xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 27/01/2017 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Em breve, estaremos de volta com as novas transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, alguns programas ao vivo ). O modelo será mais ou menos como no vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos em que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

27 janeiro 2017

Festival Itinerante de Música Instrumental acontece neste Sábado, em Crato



DIHELSON MENDONÇA TRIO - SHOW - Neste Sábado.
.
ALO, AMIGOS: Show neste sábado, em Crato - Teatro Rachel de Queiroz. Estaremos lá com nosso trio. Serão 3 shows, previstos para começar às 19hs. O show faz parte do Festival Itinerante de Música Instrumental - Ministério da Cultura.

Dihelson Mendonça - Piano e Teclados,
Cláudio Mappa - Contrabaixo Acústico
Demontier Delamone - Bateria
Entrada gratúita.




Saída dos EUA do maior acordo comercial do mundo abre portas para o Brasil



Fim da participação estadunidense no acordo comercial Parceria Transpacífico (TPP) pode beneficiar as exportações agropecuárias brasileiras

O Brasil é o maior exportador de soja do mundo, com 50 milhões de toneladas embarcadas por ano. Também é o líder na venda de frango para o exterior, com um total de quase 4,4 milhões de toneladas em 2016. E o que já está bom, pode ficar ainda melhor com a saída dos Estados Unidos do maior acordo comercial do mundo, a Parceria Transpacífico (TPP). Após o anúncio do presidente Donald Trump, na segunda-feira (23), o agronegócio brasileiro passou a ser uma alternativa natural para mercados que até então eram dominados pelos americanos. Mas os especialistas apontam que para aproveitar essas novas oportunidades, o melhor é ir com calma.

O professor de Economia da Universidade Positivo e consultor da Valuup, Lucas Dezordi, diz que novas oportunidades para o agronegócio brasileiro passam a existir, mas que é preciso seguir com cautela. “Acho pouco provável que o Trump ao sair desses acordos vá fechar a economia. Ele sabe que se fechar é um ‘tiro no pé’ e que não gera emprego. Mas há uma tendência, a partir de agora, que os acordos multilaterais entre países sejam deixados em standby e que acordos bilaterais [apenas entre dois países] dominem o cenário das negociações mundiais. Vamos começar a entrar em uma ‘guerra de trincheiras’”, prevê.

O que é a Parceria Transpacífico (TTP)
É o maior acordo regional de comércio da história, reúne 10 países e detinha (até a saída dos Estados Unidos) 40% de todo o PIB mundial. Para chegar ao termo final da parceria comercial internacional, foram cerca de oito anos de negociações. Faziam parte do TPP as seguintes nações: Estados Unidos, Japão, Canadá, Austrália, México, Malásia, Cingapura, Chile, Peru, Nova Zelândia, Vietnã e Brunei.

Marsio Antônio Ribeiro, economista especialista em agronegócio e comércio exterior, diz que com a saída dos EUA, que são grandes fornecedores de soja, milho, carnes e outros produtos do agronegócio, abre-se espaço para outros países fornecerem esse tipo de produto. “Não se sabe ao certo se a aliança vai permanecer sem os EUA. Até mesmo a China poderia participar do acordo, tudo depende das negociações. O que a gente vê é que a atitude do Trump é bem protecionista, uma política bem populista. Acho que em um curtíssimo prazo poderia ser até interessante internamente, mas a médio e longo prazo não há sustentação para isso”, opina o economista.

Benefícios e apreensão
O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, afirmou que a saída dos Estados Unidos do acordo comercial Parceria Transpacífico (TPP) pode gerar benefícios para o agronegócio brasileiro mas, também, é motivo de certa apreensão para as negociações internacionais. Ele esteve, nesta quarta-feira (25), numa cerimônia de posse de 70 servidores públicos do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).

“É uma grande chance para o Brasil avançar no comércio exterior, mas, ao mesmo tempo, a maior economia do mundo está se fechando e isso é uma preocupação. No entanto, entendemos que podemos usar as medidas protecionistas do governo americano como oportunidade. É fazer do limão uma limonada.”

Fonte: Gazeta do povo





Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30