xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 10/06/2016 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

10 junho 2016

A muçurana - Por: Emerson Monteiro

Ainda menino, vivendo no Tatu, em Lavras da Mangabeira, lembro os cuidados de meu pai no trato com uma cobra-preta, uma muçurana, que aparecera nas imediações de nossa casa no sítio. Ele oferecia comida e lhe reservava espaço em pequeno barraco onde guardava cangalhas, selas, arreios dos animais. Quase sempre deixava um prato com leite e outros alimentos ao se alcance, a tendo como cobra amiga, em face de notícia que a gente conhecia de que era a muçurana que devorava as outras cobras e nem veneno possuía. Preta retinta, vi nalguns momentos deslizar pelo terreiro da casa sem ser molestada pelas pessoas.

Bem depois, já morando no Grangeiro, em Crato, certa noite avistei, na varanda de casa, um exemplar da mesma espécie (Cloelia cloelia), que ao sentir a nossa presença se retiraria para o mato. Dado saber de que se tratava, não esbocei qualquer reação de defesa.

Segundo Wikipédia (https://pt.wikipedia.org/wiki/Mu%C3%A7urana), a muçurana foi catalogada pelo médico e cientista brasileiro Vital Brasil, que apresentou, em 1915, um filme de 1911, no qual uma muçurana brigava com uma jararaca. De acordo com a página da web, a cobra-preta, ou cobra-do-bem, é imune ao veneno de outros ofídios, inclusive destes se alimenta, estando, no entanto, vulnerável apenas ao veneno da cobra-coral.

Certa feita, ouvi de Dr. Jósio Araripe que seu pai, Antônio de Alencar Araripe, também mantivera nas proximidades de casa, na Fazenda Condado, de propriedade da família no Piauí, uma cobra-preta, a qual dedicava atenções nas horas vagas e fornecei mantimentos na intenção de mantê-la para afastar as outras cobras, que dela tinham medo. Dr. Antônio Araripe a denominava de Fideralina, em alusão à matriarca dos Augustos das Lavras.

Nas poucas vezes quando citei a existência dessa espécie ofídica benigna raramente as pessoas dela demonstraram conhecimento. É uma espécie ofiófaga, isto é, que devora as outras cobras, de conformidade com a fonte acima enumerada.

VEJA O VÍDEO - Entenda porque a EXPLORACRATO tem preços exorbitantes !


No Crato, algumas pessoas estão querendo jogar a população contra a câmara de vereadores, segundo o vereador Bebeto Anastácio, que explica através de um vídeo que circula nas redes sociais, o porque dos preços abusivos praticados todo ano na expocrato, tida por alguns como EXPLORACRATO, devido aos altos preços praticados:

Veja o vídeo:



Fonte: Bebeto Anastácio.
Edição e aperfeiçoamento: Dihelson Mendonça



Dilma é recebida com "panelaço" e "buzinaço" em Campinas

Pois é. Os saudosistas do “lulopetismo” marcaram para hoje – 10 de junho – manifestações contra o impeachment em todo o Brasil. Acompanhemos nos noticiários da noite para ver a real extensão dessas manifestações.
Dilma até se antecipou e viajou para Campinas (SP). Esperava ser recebida fanaticamente, entusiasticamente. Confirma abaixo a recepção:
Dilma é recebida com "panelaço" e "buzinaço" em Campinas
Presidente afastada visitou centro de pesquisas na cidade
A velha política de luta de classes para dividir uma nação onde não existe preconceitos
A presidente afastada Dilma Rousseff foi recebida nesta quinta-feira (9) com protestos durante uma visita às obras do Centro Nacional da Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), em Campinas. A petista permaneceu por cerca de uma hora no local, vistoriando as obras de um acelerador de partículas que estão sendo financiadas por recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).
Dilma estava acompanhada do físico Rogério Cezar de Cerqueira Leite, diretor-geral do CNPEM, que guiou a petista pelo tour. Além da visita, a presidente almoçou na casa do físico e participou de um encontro com intelectuais e cientistas da Unicamp. Dentro do condomínio, recebeu manifestações contrárias e favoráveis a seu governo.
Um grupo de pessoas, vestindo as cores verde e amarelo, fez um panelaço e um buzinaço diante do condomínio, localizado no bairro das Palmeiras. Também havia um outro grupo que apoiava Dilma e carregava faixas e bandeiras do PT. A petista irá ainda hoje para São Paulo, onde participará nesta sexta-feira (10) do ato "Fora, Temer", que contará também com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 
Fonte: Site Terra

Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30