xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 06/05/2016 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

06 maio 2016

A dor da ingratidão - Por: Emerson Monteiro

Ouvi certa feita em um conto árabe que beduíno possuía belo cavalo que impressionava a todos pela beleza e raça. Chamava a atenção dos demais a ponto de rico sheik haver caído de graças na disposição de vir a ser proprietário do animal.

No entanto, por mais propusesse valores no rico exemplar, o beduíno nem de longe aceitava desfazer do bem precioso.

Sob as marcas da ganância, lá adiante o sheik resolveu montar armadilha e tomar a pulso o cavalo do beduíno: Em travessia do deserto, escondido sob o disfarce de mendigo, esperou passar o dono daquele bicho que despertara suas ambições.

Ao chegar de próximo, sentindo que o homem mostrava interesse oferecer alguma esmola que lhe mitigasse a miséria, agarrou firme as rédeas do cavalo, derrubou o cavaleiro, montou a rara prenda e saiu em disparada. Nisso, antes de sumir na distância, ainda identificou o proprietário do animal a lhe chamar de braços para o alto, que voltasse urgente, que precisava dizer algo a respeito do cavalo.

Meio a contragosto, porém, o malfadado sheik parou e veio de volta até junto do beduíno, que afirmava:

- O senhor agora é o atual responsável pelo cavalo. É o dono dele. Mas quero pedir um favor, que nunca diga o jeito que adotou para tomá-lo de mim. Pois desse modo daria péssimo exemplo aos que pretendessem auxiliar necessitados, nesse mundo. E são muitos esperam das mãos amigas que diminuam a fome e a sede dos muitos infelizes da sorte.

...

Quando perguntavam se Jesus, Deus e homem, sofrera dores nas atribuições por que passara neste chão, alguém respondeu:

- Sofreu, sim, a dor da ingratidão – daqueles a quem quis minorar o sofrimento, e houve de deparar tamanha demonstração de fraqueza. – Sofreu, sim, a dor maior da ingratidão dos seres humanos...

Festa do Bicentenário de Lavras da Mangabeira, dia 20 de maio de 2016

Haverá lançamento de livros, dentre esses Histórias do Tatu, de autoria de Emerson Monteiro.

Um dos livros que será lançado no dia 20 de maio de 2016, na Câmara Municipal de Lavras da Mangabeira por ocasião das festividades do nosso Bicentenário.

Em clima de passar o Brasil a limpo: Deputados vão ao STF para que Dilma explique por que chama impeachment de “golpe”

Fonte: jornal "Estado de Minas"
Para os parlamentares, as declarações da presidente ofendem a honra das instituições brasileiras
Brasília - Um grupo de parlamentares entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para questionar o fato de a presidente Dilma Rousseff classificar o processo de impeachment como "golpe de Estado". Eles pedem que ela dê explicações e afirmam que as declarações recentes de Dilma ofendem a honra das instituições brasileiras.
"Observa-se que a Senhora Presidente aparenta transpor sua indignação para uma acusação séria e gravosa contra as instituições democráticas brasileiras como um todo, entre tais, possivelmente, a Câmara dos Deputados, o Senado Federal e este próprio Supremo Tribunal Federal", diz a peça.
Os deputados enumeram seis perguntas que devem ser respondidas por Dilma. Entre elas está "quais atos compõem o golpe denunciado", "quem são os responsáveis pelo citado golpe" e "que instituições atentam contra seu mandato, de modo a realizar um golpe de Estado".
Os deputados também questionam quais medidas a presidente pretende tomar, já que considera que está sofrendo um golpe.
Para os deputados, as declarações de Dilma contra a decisão da Câmara de aprovar o pedido de impeachment é uma "ofensa profundamente gravosa".
A peça é assinada por seis deputados: Antonio Imbassahy (PSDB-BA), Carlos Sampaio (PSDB-SP), Paulinho da Força (SDD-SP), Pauderney Avelino (DEM-AM), Rubens Bueno (PPS-PR) e Julio Lopes (PP-RJ). A relatora da ação será a ministra Rosa Weber.
Dilma e seus aliados adotaram o discurso de "golpe" para combater o impeachment. A presidente já fez declarações neste sentido em vários discursos públicos, inclusive durante cerimônias oficiais no Palácio do Planalto. Diversos ministros do STF já rebateram esse argumento, ao afirmar que o processo de afastamento de Dilma seguiu o que manda a Constituição.

Crato: Quando a misericórdia ultrapassa as grades da vida – por Patrícia Mirelly


Às vésperas do Dias das Mães, no mês santificado pelo Ano da Misericórdia, o ecônomo da Diocese de Crato, Padre Joaquim Ivo Alves dos Santos, solicitou à Comunidade Missão Resgate dois animadores para uma celebração especial num lugar onde ninguém quer estar.
Por um intricado labirinto de chão batido, eles partiram, na manhã desta quinta-feira, dia 05, em direção à Cadeia Pública de Crato, onde estão os dramas, dores e angústias dos mais de 183 presos, entre homens e mulheres, filhos que perderam suas mães quando foram para o cárcere, mães que não sabem o que acontece com os filhos enquanto cumprem pena.
Da entrada do presídio até chegar a ala dos detentos é preciso atravessar doze portões, todos com grandes. Num espaço de aproximadamente quinhentos metros, cento e dez presos ficam no que os agentes chamam de “posição de confere”, com os braços para trás e a cabeça abaixada. No início da manhã, sol farto adentrando pelas fendas das grandes, com temperatura beirando à casa dos 37º, quando avistaram o Padre Joaquim Ivo retirando de uma bolsa azul a batina branca e a Liturgia Diária, eles também curvaram-se. Mas não o fizeram só pelo hábito. Fizeram-no porque tinham esperanças. E, mais do que isso, simbolizaram um desejo de mudança, desejo, aliás, sinalizado nas paredes amareladas e na entrada das celas: “Deus é luz. É fiel. Nosso advogado é Jesus”.
 (Foto: Patrícia Silva)
Ao ver o padre paramentando-se, enquanto os missionários tratavam de ajustar o som, os internos que estavam próximos à grade, puseram as camisas e, com as mãos sobre o peito, permaneceram recolhidos. Outros, sentados em bancos de madeira encostados à mesa onde fazem as quatro refeições diárias, elevavam as mãos, como que em forma de prece. Um deles, retirando o rosário do pescoço, entregou-o ao padre para que fosse abençoado. Outro, com pedaço de papel nas mãos, escrito a lápis e em letras de forma, pediu orações pela alma do avô recém falecido.
Quando Padre Ivo perguntou os motivos que os levaram a estar ali, a resposta veio sem titubeios e em forma de coro: “drogas, assaltos, ‘querer aquilo que é dos outros’”. “Mas Jesus ama cada um de vocês. Nenhuma ovelha está perdida. Não se precipitem. Confiem”, confortou o sacerdote.
Do outro lado, dirigindo-se à ala feminina, onde vivem vinte e seis mulheres, o padre também quis saber: “E os pedidos de vocês, hoje?”. A resposta vem de longe e com voz firme: “Quero sair daqui pra ver minhas filhas se formando…”. “Pois eu tenho aqui o Novo Testamento e um Terço pra vocês”. “Oba, quer dizer, amém!”, reagiu outra detenta, passando a mão pelas grades.
João Batista agradeceu, em nome dos detentos, as palavras e a presença do padre e comitiva. (Foto: Patrícia Silva)
A visita também foi acompanhada pelo advogado Hermano José de Sousa, que integra a Comissão de Direitos Humanos da Universidade Regional do Cariri, URCA, o Conselho da Comunidade, órgão que tem como missão fiscalizar o cumprimento da lei dentro das cadeias, da garantia dos direitos humanos à execução correta das penas, e presidente da ONG Nova Vida, projeto social que atua na formação da cidadania de crianças e adolescentes. Ele conta que, brevemente, graças a uma parceria firmada com o curso de Agronomia da Universidade Federal do Cariri, ações como o plantio de hortas, estará sendo desenvolvida na intenção de reintegrar os detentos à sociedade.
Enquanto isso não acontece, encarcerados pelo mundo e pela vida, os homens e mulheres da Cadeia Pública do Crato seguem confiando que “Deus é fiel e Jesus Cristo é o nosso advogado”…



Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31