08 julho 2016

Boa notícia: Juiz determina quebra do sigilo do empréstimo do BNDES no valor de 682 milhões de dólares feito pelos governos do PT para a ditadura cubana

O juiz disse que a existência de indícios de irregularidades nas operações de financiamento no valor de US$ 682 milhões de dólares feito pelos governos do PT para a ditadura cubana  “sobrepõe-se ao dever de sigilo sobre os contratos”
O juiz Marcelo Rebello Pinheiro, da 16ª Vara Federal do Distrito Federal, proferiu sentença favorável a exibição dos documentos referentes ao empréstimo do BNDES ao Porto de Mariel, em Cuba. O empréstimo do BNDES ao porto cubano é de US$ 682 milhões de dólares. O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior havia classificado o contrato como secreto, sob a justificativa de que nele constam informações sigilosas. Pelo decreto, o contrato só se faria conhecido em 2027.
O pedido de quebra de sigilo é do advogado Adolfo Saschida, que “pretende a exibição de processo administrativo […] objetivando subsidiar futura e eventual ação popular”. O juiz disse que a existência de indícios de “irregularidades” nas operações de financiamento para reconstrução do Porto de Mariel “sobrepõe-se ao dever de sigilo sobre os contratos”.

Movimento pelo cancelamento da concessão do título de Doutor Honoris Causa a Lula, pela URCA, vira fenômeno em todo o Brasil


Até o início deste dia 08,  sexta-feira,  12.514 internautas tinham assinado o abaixo assinado contra a homenagem a Lula da Silva

Compartilhe este abaixo-assinado
12.514 apoiadores já assinaram
Ainda faltam 2.486 assinaturas para a nova meta de 15.000

Endereço na internet para os interessados em assinar o manifesto: