xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Ninguém quer voltar ao “Paraíso Socialista”: Médicos cubanos manifestam desejo de permanecer no Ceará | Blog do Crato
.

VÍDEO - Em breve, estaremos de volta com as novas transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, alguns programas ao vivo ). O modelo será mais ou menos como no vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos em que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

08 maio 2017

Ninguém quer voltar ao “Paraíso Socialista”: Médicos cubanos manifestam desejo de permanecer no Ceará

Fonte: “Diário do Nordeste” 08-05-2017.
Na foto ao lado: A exemplo do que acontece nos demais municípios cearenses, delegação de médicos cubanos que desembarcou em Iguatu presta um grande serviço, principalmente às comunidades mais carentes ( Foto: Honórito Barbosa )

 O aumento de ações judiciais movidas por médicos cubanos vinculados ao Programa Mais Médicos do Governo Federal para permanecer no Brasil motivou, no mês passado, a manifestação de Cuba para resolver a situação que tem afetado o acordo internacional. No Ceará, a Comissão Estadual Provab/Mais Médicos (CCE), embora não especifique a quantidade de solicitações, informa que alguns cubanos têm manifestado a vontade de continuar nos atuais postos de trabalho. Hoje, há 372 médicos naturais de Cuba atuando nas 22 regionais de saúde do Estado. Em Fortaleza, dos 16 cubanos que atendem nos postos, cinco casaram com brasileiras e solicitaram a permanência.
Quando o Ministério da Saúde recebeu, no dia 11 de abril, por meio da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), a solicitação de uma reunião com representantes de Cuba, foi também informado que o governo cubano havia barrado a vinda de 710 profissionais para o Brasil que iriam atuar no Mais Médicos. No Ceará, em janeiro deste ano, segundo a secretária da CCE, Kílvia Macêdo, 597 cubanos estavam trabalhando. Destes, 225 foram embora por conta do encerramento do contrato. Estas vagas ainda não foram preenchidas por estrangeiros. Ao todo, o Estado conta, em média, com cerca de 1.000 profissionais no Mais Médicos.
Kílvia explica que pode permanecer no Brasil, conforme pactuado no Acordo de Cooperação Internacional que rege o programa iniciado em 2013, o profissional que casar oficialmente e tiver o Revalida - Exame Nacional de Revalidação de Diplomas criado pelos ministérios da Educação e da Saúde para simplificar o reconhecimento de diplomas de medicina emitidos por instituições de ensino estrangeiras. "Respeitando essas condições, os médicos podem continuar. Mas é necessário enquadrar-se nestas duas condições", reforça a secretária.
A representante da Comissão explica que os cubanos têm o contrato vinculado ao municípios e que, no Ceará, a Comissão tem ciência que há pedidos de declarações destes médicos junto às cidades para reiterar o apoio à continuidade dos trabalhos. Ela disse também que o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), através de uma nota pública divulgada em abril, orientou os gestores municipais a não assinarem documentos apoiando o pedido d



0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30