xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 20/03/2017 | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

20 março 2017

Essas crianças - Por: Emerson Monteiro

Vontade pura de criar um mundo certo, vagam pelos dias na busca de afirmar a que vieram as crianças. Achar isso tudo fora do lugar já contava na programação dos experimentos da evolução. Rever os quadros e afastar as mazelas se torna dever de quem quer algo novo, novos tempos. Iluminam os lares, ruas e mares. Filmes de super-heróis também somam o direito de transformar. Elas transportam dentro de si o fator determinante do futuro em festa que despontam nos lábios do horizonte. Marcas outras, o que há de mostrar a fisionomia desta Terra da amizade e dos sonhos dos séculos.

No que pesem olhos preocupados dos que deixaram de cumprir a obrigação de oferecer espaço sadio aos jovens de hoje, podem deixar no vão das estradas perdidas ilusões e criar atos que vençam o mal estar da civilização esdrúxula desses malfadados senhores de negócio que só pensaram em si. Agora cabem métodos eficazes de realizar o projeto da história em termos de perfeição. Esquecer o desânimo daqueles outros se torna dever de obrigação. A essas crianças
o destino reserva o compromisso de refazer os edifícios da real felicidade.

Chegou o momento de transmitir o cetro de concretizar a bondade neste chão de tantas oportunidades até agora levadas na conversa. Em tese é isto. Os coroas e os mais atuais que preenchem as lideranças quase nada têm o que oferecer em resultados práticos. Dada esta razão, e na firme disposição de não dar por perdida toda a experiência humana, seja no Brasil ou no exterior, eis o motivo de a gente acreditar nas novas gerações. A maré não está pra peixe, é notório. Aonde se virar, existe uma bronca a resolver, com a maioria só pensando ocupar o lugar de mando e querer dominar o pedaço. Então resta crer nas crianças, na intenção de redesenhar o rosto do Planeta e revelar meios de reverter o quadro que as gerações anteriores deixaram, sob pena de mais nada acontecer. E isto ficaria fora de quaisquer cogitações dos que admitem os fins úteis da Criação divina.

Falece a arqueóloga Rosiane Limaverde - por Carlos Rafael


Faleceu na manhã de hoje, 20/03, a arqueóloga caririense Rosiane Limaverde, vítima de um câncer de útero, contra o qual vinha lutando há quatro anos.
Rosiane, de 51 anos, deixou uma rica contribuição à cultura caririense, principalmente por ter o sido, ao lado do esposo Alemberg Quindins, fundadora da Fundação Casa Grande, entidade que faz um reconhecido trabalho de inserção socioeducacional com as crianças do município de Nova Olinda.
É uma perda irreparável, mas que deixará um duradouro e relevante legado em prol da cultura regional, de valorização da identidade construída pelos saberes populares.

As idades

De acordo com Soren Kierkegaard, filósofo dinamarquês, a existência se resume a três fases distintas, sendo estas o itinerário da libertação da pessoa face ao desespero humano. Primeira destas, a fase estética, período em que depara com a beleza e a força da natureza. Época da energia viva dos instintos, usufrui de tudo com o ânimo de aproveitar ao máximo o ímpeto da juventude. Barcos a todo mastro, as ações correspondem desfrutar das oportunidades apresentadas quais senhores absolutos da situação. 

Segundo momento, e surge a primeira maturidade, a fase ética, de quando principia compreender a importância dos valores que balizem movimentos pessoais diante do todo social. Estabelece metas de realização profissional, cuidados de sobrevivência e o mínimo de providências no formato das instituições que estabelece: família, grupos, atividades. Já nem tudo poderá ser visto quais meras simples da experiência de viver por viver. Há de firmar postulados que atendam aos desejos, porém sob normas rígidas que lhe garantam a preservação das conquistas obtidas.

E terceiro nível de adequação perante o tempo das gerações, que daí revela a fase mística, consequência dos limites às respostas anteriores. Nem liberdade total do pássaro solto nos ares, nem domínio dos acontecimentos, tais ordenadores dos padrões, na segunda fase. Agora depara incerto o destino que lhe aguarda na próxima volta do parafuso. Nisto, face a face com o desconhecido das horas, apela aos sentimentos de fé e esperança, sentido natural do quanto lhe reservaram as fases anteriores. Eram tão só indicativas do que o impossível mostraria adiante, olhos postos às conseqüências de existir.

Portanto, fases estas fazem referência nítida ao enigma da Esfinge, do decifra-me ou te devoro: Que animal, nos inícios da existência anda de quatro patas, em seguida, em duas, e por fim em três patas? Ele, o ser humano, que engatinhava na primeira infância; pisava nos dois pés num segundo instante; e utilizará de uma bengala a fim de equilibrar o corpo, na fase mística, ou terceira idade.


Edições Anteriores:

Dezembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 30