xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Correios emitem dois selos comemorativos relacionados ao Cariri cearense (postado por Armando Lopes Rafael) | Blog do Crato
.

VÍDEO - ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Prefeito do Crato é escolhido um dos melhores prefeitos do Ceará pela PPE Eventos, em Fortaleza. ( 09-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

22 fevereiro 2017

Correios emitem dois selos comemorativos relacionados ao Cariri cearense (postado por Armando Lopes Rafael)

No apagar das luzes de 2016, a Central Filatélica dos Correios do Brasil  procedeu à emissão de dois lançamentos de selos comemorativos. A primeira emissão foi em homenagem ao GeoPark Araripe e a segunda homenageou o político Miguel Arraes de Alencar, por motivo do seu centenário de nascimento.

1ª emissão: dois selos sobre o GeoPark Araripe
Ao lado, os dois selos e o carimbo comemorativo que homenagearam o GeoPark Araripe

Nessta emissão, os Correios apresentam o GeoPark Araripe, abordando a importância biológica, geológica e paleontológica desse fantástico universo natural do nordeste brasileiro. Criado em 2006, é o primeiro geoparque nas Américas reconhecido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura – UNESCO.

Patrimônio Paleontológico
O território de 6 (seis) municípios que compõem o GeoPark Araripe tem uma história natural de milhões de anos, cujas paisagens foram marcadas pela junção e separação (ainda em curso) entre a América do Sul e a África. Uma história que viu a estruturação geológica da maior bacia sedimentar interior do território brasileiro, a bacia sedimentar do Araripe, que recebeu a influência de águas marinhas, cuja relação deixou estemunhos únicos nas telas rochosas desse verdadeiro museu a céu aberto.
Assim, no GeoPark Araripe, projeto da Universidade Regional do Cariri (URCA) estão dois dos principais depósitos fossilíferos do Brasil e do mundo: as formações Crato e Romualdo, com incríveis exemplares expostos no Museu de Paleontologia da URCA.
Na Formação Crato, constituída principalmente por calcários laminados, são encontrados os mais variados grupos de seres vivos, como também é abundante o número de fósseis por metro quadrado, bem preservados com tecidos moles, comprimidos ou em forma de impressões.
A Formação Romualdo é constituída por folhelhos com níveis de concreções carbonáticas, nas quais, em muitas delas, são encontrados fósseis, a maioria peixes, e também, conta com a presença incrível de pterossauros, quelônios, crocodilomorfos, dinossauros e plantas.
Juntas, essas formações são consideradas um Konservat Lagerstätte, ou seja, seus estratos apresentam fósseis em excelente estado de preservação, e compõem parte do singular patrimônio natural do Cariri cearense, cuja conservação faz parte dos objetivos básicos do GeoPark Araripe.

Fóssil de Libélula
A libélula, símbolo do Museu de Paleontologia da URCA, em Santana do Cariri-CE, é um dos mais belos e impressionantes fósseis que compõe o acervo desse museu e é um verdadeiro ícone do GeoPark Araripe e da paleontologia brasileira.
No passado, há pelo menos 120 milhões de anos, no entorno de um grande lago, diversas espécies de libélulas planavam sobre suas águas. Os fósseis de libélulas da Formação Crato, são extremamente semelhantes às libélulas encontradas na Chapada do Araripe nos dias de hoje. Esses insetos fazem parte do grupo Odonata, que possui um ciclo de vida estreitamente ligado aos corpos d’água e que surgiu no Paleozoico, conservando, até hoje, as mesmas características morfológicas gerais.

Fóssil de Mariposa
As mariposas, conhecidas cientificamente como Lepidoptera, já voavam pelos ares da região que hoje é o Cariri no Cretáceo Inferior, principalmente durante a deposição dos calcários laminados da Formação Crato. Fósseis de Lepidoptera são extremamente rarosnessas rochas, sendo que a grande maioria dos fósseis encontrados são de asas isoladas.
Dessa forma, esse belíssimo exemplar do Museu de Paleontologia da URCA é único devido à preservação excepcional de todo o corpo do animal, inclusive com partes delicadas, como as antenas. O mais extraordinário desse fóssil é a preservação do padrão de cor das asas da mariposa.

Informações prestadeas pelos professores:
Álamo Feitosa Saraiva
Coordenador do Laboratório de Paleontologia
(Ciências Biológicas/URCA)
Flaviana Jorge de Lima
Laboratório de Paleontologia da URCA
Marcelo Martins de Moura Fé
Diretor Executivo do GeoPark Araripe
Laboratório de Geomorfologia e Pedologia (DEGEO/URCA)


2ª emissão centenário de nascimento de Miguel Arraes de Alencar
Acima, o selo e o carimbo comemerativo homenageado Miguel Arraes

Miguel Arraes de Alencar era cearense de nascimento, mas construiu sua carreira política em Pernambuco e se tornou um dos maiores expoentes da esquerda brasileira.
Foi deputado estadual, federal e governador de Pernambuco por três vezes. Arraes nasceu no dia 15 de dezembro de 1916, em Araripe, Ceará, onde frequentou os primeiros anos de escola.
Em 1932, concluiu o curso secundário no Colégio Diocesano, no Crato, também no Ceará, e em seguida mudou-se para a capital pernambucana. No Recife, foi aprovado num concurso público para o hoje extinto IAA (Instituto do Açúcar e do Álcool).Foi no IAA que Arraes conheceu Barbosa Lima Sobrinho, seu ex-presidente, e que o levou para a vida pública.
Em 1948, Miguel Arraes aceitou convite do então governador de Pernambuco, Barbosa Lima Sobrinho, para ocupar o cargo de secretário estadual da Fazenda. Dois anos depois, disputou sua primeira eleição para deputado estadual e ficou na suplência,vindo depois a ocupar a cadeira. Em 1958, conquistou uma vaga de titular na Assembleia Legislativa de Pernambuco.
No governo de Cid Sampaio, em 1959, voltou à Secretaria da Fazenda como titular. Nesse mesmo ano, foi convocado pelas forças progressistas para ser candidato a prefeito do Recife e se elegeu para seu primeiro mandato executivo.
Em 1962, depois de uma administração aprovada pela população da capital, Miguel Arraes foi eleito pela primeira vez para governar Pernambuco.
No seu governo (que não chegou a concluir), Miguel Arraes implantou programas de destaque na área de educação e no setor rural. O Acordo do Campo, assinado em seu gabinete, teve como princípio a implantação da justiça na relação trabalhistados canavieiros com os donos de usinas.
No dia primeiro de abril de 1964, Arraes foi deposto pelo Golpe que instituiu a ditatura militar no Brasil. Depois de ficar preso em quartéis do Recife e da Ilha de Fernando de Noronha, seguiu em 1965 para o Rio de Janeiro onde pediu asilo na Embaixadada Argélia. Ao lado da família, passou 14 anos exilado na capital argelina. Retornou ao Brasil em 1979, quando foi decretada a anistia pelos militares golpistas que estavam sendo pressionados por vários setores da população brasileira.
De volta ao Recife, Arraes retomou sua trajetória política, se filiando ao PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro). Foi eleito deputado federal em 1982. Em 1986, ainda pelo PMDB, Miguel Arraes foi eleito pela segunda vez para governarPernambuco. Em 1990, já filiado ao Partido Socialista Brasileiro (PSB), do qual presidente nacional, Arraes foi eleito, novamente, deputado federal, com a maior votação proporcional do país.
Em 1994, foi eleito pela terceira vez governador de Pernambuco. Quatro anos depois de perder a reeleição para o quarto mandato de governador, Arraes elegeu-se mais uma vezdeputado federal.
Morreu aos 88 anos, no dia 13 de agosto de 2005, no exercício do mandato, depois de passar quase dois meses internado no Hospital Esperança, no bairro da Ilha do Leite, na área central do Recife.
(Postado por Armando Lopes Rafael)

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Novembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30