xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> As histórias sufi - Por: Emerson Monteiro | Blog do Crato
.

VÍDEO - ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Prefeito do Crato é escolhido um dos melhores prefeitos do Ceará pela PPE Eventos, em Fortaleza. ( 09-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

23 outubro 2017

As histórias sufi - Por: Emerson Monteiro

Muitas, muitas, tão preciosas quanto as estrelas do céu e os minérios escondidos nas profundezas do mar, são as histórias sufi. Sufismo, vertente mística existente dentro do Islamismo. Baseia-se na ideia de que o espírito humano é uma emanação do espírito divino. (www.namu.com.br/filosofia/sufismo/o-que-e). 

A supor o que sejam essas histórias, se saiba que As mil e um noites são histórias originariamente vindas através do Sufismo. Prenhes da riqueza inigualável da imaginação oriental, trazem consigo a plena oralidade dos países do Crescente, preservada assim da voragem dos tempos. Desde criança, busco minerar os contos do Oriente, que mantêm vivo meu gosto pelas descobertas constantes dos sonhos literários.

Nem de longe, talvez, a gente avalie que essas narrativas hajam vindo pelas caravanas do deserto, varridas pelo vento dos sete mares, penetrado os rincões sertanejos da colonização portuguesa e adentrado a literatura oral sobretudo no Nordeste. Estão nos versos improvisados, danças e folguedos, crenças e seitas dos interiores. Já hoje, diante dos dotes industriais, dormem nos livros abandonados às traças, nos altares silenciosos das igrejas, nos benditos das festas populares, nos terreiros escuros das casas perdidas nos sítios lá distantes. 

A literatura árabe, persa, afegã, teve seu apogeu durante a dominação junto a Península Ibérica por volta de seis séculos. Nisso ganhou expansão ao Norte da África, influenciando as culturas portuguesa, italiana e espanhola, às margens do Mediterrâneo. Elas estão aqui ainda hoje; vale procurar nas ruas, nos becos. Quais o capital, as forças vivas da cultura jamais desaparecem, apenas mudam de lugar.

A propósito, transcrevo aqui duas dessas historinhas simples e cheias de ciência mística: 

-  História de uma gota de chuva: Uma gota de chuva caiu de uma nuvem de primavera e, vendo a grande extensão do mar, sentiu vergonha. Onde está o mar e onde estou eu?, refletiu. Comparada com ele, na verdade, eu não existo. Enquanto se julgava assim, com desdém, uma ostra a tomou em seu regaço e o Destino lhe deu forma em sua trajetória de maneira que uma gota de chuva se converteu, finalmente, em uma famosa pérola real.

Foi exaltada porque foi humilde. Chamando à porta da extinção, tornou-se existente.

(Saadi de Shiraz, Al-Bustan)

- Ilusão ou realidade: Um quitandeiro tinha um aprendiz que, por ser vesgo, via tudo duplo. Certo dia, o quitandeiro lhe disse: Quero que vás ao depósito e tragas a jarra de azeite que está na estante. O aprendiz foi e retornou dizendo: Há duas jarras, qual trago?

O quitandeiro enfadou-se e disse com sarcasmo: Rompa uma e traga a outra!

O aprendiz fez o ordenado, mas quando rompeu uma, a outra desapareceu.

(Farid ud-Din Attar) 

(www.gnosisonline.org/teologia-gnostica/contos-sufis-de-sabedoria/).

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Novembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30