xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 15 de novembro: Dia de LUTO NACIONAL | Blog do Crato
.

VÍDEO - ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Prefeito do Crato é escolhido um dos melhores prefeitos do Ceará pela PPE Eventos, em Fortaleza. ( 09-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

14 novembro 2017

15 de novembro: Dia de LUTO NACIONAL

Fonte: /www.facebook.com/monarquiaimperial/posts/609136795816553 
O paradoxo da pretensão do Brasil ser democrático e sério, e ter um feriado nacional no dia de um Golpe de Estado.
   A República foi imposta arbitrariamente aos brasileiros por um Golpe de Estado, inaugurando a primeira Ditadura Militar da História do Brasil em 15 de novembro de 1889. Para tanto, os golpistas (esse sim foi golpe mesmo, pois não era prevista na Constituição) assumiram o compromisso através do Decreto nº 1, de consultar a nação para saber se o povo concordava com a mudança do regime. O autodenominado “Governo Provisório” se declarou consciente de que isso, ou seja, a consulta era um dever do novo governo republicano imposto sem consultar a população, e que faria em breve um plebiscito para legitimar a nova forma de governo. O plebiscito só foi realizado 104 anos depois. E mesmo assim não deram vez aos príncipes da Família Imperial para usar a televisão que foi franqueada a conhecidos políticos que usufruíam da República.
     Assim, a alardeada prioridade passou a ser (para as novas autoridades republicanas e as seguintes gerações de políticos) a consolidação do novo Regime Republicano a qualquer custo. Todos que se opuseram ao novo regime fossem militares ou civis foram reprimidos com veemência e a muitos foram executados sumariamente. Essa violenta imposição repressiva republicana assassinou covardemente 150.000 brasileiros nos seus sete primeiros anos dos fracassados governos republicanos, quando a população brasileira era de apenas 17 milhões e 400 mil habitantes, 11 vezes menores, o que corresponde a um genocídio quantitativamente proporcionalmente a 1.650.000 de mortos tomados por base a população brasileira de 2017.
   O tal Plebiscito prometido só veio ocorrer 100 anos depois, quando todos que haviam vivido na Democracia Parlamentarista (Constitucional) do Império do Brasil já haviam morrido, e, portanto a nova população brasileira desconhecia os parâmetros comparativos entre a Monarquia Constitucional e Regime Republicano, imposto sem honra ou grandeza em 15 de novembro de 1889, pondo fim a soberania do Imperador D. Pedro II.
 Foi a "fórmula mágica" que esta ilegítima República Brasileira encontrou para legitimar o ilegitimável. A maioria da população mal informada e doutrinada desde tenra idade nos bancos das escolas, pela farsa, de que a República foi uma coisa boa para o Brasil, obviamente votou naquilo que ela conhecia: a República que hoje está aí se desmanchando em corrupção, violência, destruição dos serviços públicos, insegurança, e todos os males que todos os dias vemos e sentimos na pele e na alma.
(Postado por Armando Lopes Rafael)

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Novembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30