xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 16/11/2016 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Em breve, estaremos de volta com as novas transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, alguns programas ao vivo ). O modelo será mais ou menos como no vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos em que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

16 novembro 2016

Sem maiores explicações - Por: Emerson Monteiro

Um noviço, certa vez, se dirigiu ao seu Mestre e indagou:

- Qual a pergunta mais importante que existe?

Com um sorriso nos lábios, a figuração desprendida dos mestres zen, ele logo respondeu:

- A pergunta mais importante que existe é esta que o senhor está fazendo agora (Qual a pergunta mais importante que existe?).

- E qual é a resposta mais importante que existe, Mestre? – seguiu perguntando o noviço. Ao que o superior, em seguida, lhe respondeu:

- A resposta mais importante que existe é esta que agora estou lhe dando.

E bem no interstício entre a pergunta que o discípulo fizera e a resposta que o Mestre lhe acabava de oferecer ali cabem todas as perguntas e respostas que existem ou venham a existir, quando, em gesto de pura leveza, nesse espaço hipotético, circula o conhecimento de tudo quanto há, pois o Ser que vive no que indaga já traz em si toda  explicação e todo conhecimento a propósito de tudo.

Bem no centro da fronteira entre a razão e a emoção circula o movimento do Universo, que é a luz da Eternidade que habita em todas as vidas, conscientes ou em fase do despertar da Consciência.

Enquanto explicações atende à razão, o sentimento assiste, por vezes indiferente, o transcorrer das respostas que o Universo oferece aos olhares vagos dos protagonistas do Infinito de todas as perguntas e respostas.

A luz que um dia imperou desfazendo as trevas da ignorância vaga na noite ainda escura das consciências sombrias à busca trazer a iluminação. - Meu Reino não é deste mundo – dissera Jesus.

Por isso, no vazio das consciências, em meio a tantas perguntas possíveis e imagináveis, perdura livre o desejo da verdade mais pura, durante o caminho das gerações. De passos continuados neste solo das existências, desperta a Natureza, o sol das presenças individuais que um dia irão clarear todo Tempo.


Obs.: A historinha que ilustra este comentário me foi contada por Gabriel Facure da Rocha.


Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30