20 março 2016

Tá feia a coisa: Jornal inglês “The Guardian” diz que Brasil corre risco de intervenção militar

Fonte: Estadão – 20 Março 2016 | 12h 42 
Jornal inglês afirma que 'uma das preocupações óbvias é que esses protestos, se não controlados, podem virar violência generalizada'
O jornal britânico "The Guardian" defende que, se Dilma Rousseff não conseguir restaurar a calma no Brasil, a presidente deveria convocar novas eleições ou renunciar. De acordo com o editorial publicado na edição de domingo do jornal, "uma das preocupações óbvias é que esses protestos, se não controlados, podem resultar em violência generalizada com risco de intervenção militar".
O editorial, que leva a marca "The Observer", argumenta que a democracia brasileira ainda é jovem e as raízes podem não ser robustas o suficiente para enfrentar um quadro de "completo fracasso político e emergência econômica".
O texto diz que o Brasil é o mais novo exemplo da reversão da "guinada à esquerda" na América Latina e lembra que outros governos de esquerda da América Latina têm problemas, como a Venezuela, cujo governo está "de joelhos", diz o jornal. "Como o Brasil mostra, líderes da esquerda cometeram muitos erros. Mas não é a ideologia que é rejeitada - é a sua incompetência e ilegalidade".
Vale lembrar que, ao contrário de outras publicações europeias, como "The Economist" e "Financial Times", que têm linha editorial mais conservadora e inclinada à direita, o "Guardian" é o principal jornal inclinado à esquerda no Reino Unido.