xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Um milagre do Padre Cícero - Por: Emerson Monteiro | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

31 março 2017

Um milagre do Padre Cícero - Por: Emerson Monteiro

Seu Chico (Francisco Pereira da Silva), natural de Monte Horebe, na Paraíba, que chegou ao Cariri ainda criança, nos idos de 1944, e com ele trabalhei na Empresa Gráfica Ltda., em Crato. E dia desses, me contou a história seguinte, que tempos atrás presenciou em Juazeiro do Norte.

Morava na Rua Santa Rosa. Logo abaixo, na mesma rua, moravam dois senhores, Zé Ferreira e outro do qual não recorda o nome. Os dois tinham sérias dificuldades de relacionamento.

Certo dia, o filho desse senhor entrou na casa de Zé Ferreira e fez desmandos, quebrando e espalhando objetos. A mulher de Zé, então, saiu e foi dar parte no Quartel da Polícia, no centro da cidade, onde encontrou o marido e contou o ocorrido.

Zé Ferreira retornou em casa, pegou um pedaço de madeira fornida, veio ao meio da rua e gritava impropérios desafiando o vizinho de quem o filho praticara as badernas. E Seu Chico, de onde estava, observava aquilo tudo.

Nisso, o homem se apresenta de dentro da casa com uma das mãos escondida atrás do corpo. Invés dele vir com a faca pra frente, vinha por trás, para Zé não saber o que ele trazia, pois estava armado.

Ao chegar no meio da rua, quando Zé Ferreira levantou o pau para atingi-lo; naquela hora o velho tratou de lhe feriu de peixeira à altura do umbigo. Na ocasião, embora ferido, Zé obteve tomar a arma do desafeto, e ficou com o pedaço de pau numa mão e a faca na outra. De pronto daria pancada vigorosa no velho, que caiu de quatro bem na sua frente. Sem alternativas, entregue, foi quando ouvi ele gritar:

- Valei-me, meu Padre Cícero!  

Nessa hora, e isso é que achei incrível, Zé, com o pau e a faca nas mãos, sangrando, olhar o velho, que pra matar bastava uma cacetada e aí parar, dar meia volta e subir pela rua. Quando chegava na frente de minha casa, soltou o pau, dobrou a esquina, direção da Rua São José, e ao chegar no meio do quarteirão caiu.

Isto é que impressiona Seu Chico. Diante do calor da refrega, trans
ido pelo ferimento de que fora vítima, Zé Ferreira haver dominado o instinto de vingança perante o brado desesperado a clamar valimento, o que Seu Chico considera um verdadeiro milagre de Cícero Romão Batista.

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30