xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 03/09/2016 | Blog do Crato
.

VÍDEO - ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Prefeito do Crato é escolhido um dos melhores prefeitos do Ceará pela PPE Eventos, em Fortaleza. ( 09-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

03 setembro 2016

Em VEJA desta semana

Duque relata à Lava Jato reuniões com Lula para discutir propina
Ex-diretor da Petrobras está muito próximo de fechar acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal
 Renato Duque, ex-diretor de serviços da Petrobras: encontros periódicos para tratar do financiamento do PT com recursos desviados de contratos com a estatal (AGB/Folhapress)

Renato Duque, ex-diretor de Serviços da Petrobras, declarou ter se reunido com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Paulo Okamotto, presidente do Instituto Lula, a fim de debater divisão de propina em contratos da petrolífera. A informação foi revelada em reportagem do Valor Pro, do jornal Valor Econômico.
Segundo o depoimento de Duque, indicado pelo PT ao cargo da companhia, essas reuniões ocorreram na sede do instituto, no bairro do Ipiranga, em São Paulo. Ele está em negociações avançadas de um acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF) em Curitiba e disse ter como provar o que relata.
De acordo com a reportagem, o ex-executivo “já prestou informações escritas aos investigadores por meio de anexos elaborados por seus advogados” e o “material é considerado relevante”. Os procuradores da força-tarefa devem receber outros papéis com novas informações a partir de 8 de setembro.
O Valor também “apurou que Duque fez um relato sobre o que chamou de verticalização das ordens de comando na Petrobras. Segundo ele, as decisões tomadas pela estatal que – deveriam obedecer a critérios técnicos – eram ordenadas com viés político.”

No fundo do poço: Plano de demissão voluntária da Petrobras tem 11,7 mil adesões
Custo com os desligamentos será de cerca de 4 bilhões de reais
O plano de demissão voluntária da Petrobras teve adesão de 11.704 empregados. Em comunicado, a estatal informa que se encerrou o prazo para o Programa de Incentivo ao Desligamento Voluntário (PIDV), mas que o número ainda pode ser alterado devido a inscrições realizadas em papel e postadas até 31 de agosto. A companhia também afirmou que, até a data de homologação da rescisão, os empregados podem desistir da adesão.
O custo anteriormente previsto, levando em conta 12.000 empregados, era de 4,4 bilhões de reais, com uma economia esperada de 33 bilhões de reais até 2020. Nesse nível de adesão, o custo no momento é de cerca de 4 bilhões de reais, o que será consolidado após o término do prazo para os desligamentos.
O PIDV, iniciado em 16 de junho, teve até o momento 2.450 contratos de trabalho encerrados. A companhia havia informado provisão de 1,2 bilhão de reais até 30 de junho de 2016 relativo aos gastos previstos com os 4.087 funcionários que haviam aderido ao programa, conforme o balanço do segundo trimestre de 2016.

Oposição venezuelana desafia Maduro com protestos em Caracas
Venezuela prende ativistas da oposição antes de manifestação. Governo venezuelano dia  que “é golpe!”

Os venezuelanos tomam as ruas de Caracas nesta quinta-feira em manifestações para reivindicar a realização de referendo - 01/09/2016 (Carlos Garcia Rawlins/Reuters)

Agentes da Polícia e da Guarda Nacional da Venezuela, comandados pelo governo de Nicolás Maduro,  lançaram gás lacrimogêneo contra um grupo de manifestantes que jogavam pedras, após uma grande passeata realizada nesta quinta-feira pela oposição para pedir um referendo revogatório contra o presidente Nicolás Maduro.
 “Atentos! Denunciamos a presença de infiltrados (…) pedindo a tomada da autoestrada em Las Mercedes”, denunciou a aliança opositora Mesa da Unidade Democrática (MUD), no Twitter, que já havia comemorado o fato de a marcha ter acontecido de forma pacífica.

A oposição luta para conseguir o referendo ainda em 2016. Se a consulta popular for realizada antes de janeiro e os venezuelanos decidirem pela saída de Maduro, novas eleições seriam marcadas, seguindo o que manda a Constituição. Se os chavistas esticarem a convocação do referendo para o ano que vem, Maduro poderia ser afastado, mas quem assumiria seria o seu leal vice, Aristóbulo Istúriz. Nesse cenário, o atual presidente manteria os seus privilégios e não teria de responder a acusações sobre violações de direitos humanos, corrupção e abuso de poder.

O valor da opinião Pública - Por: Dihelson Mendonça


Um agricultor pobre, a exemplo de todos os outros da sua aldeia, vivia cansado de carregar grandes fardos de feno. Fez isso por muito tempo, até que finalmente decidiu comprar uma mula para que o ajudasse nas árduas tarefas cotidianas, o que logo despertou a inveja dos outros aldeões. Dotado de grande força de vontade, poupou dinheiro por anos a fio, além de diversos outros sacrifícios, finalmente conseguindo o bastante para ir até a cidade grande, onde adquiriu um maravilhoso e corpulento animal como nunca se havia visto por aquelas bandas.

De volta à sua aldeia, passeava contente com a nova aquisição, até que passando por um grupo de pessoas, estas começaram a zombar, dizendo: "Mas que homem tolo, comprou uma mula manca e feia!". Entristeceu-se com as zombarias, mas prosseguiu no seu caminho. Mais adiante, encontrou algumas crianças que ficaram rindo da cor do animal. Ainda mais à frente, encontrou um grupo de senhoras idosas que se puseram a comentar entre si: "Se este homem fosse realmente inteligente, teria poupado para adquirir um trator, ao invés de uma mula".

Ficando visivelmente aborrecido com os comentários do povo, além das muitas galhofas que se seguiram, o agricultor, tomado por um acesso de fúria, levou a mula até o alto de uma montanha e atirou-a num grande precipício, matando o infeliz animal. De volta ao trabalho, continuou com a antiga rotina miserável, carregando no próprio lombo, a carga que antes seria destinada à mula. Não havia ainda caminhado por 100 metros, quando ouviu um transeunte falando para outro:

"Este que aí vai passando, é o louco que foi até a cidade, comprou uma bela mula, e jogou-a no precipício sem motivo algum, preferindo ele mesmo carregar a carga nas costas".

Moral da História:

Nunca dê ouvidos a quem não gosta de ti. Os invejosos jamais estarão interessados no teu bem-estar. O termômetro do nosso sucesso sempre será a inveja dos descontentes.

Autor: Dihelson Mendonça




Um faz, outro desfaz: Ministério das Cidades vai recorrer de suspensão da Lei do Farol Baixo



O  juiz  Renato  Borelli, da 20ª Vara Federal em Brasília, que suspendeu a Lei do Farol Baixo diz que os motoristas não podem ser punidos pela falta de sinalização sobre a localização exata das rodovias

O Ministério das Cidades vai entrar com pedido de suspensão da liminar que torna sem efeito a Lei do Farol Baixo (Lei 13.290).  A Advocacia-Geral da União foi notificada hoje (2) do teor da decisão, proferida pela Justiça Federal no Distrito Federal, que determinou a suspensão da aplicação de multas referentes à lei. A Lei do Farol Baixo obrigava condutores de todo o país a acender o farol do veículo durante o dia em rodovias. Na decisão, o juiz Renato Borelli, da 20ª Vara Federal em Brasília, entendeu que os condutores não podem ser punidos pela falta de sinalização sobre a localização exata das rodovias.  A consultoria jurídica do Ministério das Cidades, juntamente com a Procuradoria Regional da União-1ª Região, promete apresentar na próxima semana ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região pedido de suspensão de liminar, para que a lei volte a vigorar. O entendimento dos dois órgãos é de que a liminar não leva em consideração o bem coletivo e a segurança no trânsito. 

Agência Brasil








Justiça Federal suspende multas por farol baixo



A Justiça Federal de Brasília suspendeu nesta sexta-feira, 2, a cobrança de multas para o motorista que não usar o farol baixo durante o dia. A lei está em vigor desde 8 de julho.

A decisão do juiz federal Renato Borelli, da 20ª Vara Federal, é válida em todo o País e foi dada em caráter liminar. “Defiro o pedido de liminar para determinar à parte ré (União) que deixe de aplicar as multas decorrentes da inobservância do inciso I do art. 40 da Lei nº 9.503/1997, com redação dada pela Lei nº 13.290/2016, até que haja a devida sinalização das rodovias. Por fim, estabeleço, em caso de eventual descumprimento desta decisão, multa diária no valor de R$ 5 mil” determinou o magistrado. O objetivo da lei é aumentar a segurança nas estradas e reduzir o número de acidentes, especialmente as colisões frontais. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o uso de faróis durante o dia permite que o veículo seja visualizado a uma distância de três quilômetros por quem trafega no sentido contrário da rodovia. Antes, a regra valia apenas para caminhões, ônibus e motocicletas. A ação civil pública foi proposta pela Associação Nacional de Proteção Mútua aos Proprietários de Veículos Automotores (Adpvat) contra a União. A entidade alega “desvio de finalidade da norma” que teria sido instituída para “arrecadação”.

Estadão Conteúdo




TRE já julgou 99% dos pedidos de registros de candidaturas na Capital



Os cinco juízes da Comissão de Registro de Candidatura, em Fortaleza, já julgaram 99% dos pedidos de registro dos candidatos que concorrerão aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador na capital. Dos 1.129 pedidos aceitos no Sistema Cand, apenas 14 ainda estão sendo analisados, referentes às vagas remanescentes.

Em todas as zonas eleitorais do Ceará, mais da metade (50,45%) dos 14.748 pedidos de registros estão julgados. Deste total, 7.091 foram deferidos (14 com recurso) e 197 indeferidos (31 com recurso). Houve ainda 149 renúncias de candidatos.

Na capital, os 8 candidatos ao cargo de prefeito – e os 8 ao cargo de vice-prefeito – já foram julgados com deferimento. Os pedidos julgados com indeferimento são de 37 candidatos ao cargo de vereador (4 com recurso), sendo que um deles já foi julgado pela Corte do tribunal. Dos 1.099 pedidos deferidos ao cargo de vereador, 2 estão com recursos a serem julgados pelo TRE.

Fonte: Flávio Pinto




Chegada de Carmen Lúcia à presidência do STF pode acabar com golpe da manutenção de direitos de Dilma



Após a tramoia entre Renan Calheiros e o PT para salvar Dilma Rousseff da perda de direitos políticos, e após tudo ter acontecido com a leniência de Ricardo Lewandowski, que jogou no lixo a Constituição, parece que as coisas vão mesmo começar a mudar.
No dia 12 de setembro, quem sentará na cadeira de Presidente do STF será Carmem Lúcia, e a nova presidente da corte poderá definir como proceder diante da enxurrada de ações e recursos para anular a segunda votação. No momento, já são dezenas de documentos enviados por diversos partidos e entidades solicitando que Dilma Rousseff seja, de fato, punida como manda a lei.
O governo Temer já havia determinado que seus aliados fizessem de tudo para barrar um projeto no Senado que assegura o aumento do teto salarial dos ministros do Supremo Tribunal Federal, STF. Por razões óbvias, Renan Calheiros se manifestou contrário à disposição de Temer. O presidente do Senado é alvo de mais de dez inquéritos no STF.
Em troca, Lewandowski peitaria os senadores e a constituição para propor a divisão da votação do impeachment em duas partes. O G1 divulgou nesta quinta-feira, 1º, que vários Juristas questionaram a decisão do Senado que permitiu à ex-presidente Dilma Rousseff voltar a exercer funções públicas, mesmo após sua condenação no processo de impeachment.

Fonte: Antonio Morais - Blog do Sanharol






Dilma vê tentativa de livrar Cunha após fatiamento de processo de impeachment



A ex-presidente da República Dilma Rousseff afirmou nesta sexta-feira, 2, que há uma tentativa de usar a sua absolvição para ocupar cargos públicos para livrar também o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que enfrenta um julgamento por quebra de decoro na Câmara.

“Por que será que, de repente, quando está sendo votada a questão da minha inabilitação política no Senado, o nome de Cunha vem à publico, sendo que até as emas do Alvorada sabem que a lei para mim é uma e para os deputados e senadores é outra?”, questionou Dilma durante entrevista para jornalistas estrangeiros no Palácio do Alvorada. “Está por trás disso uma tentativa de introduzir no espaço político a ideia de que, já que me absolveram disso, terão de absolver também o Cunha. Não mesmo. Isso não”, afirmou enfaticamente. Dilma ainda voltou a apontar as suspeitas contra Cunha e dizer que são diferentes, já que ela não é acusada de possuir contas no exterior e nem de receber propina. “No entanto, eu sou julgada e ele não. A própria imprensa noticia que há uma pressão enorme para ele não ser julgado, pois caso contrário ele pode colocar não só o presidente (Michel Temer) em questão, mas toda sua entourage”, afirmou. A presidente cassada acusou adversários de aprofundar a crise política para garantir o ambiente de impeachment. A situação, para ela, piorou ainda mais a situação econômica do País. “O que tinha de problema no Brasil logo no início de 2015 era fácil de ser corrigido. Se não se tivesse aprofundado a crise, como cuidaram de aprofundar para garantir esse ambiente de impeachment, o Brasil já teria saído da crise”, falou.

Fatiamento

A petista afirmou ainda que o processo de impeachment que a tirou do poder, não existindo um crime de responsabilidade, “tem uma imensa fragilidade jurídica”. Ela voltou a explicar as argumentações técnicas de sua defesa, afirmando que outros presidentes já haviam editado decretos de crédito suplementar idênticos aos dela e que o Ministério Público Federal (MPF) deixou claro que a presidente não tem participação na execução do Plano Safra.

Fonte: Ceará Agora





Restos de construção civil são transformados em obras de arte


Juazeiro do Norte. "Do lixo ao luxo". É com esta frase que o artesão juazeirense Adriano Bezerra Cruz, de 54 anos, define seu trabalho iniciado há cerca de dois anos. O olhar e a sensibilidade do artista conseguiram imprimir um valor inestimável aos restos de construção civil que, outrora dispensados no lixo, passaram a ser recolhidos e transformados em verdadeiras obras de arte, impressionando pela riqueza de detalhes.

O artista plástico conta que a ideia de criar os quadros em mosaico começou diante de um desconforto pela grande quantidade de entulho jogado nas calçadas da cidade, com destinação incerta e, muitas vezes, inadequada. "Andava pelas ruas e via um monte de cerâmica jogada nas calçadas e comecei a observar que aquilo poderia virar algum tipo de arte. Só não sabia ainda o que seria", explica. O que para muitos era visto apenas como entulho, para o autodidata seria a matéria-prima para suas futuras obras.

Início

Com cacos de cerâmicas de diversas tonalidades e tamanhos recolhidos, Adriano montou seu primeiro quadro, um mosaico retratando o mar e seu habitantes, obra intitulada carinhosamente por ele de "peixinhos". O resultado surpreendeu. "Nunca tinha feito nenhum trabalho do gênero. Quando concluí o quadro, fiquei positivamente surpreso. Meus familiares e amigos gostaram muito e me incentivaram a ir além". O conselho foi absorvido. Em seguida, surgiu a ideia de retratar, concomitantemente, o regionalismo caririense, além de reproduzir quadros já consagrados pelos admiradores, com destaque para os renascentistas.

Acervo

O Soldadinho do Araripe, pássaro que carrega em sua pequena estatura de apenas 15 centímetro de comprimento a simbologia de uma região com belezas naturais singulares, foi reproduzido em um de seu quadros, assim como a "Moça do brinco de pérola", obra-prima do pintor holandês Johannes Vermeer. "Todos possuem uma particularidade. Gosto de cada um deles, mas esse, para mim, é um dos mais lindos, ao lado do retrato da minha filha", avalia. Em dois anos, Adriano já produziu 14 quadros, com temáticas que variam desde o meio ambiente à religião, passando pela representatividade do Cariri. Cada obra, segundo conta, leva em média 30 dias para ser finalizado. A 15º, no entanto, está em fase de conclusão e deverá ultrapassar um pouco este prazo devido ao "grau de dificuldade". Eternizada pelas mãos de Leonardo da Vinci, um dos mais eminentes homens do Renascimento italiano, Adriano está reproduzindo a Mona Lisa "um pouco diferente", conforme explica.

"É uma obra mundialmente conhecida e, por isso, carrega um peso maior. Meu quadro será puxado mais para o estilo barroco, como tem sido uma marca em toda a minha produção. O fundo do quadro também será um pouco diferente", destaca. O trabalho minucioso, porém, divide o posto de "mais difícil" ao lado da obra do Maestro Arlindo Cruz, tio de Adriano e um dos responsáveis pela criação da Escola Municipal de Música de Santana do Cariri. "Além de carregar um peso emocional, a obra possuí diversos detalhes, sobretudo no saxofone. São peças pequenas e de variadas cores que demandam muito tempo para encontrá-las, já que minhas obras são feitas exclusivamente com cerâmica, sem utilizar nenhuma tinta. Diante tudo isso, esse foi um dos mais difíceis", disse. Para atingir os resultados realistas sem se valer da utilização de tintas, Adriano desenvolveu uma espécie de paleta de cores, onde separa os cacos de cerâmicas de acordo com suas cores e tonalidades. "Quando ia recolhendo os entulhos nas ruas, me deparei com a dificuldade de armazená-los devido à grande variedades de cores, então criei esse tabuleiro, com quase 150 tonalidades", explicou o artista.

Sustentabilidade

Em dois anos de trabalho, Adriano lembra que já recolheu incontáveis quilos de entulho pelas ruas de Juazeiro do Norte. A transformação do lixo em arte, para ele, é motivo de orgulho e serve de exemplo, embora seja "uma porção ainda pequena diante tudo que é descartado diariamente", salienta. "Sei que é algo pequeno, mas se todos fizessem sua parte teríamos um mundo mais sustentável. Não estou aqui dizendo que todos devem sair pelas ruas pegando os entulhos, levando para casa e fazer arte. Claro que é um dom, mas para além disso as pessoas podem sim contribuir com o meio ambiente de infinitas formas", ponderou. Após ter exposto suas obras recentemente nas galerias do Centro Cultural do Banco do Nordeste, em Juazeiro do Norte, Adriano Bezerra sonha com voos mais altos no futuro. "Esse trabalho é muito valorizado na Europa e espero um dia poder expor em alguma sala de arte de lá", anseia. Com o objetivo de alcançar tal feito, o artista plástico começará, ainda este mês de setembro, uma produção "singular" em que retratará a Rainha Elizabeth II e seu esposo, o príncipe Philip. "Deposito grande expectativa nesta obra. Serão dois quadro que irão interagir entre eles. É um novo desafio e sonho. Espero que possa chegar até o conhecimento da realeza britânica", disse. Adriano objetiva também ensinar sua arte para jovens infratores da Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor do Ceará (Febemce) de Juazeiro do Norte, "como forma de tentar mudar a realidade dessas crianças que muitas vezes se inserem na criminalidade por falta de oportunidades, falta de educação, carinho e de atenção", disse ao finalizar afirmando que "cada um de nós possui o poder de, com gestos simples, mudar o planeta, mudar as pessoas. Só depende da vontade própria", ressaltou.

PROTAGONISTA

Artista descobriu vocação ainda na adolescência

Adriano Bezerra Cruz tem 55 anos e nasceu na cidade de Juazeiro do Norte. Pai de dois filhos, o artista plástico, que também é cabeleireiro e cineasta, começou, ainda na adolescência, a desenvolver trabalhos em gesso, pedra e ferro. Há dois anos, enveredou para o mundo dos quadros em mosaico. Atualmente, são 14 obras concluídas e uma exposição no Centro Cultural Banco do Nordeste. Ao todo, o artista possuí mais de 40 obras, entre quadros, esculturas e miniaturas e já produziu dois curta-metragens.

Fonte: Diário do Nordeste




Bolsas de até 40 mil dólares no Canadá



A Universidade da Columbia Britânica (UBC), localizada no Canadá, está com inscrições abertas para seu programa de bolsas de mérito, voltado a estudantes internacionais. As vagas são para mais de 40 cursos de graduação oferecidos pela instituição. As inscrições podem ser feitas pelo site da instituição até o dia 15 de janeiro de 2017.

Serão ofertados dois tipos de bolsa de mérito: a International Major Entrance Scholarship (IMES), que pode ser renovada para os 4 anos do curso superior e vale até 40 mil dólares canadenses, e a Outstanding International Student Award (OIS), para alunos ingressantes na graduação e com valor que varia de 2,5 mil a 10 mil dólares canadenses. Com pré-requisito para participação a universidade exige desempenho acadêmico de excelência e ótimo histórico escolar.

Os alunos interessados em estudar no Canadá podem se candidatar às duas opções de bolsa, simultaneamente. Na UBC, o processo seletivo para as bolsas de mérito não acontece separadamente da seleção para as vagas da graduação, o que é comum em outras instituições. Na universidade canadense todos os estudantes internacionais são contemplados na concorrência para não pagar pelo curso.

Os nomes dos estudantes aprovados serão divulgados em fevereiro de 2017 e o início do curso está previsto para setembro.

Fonte: Última Hora
Foto: UBC nellaraujo.com.br







Edições Anteriores:

Novembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30