xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> “Jornal do Cariri” inicia campanha contra o novo Prefeito de Crato | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

09 maio 2017

“Jornal do Cariri” inicia campanha contra o novo Prefeito de Crato


Leiam abaixo o editorial da edição desta 3ª feira – 09-05-2017 – do tabloide “Jornal do Cariri” iniciando uma campanha midiática contra o Sr. José Ailton Brasil, novo Prefeito de Crato.

Não sou defensor do novo Prefeito!

Acho até que nestes cinco primeiros meses a administração dele foi tímida e sem brilho. Basta lembrar que o novo prefeito não teve força, sequer, para reativar o projeto da Zona Azul, que disciplinava o estacionamento de veículos na zona central da cidade. Hoje o estacionamento de veículos no centro da cidade está entregue às baratas!

Mas nada justifica a violência do editorial do “Jornal do Cariri”,cuja edição (a exemplo das anteriores) está sendo distribuída gratuitamente nas ruas da conurbação Crajubar. (Jornal distribuído gratuitamente dá o que pensar!)

Ademais, esse tabloide não tem nenhuma credibilidade junto à opinião pública do Cariri. Foi este “Jornal do Cariri” que durante anos manteve uma campanha caluniosa, injuriosa e difamatória contra o Exmo. e Revmo. Senhor Dom Fernando Panico, atual Bispo-emérito de Crato, à época que ele era o titular da nossa diocese. Aquelas aleivosias divulgadas ad nauseam pelo “Jornal do Cariri”, causaram danos morais irreparáveis à honra pessoal e à dignidade eclesiástica de Dom Fernando Panico, além de prejuízos ao conceito da instituição Diocese de Crato.

A imensa maioria da população católica do Cariri discordava e condenava a divulgação daquelas mentiras.

Infelizmente, a Justiça lenta (justiça lenta não é justiça) ainda não julgou os processos que o Bispo abriu no Poder Judiciário contra as calúnias de que foi vítima.

Agora o tabloide escolhe nova “bola da vez”: o atual Prefeito de Crato. A população caririense está enojada com esse tipo de jornalismo que nada constrói. Só destrói.

Façamos críticas, mas críticas construtivas e respeitosas. Até quando o Cariri será o espaço privilegiado para esse tipo de “jornalismo”?
Armando Lopes Rafael

Abaixo o editorial do “Jornal do Cariri”:

"O Crato está, hoje, sem esperança e sem prefeito
“O Crato, ao lado de Barbalha, é o mais tradicional município do Cariri. Conhecido por ser o berço cultural, artístico e educacional da Região Sul, o Crato esteve à frente da História do Brasil em diversos movimentos libertários na Colônia e no Império. Favorecido por um clima ameno, pela abundância de água e por uma população que se orgulha de seu passado, o Crato tem sido um laboratório para desastres políticos desde o fim da administração do capitão Ariovaldo Carvalho, no crepúsculo do regime militar de 1964, que deixou o cargo de prefeito com respeito e admiração do povo cratense.
"Salvo honrosas exceções, como a curta gestão de Dr. Raimundo Bezerra, o Crato tem amargado quatro décadas de prefeitos corruptos, incompetentes, desastrados, viciados ou omissos, especialmente quando, em alguns deles, todas essas “qualidades” se reúnem em uma só pessoa.
"Os cratenses têm a sensação de que, desde 1982, o Município só retrocede. Enquanto Juazeiro do Norte, mesmo com péssimos prefeitos, se consolidou como a “Meca do Cariri”, o Crato só tem perdido espaços, relevância e potencial econômico. Evidentemente que algumas iniciativas governamentais ou privadas, como o polo educacional universitário, as atividades culturais e a Exposição Agropecuária, ajudam a refrear esse processo de decadência permanente. A soma final, porém, dá sempre negativa.
"Após o fracasso administrativo e moral da administração de Ronaldo Matos, o Crato parece repetir sua sina com José Ailton de Sousa Brasil. Filho de agricultores do distrito de Dom Quintino, José Ailton graduou-se em Administração em uma universidade privada, prestou concurso para a Secretaria da Fazenda e lançou-se na política, tendo sido deputado estadual. Com a velha e sempre repetida promessa de recuperar o brilho e o prestígio do Crato, José Ailton foi eleito para o cargo de prefeito em 2016.
"Ele, assim como qualquer pessoa razoavelmente bem informada, sabia da enorme crise econômica em que o Brasil foi atirado pelo governo do Partido dos Trabalhadores e a corrupção generalizada que tomou conta das instituições públicas nacionais. Quem assumisse uma prefeitura em 2017 teria de saber administrar um orçamento enxuto com gastos crescentes. José Ailton, desde que tomou posse, só tem reclamado da situação em que recebeu o Crato e lançado suas farpas contra o ex-prefeito Ronaldo Matos, que não deixou boas lembranças.
"O primeiro gesto de despreparo de José Ailton foi o decreto de emergência administrativa de 2 de janeiro deste ano, que terminou por ser contestado pelo Ministério Público Estadual no Crato. Depois disso, José Ailton nada fez pelo Município. A sensação que o povo do Crato tem é a de não existir um homemocupando o cargo de prefeito municipal. As últimas informações dão conta de que ele pretende renunciar, dada a falta de perspectiva de orçamento para gerenciar a cidade”.

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31