xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 19/10/2016 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Em breve, estaremos de volta com as novas transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, alguns programas ao vivo ). O modelo será mais ou menos como no vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos em que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

19 outubro 2016

A gangorra do destino - Por: Emerson Monteiro

De vestido longo e sete saias, ela dança naquele salão enorme, cabelos ao vento; e dançando, dançando, no som do sentimento e dos acordes de Bach, a boca amarga, o peito arde e a tarde ferve.

Fala por meio do diálogo deles dois aflitos, na expectativa de receber algo hipotético, todavia que não cessa o tempo de anunciar nas frestas das conchas, nas histórias do povo e na prática obstinada de esperar o que de vindouro vem; virá um dia. Os personagens, sempre os mesmos, de olhos postos nas dobras do infinito, que guardam certeza de receber a encomenda ao toque impetuoso do teclado longo e surdo; aquilo dos dramas-comédia, das ranhuras na alma, tudo fixo numa infalível anunciação.

Pacote amarrotado ou carta boa, recheada dessas quaisquer surpresas, há, sim, patentes, à espera, festas de otimismo, saudade do ser feliz. O que sabia disso, contudo, alimentava suficientes sonhos, na luz das prendas escondidas sob as pálpebras ressequidas. Ninguém aceitaria respostas inadequadas diante de tanto desejo reprimido.

A cigarra toca avisando o correio no portão. E essa carta que, chegando, chegando, nunca chega. Mas chegará de algum modo. O caminho mais curto?... Ninguém sabe. Sabe-se, sim, que virá a passos longos e breves pelo corredor interminável das horas...

Na conta disso, olhos nas movimentações da rua, acima e abaixo, ouve o caminhão do lixo. Lembra ser sábado, e que não passará correio naquele dia. Então, assim também é bom, porquanto ficará tranquilo noutra tarde. Alguma correspondência chegará, porém. Irá cuidar dos bichos, seus iguais. Sonhar, filmar, ouvir telefones, contar fantasias, contemplar as flores, no jardim da praça; escutar pássaros, aos começos de noite. Quando chegar, pretende recebê-la a caráter, de modos bons, tantas vezes, horas, meses, séculos alimentados no seio do coração. Com braços pregados em cruz, na mesa do jantar, entre xícaras, talheres, bolos e bules fumegantes, e sorrirá de alegria.  

Cunha é preso em Brasília por decisão de Sérgio Moro



Deputado cassado foi preso nesta quarta-feira (19).
Despacho que autorizou a prisão de Cunha é de terça-feira (18).

O ex-presidente da Câmara e deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi preso nesta quarta-feira (19), em Brasília, segundo a GloboNews. A previsão da Polícia Federal (PF) é a de que ele chegue a Curitiba no fim desta tarde. A prisão dele é preventiva, ou seja, por tempo indeterminado.
Na terça (18), juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça, determinou a prisão de Cunha.

O peemedebista perdeu o mandato de deputado federal em setembro, após ser cassado pelo plenário da Câmara. Com isso, ele perdeu o foro privilegiado, que é o direito de ser processado e julgado no Supremo Tribunal Federal (STF).

Processo
Moro retomou na quinta-feira (13) o processo que corria no Supremo Tribunal Federal (STF) contra Cunha. Cunha é acusado de receber propina de contrato de exploração de Petróleo no Benin, na África, e de usar contas na Suíça para lavar o dinheiro. Na segunda-feira (17), Moro intimou Cunha e deu 10 dias para que os advogados protocolassem defesa prévia. Como o STF já havia aceitado a denúncia, Moro apenas vai continuar o julgamento do caso, a partir de onde o processo parou na Suprema Corte. O processo foi transferido para a 13ª Vara da Justiça Federal no Paraná após Cunha perder o mandato de deputado federal. Junto com o cargo, ele também perdeu o direito à prerrogativa de foro - o chamado foro privilegiado, que lhe garantia a possibilidade de ser julgado apenas pelo STF. Agora, toda a ação penal contra o ex-deputado deverá correr nos trâmites normais do Judiciário para qualquer cidadão. Isso significa que o julgamento contra Cunha poderá passar por todas as instâncias até que seja definida uma condenação. No despacho em que recebeu a denúncia, Moro fez questão de lembrar que o MPF retirou a acusação de crime eleitoral contra Eduardo Cunha. O motivo, segundo o juiz, foi o fato de que a Justiça Federal não poderia julgar crimes eleitorais. Isso cabe apenas à Justiça Eleitoral. Cláudia Cruz, mulher de Cunha, já responde por lavagem de dinheiro e evasão de divisas na Justiça Federal do Paraná. De acordo com as investigações, Cláudia Cruz foi favorecida, por meio de contas na Suíça, de parte de valores de propina de cerca de US$ 1,5 milhão recebida pelo marido.

Fonte: G1
Via www.blogdocrato.com


Uma história encantadora: Canonizado o menino mexicano que morreu para defender a Fé Católica

Domingo. 16 de outubro de 2016. Em missa televisionada para o mundo inteiro, o Papa Francisco declara que a Igreja Católica tem novo santo: São José Luís Sánchez Del Rio, um menino assassinado aos 14 anos, no interior do México.
Transcrevo a seguir um texto escrito pela Equipe Christo Nihil Praeponere, sobre o novo Santo da Igreja Católica:
“José Luiz Sanchez Del Río nasceu a 28 de março de 1913, na cidade Sahuayo, província de Michoacan, México. Vivia uma vida comum, como qualquer outro menino do interior do México, até que esta normalidade foi quebrada pela ascensão de Plutarco Elias Calles à Presidência da República mexicana.
“Este presidente tirânico, declaradamente socialista e maçom, empreendeu em todo o Méxio uma das maiores perseguições que a Igreja Católica sofreu no século XX.
Com o pretexto de “livrar a nação do fanatismo religioso" (qualquer semelhança não é mera coincidência), Plutarco Calles iniciou uma investida militar contra padres, religiosos e fiéis leigos que demonstrassem qualquer sinal da fé católica. Confiscou todas as Igrejas, prendeu e matou padres, bispos, frades, freiras dentre muitos outros. Após tanta perseguição, um grupo de fiéis católicos viu-se obrigado a pegar em armas para garantir a sobrevivência da Igreja Católica. Esta contrarrevolução ficou conhecido como “Cristiada” ou “Guerra Cristeira”, em homenagem aos combatentes católicos que eram conhecidos como “Cristeros”.
“Um dia, ao visitar o túmulo do beato mártir Anacleto González Flores, que havia morrido durante a perseguição de maneira brutal e impiedosa, José Luiz Sanchez Del Río rezou a Deus, pedindo para que ele também pudesse morrer pela manutenção de sua Fé. Então, aos 13 anos de idade, foi procurar o general Prudencio Mendoza, comandante das forças católicas, que tinha sua base na vila de Cotija, para que pudesse ingressar no exército cristero. Ao chegar, dirigiu-se ao general que o indagou:
- O que viste fazer aqui meu rapaz? Ele respondeu:
- Vim aqui para morrer por Cristo Rei. 

“A sinceridade daquelas palavras e o vívido olhar destemido daquele nobre rapaz ressoaram profundamente no coração do general cristero, que autorizou sua entrada na milícia.
Em fevereiro de 1928, cerca de 1 ano após o seu ingresso no exército cristero, o menino e seus confrades foram surpreendidos numa emboscada. José Luiz cedeu seu cavalo ao líder da resistência, sendo capturado pelos sádicos soldados do governo de Plutarco.         
Na intenção de fazer com que o menino renunciasse sua fé, descamaram a planta de seus pés até as nervura e o amarraram em um cavalo, obrigando-o a andar por cerca de quatorze quilômetros a pé e descalço. Não precisamos aqui dizer o nível de dor que esta pobre criança sentiu, mesmo assim, nos momentos em que as dores lhes eram insuportáveis, o menino cheio da Graça Divina Bradava em voz alta e vigorosa “Viva Cristo Rey e la Virgem de Guadalupe!"  
No dia seguinte, 10 de fevereiro de 1928, uma sexta-feira, o menino que estava prestes a completar 15 anos foi fuzilado pelos soldados do Exército do Presidente da República. Em meio às torturas, e antes de ser varado pelas balas gritou; “Viva Cristo Rei e a Virgem de Guadalupe”! E ofereceu sua vida terrena para não perder a vida eterna ao lado de Jesus Cristo, a quem ele depositou sua fé com bravura e fidelidade.
Postagem de Armando Lopes Rafael

Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30