22 novembro 2017

Sempre servir - Por: Emerson Monteiro

O Cristianismo, dentre outras escolas religiosas, ensina a importância do serviço aos semelhantes qual disposição principal do crescimento dos seres. Já agora, deste modo, há um céu aqui no chão. O gosto de ser útil aos demais, e a si mesmo, eis razão fundamental de trabalhar as consciências. Trabalhar em prol de mitigar dores, evitar o mal e construir o bem nos corações. Isto em todo lugar, em qualquer ocasião. Descobrir a forma de utilizar a força vital em favor dos necessitados.

São Paulo deixa claro o propósito de que a vida se reveste dessa finalidade essencial. Serve e passa, quando ao final seremos só servos inúteis. Criar as mínimas condições de erguer da terra os ideais da evolução dos humanos através da fraternidade. Oferecer de si aos outros, meios inquestionáveis de encontrar o crescimento espiritual, o que mais representa cultura e desenvolvimento.

Isso por vezes indagamos diante das atrocidades e crises das sociedades: O que resta fazer que possa equilibrar os acontecimentos?  Aonde foram aqueles que ocupam o lugar da autoridade, que detêm a delegação de mostrar as bases às comunidades e comandar os pelotões de pessoas no afã de sobreviver com dignidade? Nada justifica atingir níveis altos de qualidade dos instrumentos sociais sem oferecer aos iguais a oportunidade idêntica, porquanto muito se aprendeu de fórmulas para ordenar os grupamentos e permitir vidas em harmonia, em que fortes possam auxiliar fracos através dos campos de ideias e trabalho; oportunidades aos jovens; estudo, educação, saúde, moradia, segurança, transporte, lazer, felicidade...


O que esperar dos que têm mais senão alternativas aos que pouco possuem, numa perspectiva de bem-estar livre de competição, concorrência deslavada e guerras de conquistas? Jesus ensina assim, amar qual se ama e servir incondicionalmente. Jamais sermos felizes mediante a infelicidade alheia, pois todos somos um único ser da Natureza. Chega, por isso, de ignorar esta verdade primordial de uma paz coletiva e justa. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.