.
A Programação do evento
Local: Fundação Memorial Padre Cícero
Data: 4, 5 e 6 de outubro de 2017
Dia 4.10.2017
19h. Mesa de Abertura.
19h30. Roda de Conversa: Memórias sobre Padre Azarias Sobreira Lobo.
Mediadora: Dra. Ângela Maria Dantas Sobreira Tavares
20h30. Abertura da Exposição: Padre Azarias Sobreira, O padrinho de meu “Padim”.
21h. Coquetel
Dia 5.10.2017
14h. Roda de Conversa: Padre Azarias e a historiografia de Juazeiro
Mediadores: Daniel Walker e Renato Casimiro                        
15h30. Intervalo
16h. Roda de Conversa: Padre Azarias e a Diocese de Crato
Mediador: Armando Lopes Rafael
Dia 6.10.2017
14h. Roda de Conversa: Padre Azarias Sobreira e mundo dos beatos
Mediadores: Luitgarde Oliveira Cavalcanti Barros e Francisco Renato Sousa Dantas              
15h30. Intervalo
16h. Roda de Conversa: Padre Azarias, O padrinho do “Padim”.
Mediador: Geová Sobreira
(por Armando Lopes Rafael)

Pesquisa Datafolha desta 2ª feira: Brasileiro quer Lula preso e aval a denúncia contra Temer

Fonte: "Folha de S.Paulo",por Marco Rodrigo Alemida, 02-10-2017.
O brasileiro defende a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o prosseguimento da denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o atual ocupante do cargo, Michel Temer (PMDB), segundo o Datafolha.

Dos entrevistados pelo instituto, 54% avaliam que os fatos revelados pela Lava Jato são suficientes para justificar a prisão do petista.
Por outro lado, 40% afirmam que não há motivos para a detenção do ex-presidente, que governou entre 2003 e 2010 –5% não opinaram.
No caso do peemedebista, a diferença de opiniões é mais ampla: 89% são favoráveis a que a Câmara autorize a abertura de processo contra ele por organização criminosa e obstrução de justiça.
Apenas 7% dos entrevistados são contrários à aprovação da denúncia, que implicaria no afastamento de Temer por até seis meses, caso a decisão da Câmara fosse aceita pelo Supremo.
O Datafolha ouviu 2.772 pessoas em 194 cidades, nos dias 27 e 28 de setembro, com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.
Lula foi condenado pelo juiz Sergio Moro a 9 anos e 6 meses de prisão por ter recebido um apartamento em Guarujá (SP) como parte de propina da construtora OAS.
Segundo entendimento do STF, ele só poderá ser preso se a sentença for confirmada em segunda instância, pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, sediado em Porto Alegre.
O apoio à prisão do ex-presidente cresce conforme aumenta o grau de instrução (69% entre os que têm nível superior e 37% entre os com nível fundamental) e a renda familiar mensal (chega a 76% no grupo mais rico e a 42% no mais pobre) do entrevistado.
Também é maior nas regiões Sul (61%) e Sudeste (65%) que na Nordeste (34%), onde os índices de popularidade do petista são mais altos.
De forma geral, entretanto, predomina em todos os grupos a opinião de que o petista não será preso ao fim das investigações (66% no total).

TEMER
 Michel Temer em foto na home page do 'Financial Times', que noticiou a nova denúncia 
 Com relação ao presidente Michel Temer (PMDB), a acusação é de liderar um esquema do seu partido que teria recebido ao menos R$ 587 milhões de propina.
Além disso, ele teria dado aval à compra do silêncio do ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso no Paraná, pela JBS.
Para que a denúncia contra o presidente possa virar uma ação penal, é preciso a autorização de dois terços da Câmara.
Em agosto, os deputados barraram uma primeira denúncia contra Temer, em que era acusado de corrupção passiva.
A pesquisa também constatou uma divisão dos brasileiros quanto aos efeitos futuros da Lava Jato.
O Datafolha registrou empate técnico, de 44% para cada lado, entre os que creem que a corrupção irá diminuir após a operação e os que pensam que continuará na mesma proporção de sempre. Para 9%, atos ilícitos aumentarão nos próximos anos.
Percebe-se, de todo modo, um repúdio generalizado à corrupção entre os entrevistados. A maioria (62%) declarou que ela acarreta mais danos ao país do que a incompetência dos governos.
E 80% concordam com a ideia de que a "a corrupção é inaceitável em qualquer circunstância".
Da mesma forma, a afirmação "se um governante administra bem o país, não importa se ele é corrupto ou não", é rejeitada por 74%.

OS FINS JUSTIFICAM OS MEIOS -- por Regis Daniel Luscenti (*)


“(...) Nas ações de todos os homens, em especial dos príncipes, onde não existe tribunal a que recorrer, o que importa é o sucesso das mesmas. Procure, pois, um príncipe, vencer e manter o Estado: os meios serão sempre julgados honrosos e por todos louvados, porque o vulgo sempre se deixa levar pelas aparências e pelos resultados, e no mundo não existe senão o vulgo (...)” (capítulo XVIII da obra “O Príncipe”, de Nicolau Maquiavel).

   O aparente conflito entre os poderes deflagrado pela tendenciosa manifestação do Congresso em não se submeter ao controle exercido pelo Judiciário, que deflagra da harmonia insculpida no artigo 2.º da Constituição federal, simplesmente revela que o Legislativo acredita que tudo é permitido, mesmo se a conduta for reprovável no âmbito da ética e da moral.
   “O espírito das Leis de Montesquieu” leciona que “só o poder freia o poder”, este é o “sistema de freios e contrapesos”, aonde, em conjunto, deveriam reger o Estado de maneira a se exercer uma igualdade social e governamental, e não os próprios interesses. Hoje nos deparamos com teses de defesas que rebatem a credibilidade da prova obtida, se é ou não legal, mas nada se fala sobre a conduta tida como improba, imoral e ilegal, pois, manter-se no poder é o que realmente importa. Não vemos brio naqueles que ocupam os mais altos cargos de nosso país, aliás, este aparentemente, tem sido o requisito para ocupação de tais cargos, a exceção de raras personalidades.
   Não nos resta outra opção senão lembrar aos nossos Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário) as palavras do general Antônio Hamilton Mourão: “Na minha visão, que coincide com a dos companheiros que estão no alto comando do Exército, estamos numa situação que poderíamos lembrar da tábua de logaritmo, de aproximações sucessivas. Até chegar ao momento em que ou as instituições solucionam o problema político, pela ação do Judiciário, retirando da vida pública esses elementos envolvidos em todos os ilícitos, ou, então, nós teremos que impor isso”. Em que pese ser esta a “ultima ratio”, como dirá Nicolau Maquiavel, “os fins justificam os meios”.

(*) Regis Daniel Luscenti - e-mail: luscenti@bol.com.br

Mais curiosidades sobre a imagem de Nossa Senhora Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil – por Armando Lopes Rafael

   No próximo dia 12 de outubro, daqui a dez dias, o Brasil inteiro vai comemorar os trezentos anos do “aparecimento” da imagem da sua Rainha e Padroeira. Trata-se da pequena escultura de Nossa Senhora da Conceição, feita em terracota, ou seja, modelada em argila e cozida ao forno.

    A imagenzinha foi encontrada no dia 17 de outubro de 1717, e desde aquele dia passou a ser chamada Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Em julho de 1930, em grande solenidade ocorrida na cidade do Rio de Janeiro, à época capital do país, ela foi oficializada como “Rainha e Padroeira do Brasil”.

    Não se sabe como a imagenzinha foi parar nas águas do Rio Paraíba. Segundo matéria publicada na revista “Rainha dos Apóstolos”, editada em Santa Maria (RS), número de outubro/2017: “Quem esculpiu a imagem foi, provavelmente, o frade carioca Agostinho de Jesus. Este era aluno do mais respeitado artesão da época, português Agostinho da Piedade”.

    E por que motivo a imagem teria sido jogada no rio? O repórter Rodrigo Alvarez, autor de excelente livro sobre a pequena imagem, conjectura que “Era tradição se desfazer de santo quebrado o mais rapidamente possível. Manter defunto de barro dentro de casa era certeza de maldição”, defende o repórter.

     Nossa Senhora da Conceição já era Padroeira de Portugal (e consequentemente das colônias portuguesas, aí incluídas o Brasil), desde 25 de março 1646. Por isso, o jornalista Ricardo Marques escreveu: “Existe grandes possibilidades de que o dono da imagenzinha fosse um português”. Provavelmente a imagem foi involuntariamente quebrada, ficando a cabeça separada do restante do corpo. E seu supersticioso dono jogou-a no Rio Paraíba. Mas Deus tinha outros designios sobre esta sagrada imagem da Samtíssima Virgem.

     Restava a curiosidade de muitos em saber como era a imagem de Nossa Senhora da Conceição, antes de ser atirada no Rio Paraíba. O Padre Renato Augusto, da Paróquia do Verbo Divino, da cidade de São Paulo, encomendou a feitura de uma escultura de Nossa Senhora da Conceição, pintada a partir de um estudo realizado junto ao Artesanato Costa, tendo como base a tradicional pintura portuguesa das imagens desta devoção, naqueles recuados tempos do Brasil Colônia.
 Abaixo, a foto da imagem como devia ser originalmente.
    Que Nossa Senhora da Conceição Aparecida abençoe a nação brasileira! O nosso sofrido e querido Brasil, vem se afundando – cada dia mais – na maior decadência moral e na dissolução dos bons costumes, resultando daí a maior crise política, social e econômica da história republicana.

 Ninguém se engane: todas as nossas crises decorrem de uma única: a grave crise moral da sociedade.  Lamentavelmente, hoje a grande maioria dos brasileiros não cumpre mais os dez Mandamentos da Lei de Deus, diferentemente do que acorria em 1717. Naquele ano – por desígnio divino – a imagenzinha da Mãe Aparecida ressurgiu das águas barrentas do Rio Paraíba, numa rede de pescar, para se tornar a maior veneração desta nação,hoje  com quase 208 milhões de habitantes. Um visível sinal da misericórdia infinita de Deus para com o Brasil e os brasileiros.