xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 19/07/2016 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

19 julho 2016

Poder infinito do Amor - Por; Emerson Monteiro

Sabor de paz no coração da gente, que evolui em transformação da profunda consciência dos que andam vagando pelo chão. Nessa extrema disposição de ver acontecer os sonhos das verdades maiores, as luzes acedem alegria que circula os panoramas da beleza universal. Sentimentos superiores de harmonia invadem os pensamentos e trazem de novo os momentos felizes da primeira infância, de quando havia inocência original. Ainda que sabendo o que depois chegaria, melhor assim, permitir renovar as possibilidades do espírito em forma dos fenômenos em movimento, a crescer o instante da satisfação de contar história cheia de solidariedade e respeito passados os pesadelos e equívocos.

A salvação vem, pois, no seguir da humanidade, quando concretizará as promessas dos místicos face ao desenvolvimento da sensibilidade humana, portas abertas a todas as respostas positivas que nos aguardam. Sentido da inteligência universal, a força da vida eterna revelará o quanto de infinitude mora aqui do lado a falar da saída clara do final do túnel das contrações de parto que floresce no calendário das eras.

Falar com gosto da grandeza do detalhe que leva ao todo, o amor que em tudo impera e sobrevive, alimenta as chances de concretizar esperanças em forma de bênçãos. Conter a ansiedade das angústias, reter na fonte o desespero dos aflitos, reconstituir de modo sadio as tragédias do egoísmo antigo, produzir cena perfeita da tranquilidade idealizada pelas pessoas de boa vontade.

Qual não fosse de tal jeito e jamais a certeza das vitórias depois da luta. Perdidos estariam os seres e desfeitos os cenários inteligentes da Criação. Argumento consistente, o tempo presente eternizará pleno o amanhecer das vidas que desenvolvem os planos de realização das almas, emissários da grandiosidade perene, na luz esplendorosa das menores existências.

Virtudes (da monarquia inglesa) e desvirtudes (da república brasileira) – por Roberto Pompeu de Toledo (*)


    Uma comparação entre o modo inglês e o modo brasileiro de enfrentar as respectivas crises evidencia as virtudes do primeiro e as desvirtudes do segundo. A saber:
      Inglaterra – No dia 24 de junho, o eleitorado aprovou a saída do país da União europeia e abalou as estruturas do poder. O primeiro-ministro David Cameron anunciou de imediato que iria renunciar, mas não disse quando. Talvez em outubro. Em 11 de julho, segunda-feira, Cameron anunciou que na quarta-feira, dia 13, deixaria o cargo.  O Partido Conservador entregou-se a entendimentos internos e no dia seguinte escolheu Theresa May para sucessora de Cameron. Na quarta-feira, Theresa May assumiu o posto.
        Brasil – O processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff foi autorizado pela Câmara dos Deputados em 17 de abril. No dia 26 de abril foi instalada a comissão do Senado encarregada de analisar a matéria. A votação no plenário está prevista para agosto. O processo de cassação do deputado Eduardo Cunha foi iniciado no conselho de Ética da Câmara no dia 3de novembro de 2015. Seguiram-se manobras protelatórias que se prolongaram até 14 de junho último, quando a cassação foi aprovada. Recurso foi então encaminhado à Comissão de Constituição e Justiça, oportunidade para novas manobras protelatórias. O caso continuou até a última quinta-feira, dia 14, quando o recurso foi finalmente recusado. A votação em plenário ficou para agosto. Talvez.
         Na Inglaterra, o vácuo de poder foi resolvido em vinte dias, a contar do Brexit, ou em três, a contar do anúncio de Cameron do dia em que deixaria o cargo. No Brasil, o impeachment da presidente segue há três meses sem solução. A cassação do presidente da Câmara arrasta-se há nove meses.

(*) Roberto Pompeu de Toledo, jornalista. Artigo publicado na VEJA de 20-07-2016.

Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31