xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 07/03/2017 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

07 março 2017

Os deuses de barro - Por: Emerson Monteiro

De comum existe uma idolatria dominante nos costumes individuais. Nesse patamar habitam inúmeros patronos da aventura humana. Espécie de escolha permanente, as pessoas postam fichas em valores particulares, com isso encontrando respostas parciais ao grande sentido de existir. Os exemplos variam ao infinito, desde apegos frios a vícios prejudiciais à saúde, quais drogas, alcoólicos, doces, frituras, carnes, refrigerantes, às dependências excessivas a clubes de futebol, sexo, violência, manias e fanatismos vários. Onde está o teu tesouro, aí está teu coração, afirmou Jesus de Nazaré.

Diante, pois, da gama desordenada dos instrumentos que oferece a sociedade global desses tempos, surgiram os meios de comunicação portáteis denominados celulares, ora promovidos a computadores de bolso, brinquedo por vezes nocivo enquanto não encaminhados aos níveis de peças eficazes e valiosas de produção e cultura.

Mas a cada um de acordo com o merecimento, lei infalível da justiça superior; nem sempre os usuários dispõem da consciência desenvolvida a utilizar com sabedoria os recursos da civilização. O que poderia servir de equipamento de aproximação sadia entre os seres humanos incorre no grave risco de reunir escórias e destruir a boa comunicação, arrastando consigo, inclusive, conquistas morais imprescindíveis à boa convivência.

Nisso afloram as limitações do momento, fase intermediária que requer maior consciência. quando solitários agem dentro de princípios éticos desnecessários. A ausência é atrevida, qual diz o saber popular. E na conta de utilizar o instrumento poderoso da comunicação de forma a ocorrerem as audácias da clandestinidade. Quantos e quantos atentados ao pudor vêm sendo cometidos nas tais situações de isolamento. O que ninguém imaginaria, afloram instintos e perversões, gerando maldades multiplicadas.

O que antes dar-se-ia apenas esporadicamente no escuro das solidões, agora impera também nos presídios e nas masmorras, provocando o poder das trevas entre os repastos da cidadania permitida. São deuses eletrônicos que investem contra o inventor, alarme rude e interrogativo das novas esfinges: Decifra-me ou te devoro.

(Ilustração: Salvador Dali).

7 de março: Seminário São José de Crato completa hoje 142 anos de sua criação

O Seminário Diocesano São José comemora nessa terça-feira, 7 de março, os seus 142 anos de criação.

A origem do Seminário São José começa pelo desejo do primeiro bispo do Ceará, Dom Luiz Antônio dos Santos (foi Bispo do Ceará entre 1861-1881), de fundar em Crato um educandário religioso. Para executar este sonho, Dom Luiz Antônio enviou em 1872 dois padres lazaristas, Guilherme e Antônio, que pregaram a necessidade deste projeto e recolheram donativos indispensáveis para a sua então realização. O Seminário foi oficialmente fundado no dia 7 de março de 1875, em capela e galpões de taipa e palha.
Em 2004, Dom Fernando Panico, 5º Bispo de Crato, convidou os Padres de São Sulpício para restaurar a Instituição e restabelecer a formação sacerdotal na Diocese de Crato. Visitaram a Diocese o Padre Provincial, Lionel Gendron (atualmente Bispo da Diocese de Saint-Jean-Longueuil) e o Padre Álvaro Jaramillo, Delegado Provincial dos Sulpícianos.
Assinado o contrato com a Companhia de São Sulpício (padres diocesanos associados tendo em vista a formação de futuros padres diocesanos), chegaram a Crato os Padres William René Palacios e Manuel Bautista, sulpicianos colombianos, para assumir a direção com outros dos padres diocesanos de Crato. Assim os seminaristas começaram a formação filosófica e teológica na própria Diocese.
Em 2013 os padres Sulpicianos encerraram sua missão, e o Seminário São José voltou a ser administrado por padres da Diocese de Crato.
Atualmente seu reitor é o Pe. Acúrcio de Oliveira Barros, sacerdote da Diocese de Crato.

Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30