xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 04/09/2016 | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

04 setembro 2016

CONSTITUIÇÃO PODERÁ ESTAR SENDO VIOLADA EM CRATO - Radialista Fábio Lemos diz que recebeu mais uma ameaça e pede o apoio da Sociedade para garantir a Liberdade de Expressão



NOTA: O Blog do Crato expressa o seu repúdio a qualquer tentativa de tolher a liberdade de expressão, e ao mesmo tempo presta solidariedade ao radialista Fábio Fabio Lemos Leite​, e a todos os jornalistas e radialistas que estão se sentindo perseguidos no seu direito à livre expressão do pensamento. É preciso que a imprensa caririense esteja unida neste momento, e que possamos denunciar à suprema corte do País estes abusos, excessos, e denunciar aos órgãos como a OAB, a Associação Brasileira de Imprensa e fazer veicular em toda a imprensa do Brasil quaisquer tentativas de cerceamento da liberdade de expressão e o livre exercício da imprensa. Não será com truculências e meios claramente antidemocráticos que alguns irão calar a voz daqueles que fazem um jornalismo sério e mostram a realidade da sua cidade, do seu Estado e do seu País.

NOTÍCIA:

O consagrado locutor que faz o jornal do meio-dia na Rádio Educadora do Cariri, mais uma vez vem a público denunciar que recebeu ameaça e pede o apoio da sociedade. O radialista apela para a liberdade de expressão, que é uma grande conquista da humanidade, e é garantida pela Constituição Federal no seu artigo quinto, incisos IV e IX, que assim rezam
Artigo 5º:
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;
IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença
E também no seu artigo 220:
Art. 220 
A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.
§ 2º - É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística. É bom lembrar que não existem perfis pessoais de pessoa jurídica no Facebook, pois este só aceita cadastros de pessoa física e não de empresas.

Segundo o radialista:

"Mais uma vez fico indignado e revoltado com algumas situações que tenho que enfrentar na minha vida por conta de pessoas de mau caráter que insistem em ameaçar-me e principalmente por querer comprar a minha dignidade. A história volta a se repetir, recebo mais uma ameaça. Mas eu penso uma coisa, Deus dá o problema do tamanho das nossas costas. E eu tenho muitos problemas, problemas pessoais e não é esse que vai me abater. Se quiserem me perseguir tudo bem, eu não tenho medo de trabalhar em qualquer outro ramo, aliás, se for preciso pegar na enxada eu pego com muita honra, como também pego na caneta para escrever, não fiquem nessas ameaças e perseguições.Não trabalho apenas por dinheiro, trabalho por amor e pela vocação que Deus me deu, não me vendo, não estou a venda. 

Mas é evidente que eu espero que a sociedade me vingue, ou seja, dê a resposta a estes que enganam o povo e reprime usando-os como moeda de troca. Entretanto, se for recado de bandido, de político corrupto, de ladrão, se for um recado para eu me calar, parem de me perseguir, porque eu não tenho medo de ameaça e não vou aceitar o recado. Se uma coisa que o microfone me permite é falar, protestar, com quem quer que seja defendendo ideias e o direito dos cidadãos. 

A emissora que me acolhe Rádio Educadora , que tão bem me acolhe todos esses anos, tem essa principal característica: a liberdade de expressão. E é por confiar nisso que eu trabalho todos os dias. Tenho orgulho de trabalhar e fazer parte deste seleto grupo de profissionais, principalmente pelo tratamento que tive no começo da minha jornada na mesma.

Por isso, eu repito. Não tenho medo de ameaça e não aceito recado. Não vou parar de falar, de protestar e de criticar os erros cometidos. E continuo aqui, onde tenho liberdade para isso. Eu estou sentado nessa cadeira com maior orgulho e prazer. E fico aqui enquanto meus Diretores e superiores me quiserem.  Mas me calar diante de uma ameaça covarde como essa eu não vou. Ninguém vai me intimidar. E ninguém, ninguém comprará a minha dignidade"

Fábio Lemos - Radialista


Alta de ICMS encarece medicamentos em 12 estados


A necessidade de os governos estaduais reforçarem o caixa em tempo de crise está custando caro a pacientes de quatro regiões do país. Desde o fim do ano passado, 12 estados aumentaram o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre medicamentos, com impacto médio de 1,2% sobre os preços.

De acordo com levantamento da Interfarma, associação que reúne 55 laboratórios em todo o país, a alíquota passou de 17% para 18% nos seguintes estados: Amapá, Amazonas, Bahia, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Sergipe e Tocantins. O imposto subiu de 17% para 17,5% em Rondônia e de 19% para 20% no Rio de Janeiro, que cobra o maior ICMS do país sobre medicamentos. Segundo a entidade, a carga tributária média sobre os medicamentos no Brasil corresponde a 34% do preço total, uma das mais altas do mundo. A alta do ICMS, de acordo com a Interfarma, resulta em redução de descontos nas farmácias porque a indústria farmacêutica está sendo impactada por outros custos que não foram totalmente repassados em 2015, como a alta do dólar e da energia elétrica. Para o diretor de Acesso da Interfarma, o consumidor é punido duplamente, tanto ao comprar o medicamento como ao pagar imposto mais alto que não necessariamente é aplicado em saúde. “No caso do Farmácia Popular, que é um programa muito bem-sucedido, o governo federal gasta quase R$ 3 bilhões por ano com programa, mas paga, em média, 18% de ICMS para o estado, que não abriram mão do imposto. Quase R$ 600 milhões por ano vão para o tesouro dos estados, mas não voltam à saúde”, diz.

Fonte: Agência Brasil


Manifestantes protestam contra governo Temer em Copacabana


Centenas de pessoas se reuniram hoje (4) para protestar contra o governo do presidente Michel Temer, em frente ao Hotel Copacabana Palace, na Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro. O ato ocorre menos de uma semana do impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff, pelo Senado, que levou seu  ex-vice a assumir o governo. Outras manifestacoes populares estão marcadas em varias cidades do pais.

Victor Guimarães, representante do Movimento de Trabalhadores Sem Teto (MTST), disse que cresce nas ruas o movimento de resistência, apesar do boicote da mídia. Guimarães acredita que as pessoas estão atentas a retrocessos nas politicas públicas e direitos sociais. Como exemplo, cita a reforma trabalhista, em discussão no governo e o corte no Programa Minha Casa, Minha Vida. "Na primeira semana de interinidade já suspenderam com uma canetada a contratação de dez mil moradias nos país", afirmou. "Dez mil familias inteiras tiveram o sonho da moradia interrompido por uma canetada. Até hoje, não chamaram a gente para negociar,  eles não conversam", afirmou, referindo-se à linha do programa que repassava recursos para organizações sociais construirem os prédios e que foi suspensa. Segundo o representante MTST, o governo anunciou que voltaria atrás, mas não desbloqueou ainda os recursos de menos de 2% do programa nessa modalidade e que não passava pelas mãos de grandes construtoras. Preocupada com o que chamou de retrocessos na educacao, a jovem Maria Eduarda Luporini, de 16 anos também estava na manifestação. Para ela, os anúncio de reformas, incluindo privatizações e cortes de gastos públicos levará o ensino público ao colapso, principalmente o ensino superior com o qual ela sonha. "Esse governo só vai acentuar os problemas do país, quem mais vai se prejudicar sao os trabalhadores e o pobres", disse.

Teresinha Martins Sobral, de 83 anos, aposentada, afirmou olhar com desconfiança para o novo governo. "Um governo que chegou aonde está por cima do voto popular não é legítimo", disse. Ela acompanha a situação política do país e diz que é a mais grave pela qual já passou. "Já vi tantas coisas, mas de toda minha jornada de vida, isso é pior. As perdas diante do que tínhamos conquistado, de direito, minha sobrinha agora mesmo estava me falando do corte de verbas nas universidades, ou seja, é um golpe sobre as conquistas recentes." Para ela, as pessoas têm mais consciencia agora do que em 1964, quando os militares chegaram à presidência à força. Por isso, participam de protestos. "A manifestação é pacífica, por direitos, o brasileiro tem que se manifestar contra o golpe", afirmou Teresinha. Também aposentada, a professora universitária, na faixa dos 60 anos, Beti Rabeti, identifica sinais de machismo no processo que tirou Dilma Rousseff do Palácio do Planalto, pelo Congresso, em um processo cuja legalidade é questionada por setores da sociedade. "Há uma dimensão machista, até misógina, no fato de termos a primeira mulher presidenta afastada", afirmou. Ela não acredita em reversão, mas avalia que a resistência vai existir. " A luta politica nunca foi e nem nunca será fácil. A esquerda hoje é mais necessaria que nunca. A luta é contínua", disse. Com frases bem humorados contra o governo, como "Já falei, vou repetir, é o povo que tem de decidir", além de  cartazes a favor de eleições, a manifestação seguiu em direção ao Canecão, tradicional casa de shows, ocupada pelo movimento "Ocupa Min". A Policia Militar não faz estimativa de público em manifestações no Rio. Os organizadores da Frente Brasil Popular não passaram o número de participantes. A assessoria do Planalto disse que, até o momento, não há previsão de o Palácio do Planalto se pronunciar sobre as manifestações contra o governo do presidente Michel Temer.

Na China, Temer disse que as manifestações que vem ocorrendo não representam a vontade da maioria. "Quem muitas vezes se insurge como um ou outro movimentozinho, é sempre um grupo muito pequeno de pessoas. Não são aqueles que acompanham a maioria dos brasileiros”, disse Temer, no último dia 2, a jornalistas que o acompanham na viagem.

Fonte: Agência Brasil




Normando protocola defesa da candidatura e tenta voltar à disputa eleitoral em Juazeiro



O radialista Normando Sóracles entrou neste sábado (3) com pedido na Justiça Eleitoral de Embargo Declaratório. No documento, entregue no período da tarde no cartório eleitoral de Juazeiro do Norte, a assessoria jurídica da coligação "Juazeiro Agora Vai" solicita a reconsideração da decisão da juíza Ana Raquel Colares, que indeferiu na sexta-feira (2), o pedido de registro da candidatura de Normando a prefeito de Juazeiro do Norte. A defesa alega que a coligação cumpriu todas as exigências da proporcionalidade de 30% de homens ou mulheres para o registro da chapa. A Justiça Eleitoral, no entanto, só deve se pronunciar ao longo desta semana. Por enquanto, Normando continua fora da disputa eleitoral.

Fonte: Flávio Pinto
Foto: Agência Miséria




PDT do Crato filia novos integrantes com a presença de Cid, Lupi e André Figueiredo



O PDT do Crato recebeu nesse sábado (3) novas filiações. A cerimônia contou com a presença do ex-governador Cid Gomes, do presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, e do presidente estadual do partido, André Figueiredo. Eles abonaram as fichas de filiação, que na maior parte foi formada por jovens e mulheres. Para Cid Gomes, “o surgimento de novas lideranças é fundamental para resgatar o verdadeiro espírito de fazer política no país”.

Fonte: Eliomar de Lima


Nenhum político foi condenado após dois anos de Lava Jato no STF


Nenhum político foi condenado após dois anos de Operação Lava Jato, completados no último domingo (28). Ainda em fase inicial de julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF), apenas dois parlamentares, o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e o deputado Nelson Meurer (PP-RR), tornaram-se réus em ações penais. 

O juiz federal responsável pelas ações de primeira instância, Sérgio Moro, decidiu por 106 condenações. Seis meses antes de ser julgada pelo STF, a Lava Jato começou a operar em março de 2014. Moro expediu sentença em 21 casos, respondendo as 45 acusações criminais do Ministério Público Federal contra 226 pessoas. Há dois anos, o ex-diretor da Petrobrás, Paulo Roberto Costa, levantou suspeitas sobre mais de 20 parlamentares, em depoimento a Procuradoria Geral da República (PGR). E o doleiro Alberto Youssef fechou sua delação premiada no STF em dezembro de 2014. Em março de 2015, o relator da Lava Jato no STF, Teori Zavascki, recebeu da PGR a primeira lista de políticos suspeitos da Operação. Ao todo, Zavascki expediu 162 mandados de busca e apreensão. Toda a investigação gerou 81 inquéritos, envolvendo 364 pessoas com ou sem foro privilegiado; 54 parlamentares, ministros do TCU (Tribunal de Contas da União) e a ex-presidente Dilma Rousseff. Dentre as 14 denúncias entregues pela PGR, somente três foram acolhidas pelo STF: duas contra Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e uma contra o deputado Nelson Meurer (PP-PR).

Demoras

No último dia 20 de agosto, completou um ano em que a denúncia da PGR contra o ex-presidente Fernando Collor (PTC-AL) foi feita, ainda sem virar ação penal. Teori Zavascki justifica que a demora do Supremo se deve à complexidade de uma legislação específica e pelo fato do STF se tratar de uma instância única de julgamento, com poucas possibilidades de recursos. Ele aponta, também, diferenças entre a vara federal de Moro e o gabinete do ministro do Supremo. 

As informações são da Folha de S.Paulo. 



William Bonner já teria um novo relacionamento, segundo revista



Após o anúncio da separação de Fátima Bernardes e William Bonner, surgiram muitas teorias sobre o motivo do fim do relacionamento dos jornalistas ter chegado ao fim. Em entrevista á "Contigo!", uma fonte próxima ao casal garante que não houve traição, mas que Bonner já estaria envolvido com outra pessoa.  "Fátima está arrasada mesmo, mais por causa do divórcio. Isso mexeu com ela, porém é durona, não vai deixar transparecer. O balde de água fria foi ele ter saído de casa, o filho (Vinícius, de 18 anos) deles teria ficado desolado também. Bonner, inclusive, já teria um novo relacionamento, mas não teve traição". Ainda de acordo com a matéria, o jornalista teria se mudado há cerca de dois meses para um apartamento na Lagoa, Zona Sul do Rio de Janeiro. Segundo a "Veja Rio", o casal passou por uma crise em março deste ano, quando Fátima se afastou por um tempo da apresentação do "Encontro". Há cerca de três meses, o casamento piorou ainda mais quando os três filhos de Fátima e Bonner foram fazer intercâmbio no Canadá e nos Estados Unidos, segundo a revista. 
"O casal mal se falava, enquanto Bonner acompanhava com entusiasmos a reforma de um apartamento no 5º andar de um prédio na Avenida Borges de Medeiros, na Lagoa", disse um entrevistado. 

Fonte: Última Hora




Edições Anteriores:

Dezembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 30